sábado, 30 de janeiro de 2010

Mulher bunda-mole

Fernanda acordou às seis, arrumou as crianças, levou-as para o colégio e voltou para casa a tempo de dar um beijo burocrático em Artur, o marido, e de trocarem cheques, afazeres e reclamações.

Fez um supermercado rápido, brigou com a empregada que manchou seu vestido de seda, saiu como sempre apressada, levou uma multa por estar dirigindo com o celular no ouvido e uma advertência por estacionar em lugar proibido, enquanto ia, por um minuto, ao caixa automático tirar dinheiro.

No caminho do trabalho batucava ansiedade no volante, num congestionamento monstro, e pensava quando teria tempo de fazer a unha e pintar o cabelo antes que se transformasse numa mulher grisalha.

Chegando à delegacia, foi quase atropelada por uma gata escultural que, segundo soube, era a nova investigadora, recém enviada pela chefia geral para o cargo que ela, Fernanda, fez de tudo para pegar, mas que, apesar do currículo excelente e de seus anos de experiência em quase todas as delegacias e nos departamentos especializados e por sua dedicação, e destreza no uso de armas, e sua aptidão para investigar não conseguiu.

Pensou se abdômen definido contaria ponto, mas logo esqueceu a gata, tira pára-quedas e calça branca porque no meio de uma reunião com o titular, ligaram do colégio de Clarinha, sua filha mais nova, dizendo que ela estava com dor de ouvido e febre.

Tentou em vão achar o marido pelo Nextel, pelo celular e em última instância pelo rádio da polícia e, como não conseguiu, resolveu ela mesma ir até o colégio, depois do encontro com o novo titular que acabava de assumir a delegacia, que se revelou um chato, neurótico, desconfiado e com quem teria que lidar nos próximos meses.

Saiu esbaforida e encontrou seu carro com pneu furado. Pensou em tudo que ainda ia ter que fazer antes de fechar os olhos e sonhar com um mundo melhor. Abandonou a droga do carro avariado, pegou um táxi e as crianças.

Quando chegou em casa, descobriu que tinha deixado a porcaria da pasta com os relatórios de investigações que precisava ler para o dia seguinte na delegacia! Telefonou para o celular do marido com a esperança que ele pudesse pegar os malditos relatórios de investigações na sua sala, na DP, mas a bosta continuava fora de área.

Conseguiu, depois de vários telefonemas, que um agente lhe trouxesse a porcaria dos documentos e não foi nem com a viatura, foi com sua motocicleta que rateava e falhava de um cilindro. Argh..!

Tomou uma merda de banho, deu a droga do jantar para as crianças, fez a porcaria dos deveres com os dispersos e botou os monstros para dormir.

Artur chegou puto de uma reunião na sede do departamento, reclamando de tudo. Jantaram em silêncio.

Na cama ela leu metade do relatório e começou a cabecear de sono. Artur a acordou com tesão, a fim de jogo. Como aqueles momentos estavam cada vez mais raros no casamento deles, ela resolveu fazer um último esforço de reportagem e transar.

Deram uma meio rápida, meio mais ou menos, e, quando estava quase pegando no sono de novo, sentiu uma apalpadela no seu traseiro com o seguinte comentário:- Tá ficando com a bundinha mole, Fernanda... Deixa de preguiça e começa a se cuidar.

Fernanda olhou para o abajur de metal e se imaginou martelando a cabeça de Artur até ver seus miolos espalhados pelo travesseiro! Já podia antever os tiras da homicídios fazendo o local com a competente recognição visuográfica que aprendera ao ler na academia o livro Recognição Visuográfica e a Lógica na Investigação Criminal lançado pelo Doutor Marco Antônio Desgualdo.

Depois se viu pulando sobre o tórax dele até quebrar todas as costelas! Com um alicate de unha arrancou um a um todos os seus dentes depois lhe deu um chute tão brutal no saco, que voou espermatozóide para todos os lados! Pobre do Artur...

Em seguida usou a técnica que aprendeu num livro de auto-ajuda: como controlar as emoções negativas. Respirou três vezes profundamente, mentalizando a cor azul, e ponderou. Não ia valer a pena, não estamos nos EUA, não conseguiria uma advogada feminista caríssima que fizesse sua defesa alegando que assassinou o marido cega de tensão pré-menstrual... Resolveu agir com sabedoria.

No dia seguinte, não levou as crianças ao colégio, não fez um supermercado rápido, nem brigou com a empregada. Foi para uma academia e malhou duas horas. De lá foi para o cabeleireiro pintar os cabelos de acaju e as unhas de vermelho. Ligou para o titular da delegacia, aquele insuportável e disse tudo que achava dele, da mulher dele da viatura dele e do projeto dele de como tocar uma delegacia cheia de problemas mil.... E aguardou os resultados da sua péssima conduta, fazendo uma massagem estética que jura eliminar, em dez sessões, a gordura localizada.

Enquanto se hospedava num spa, ouviu o marido desesperado tentar localiza-lá pelo celular e descobrir por que ela havia sumido. Pacientemente não atendeu. E, como vingança é um prato que se come frio, mandou um recado lacônico para a caixa postal dele.

- A bunda ainda está mole. Só volto quando estiver dura. Um beijo da preguiçosa...

(Extraído do livro: Este sexo é feminino/Patrícia Travassos e adaptado para o contexto policial por Marco Vinícios Ferreira, do blog Ligeirinho, que gentilmente sugeriu sua publicação no Mulher na Polícia).

198 comentários:

  1. Valeu Rebelde!
    Muito obrigada.
    Mas vc disse que gosta do texto ou de bunda-mole? rs
    bjo.

    ResponderExcluir
  2. Hahahahaha, acho esse texto óteeeeeeeeemo!

    ResponderExcluir
  3. Dee!!!

    Que bom que você gostou.
    Obrigada pela visita e comentário!
    "Dee" onde mesmo?

    ResponderExcluir
  4. Genial!

    Hoje saiu a convocação para entrega de documentos.Logo,logo começa a Acadepol.

    Não vejo a hora!

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Caracolis por isso que não casa .....kkkkkkk
    Baita mentira rsrsrs
    Certinha ela
    bjos querida

    ResponderExcluir
  6. E aí IP!???

    Eu acho que é uma ótima hora pra vc começar a fazer um blog... hahaha.
    Mas não pode se identificar...

    Já sabe o que tem que comprar?

    bjo.

    ResponderExcluir
  7. Tiburciana!

    Minha amiga!

    Viu??? Solteirice tem suas vantagens.
    ha, ha, ha

    Grande beijo, lindona.

    ResponderExcluir
  8. Olá, Mulher na Polícia!

    É um dos textos mais engraçados que li nos últimos tempos. hehe Mas há uma verdade triste por trás dele: o mundo moderno é muito cruel com as mulheres. Espero que mais homens e mais mulheres despertem para isso no futuro.

    Da mesma forma, seu comentário ao meu último post foi o mais engraçado que já recebi nesses três anos e pouco de blogueiro. hehehe Mas permita-me esclarecer que aparecerão outros posts sobre o mesmo livro. Eles já estão até escritos, na verdade. Alguns serão publicados ali mesmo, e outros num outro blog que eu e minha noiva mantemos juntos, só pra comentar nossas leituras. Não se preocupe, portanto: mais detalhes sobre a degustação da fruta estarão disponíveis em breve. hehe

    Obrigado pela visita, e pelas coisas legais que você tem colocado à disposição dos leitores neste espaço. Abraços, e continue assim!

    ResponderExcluir
  9. De verdad somos tan maravillosas, podemos con todo casa, marido, niños, y gimnasio, somos como super heroes.....
    Querida amiga a mi tambien me gusta La Venagas...Di si TÚ quisieras andar conmigo..la la la la la la. esa canción es de mis favoritas.
    Besos

    ResponderExcluir
  10. Gostei do texto!:)) Bundas de mulher gosto de qualquer jeito:))Beijo!

    ResponderExcluir
  11. Oi André!

    Muito gentil seu comentário, e eu reamente precisava desse elogio seu, porque considero que o primeiro comentário que fiz no seu blog foi o comentário mais idiota que já fiz na vida! Comentei sobre seu "retrato falado" de Paris... e depois me dei conta de que o blog se chama exatamente retrato escrito... (ai... como dói!).
    :)

    Vocês são um casal de sorte, hein, espero que aproveitem bem a leitura e que briguem pouco na hora da escolha.

    Confesso que sou muito influenciada por comentários dos amigos sobre livros, filmes, viagens etc. Mas não tenho nem livros nem muitos amigos em comum com ele.
    :(

    Muito obrigada por sua visita e solidariedade.

    ResponderExcluir
  12. Ballesteros, mi querida amiga!

    "Hay tanto que quiero contarte,
    Hay tanto que quiero saber de ti,
    Ya podemos empezar poco a poco,
    Cuentame que te trae por aqui,
    No te asustes en decirme la verdad,
    Eso nunca puede estar así tan mal,
    Yo tambien tengo secretos para darte,
    Y que sepas que ya no me sirven más,
    Hay tantos caminos por andar..."

    Grande Venegas!
    Grande beso para ti...

    ResponderExcluir
  13. Rebelde...

    ha, ha, ha...

    Eu tinha mesmo que perguntar?!

    Valeu!

    ResponderExcluir
  14. Achamos interessante o seu post, mas confessamos que vamos ler os outros para podermos compreender melhor o seu mudinho aqui.

    Não somos mulheres bunda-mole, somos mulheres de atitudes, por isso convidamos vc a visitar o nosso blog e ver ao nosso vídeo.

    Abraços das Malucas

    ResponderExcluir
  15. Querida Novinha.
    Gostei muito do texto, a adaptação ficou melhor ainda. Realmente caiu como uma luva pro teu blog!
    Não saber valorizar a mulher que se tem em casa dá nisso...ponto pra Fernanda! hehe
    Bjoks

    ResponderExcluir
  16. Muito bom o texto, com um final de sonhos! Só é uma pena a gente realmente precisar de um esculacho desses pra ter uma atitude de gente grande... Todas as mulheres deveriam ser assim, e não (re)agir.

    ResponderExcluir
  17. Olá meninas Malucas de BR,

    Sejam bem-vindas! E sintam-se confortáveis.
    Vou aparecer lá sim!

    Obrigada por terem vindo.

    bjos.

    ResponderExcluir
  18. Águia!

    Obrigada pelo feed back! Sua opinião é muito importante pra mim. Não sei quanto a você... mas diferentemente da "Fernanda", todo post meu é meio inseguro. Será que isso muda com o tempo?

    Beijos de agradecimento pra você.

    ResponderExcluir
  19. Dani, linda!

    Infelizmente a reação normal depois de um esculacho desses é a depressão, querida, porque a ficha caiu tarde demais.

    Não é?

    Beeeeijo.

    ResponderExcluir
  20. Eu ri demais! Não conhecia esse livro, mas farei questão de lê-lo mais tarde - depois que eu conseguir terminar os vinte que comprei por causa da promoção do submarino...

    Enfim, há momentos que me vi na pele de Fernanda. E COMO. Especialmente sobre quebrar costelas e derivados.
    Ainda bem que a mente às vezes é um ótimo lugar de fuga.

    Ótima postagem, Novinha! :)
    Um beijo

    ResponderExcluir
  21. Hermosa, me regalaste una sonrisa cantando esa canción....

    Que tengas un buen inicio de semana.
    Besos

    ResponderExcluir
  22. Tamara!

    Vinte livros, senhorita vestibulanda!
    Que luxo, hein!
    rs rs rs...
    Humm. Carregar pedra enquanto descansa, né?

    (sabe que o que sempre me salvou nos vestibulares e concursos? Redação... rs)

    Lindinha, seus comentários são sempre especiais. Muito obrigada, viu? Quando quiser criticar também... receberei com o mesmo carinho.

    Beijos linda!

    ResponderExcluir
  23. Una sonrisa es lo que siempre me pasa cuando leo tus palabras aquí.

    Besos y deseo una buena semana para ti también, linda.

    ResponderExcluir
  24. Essa crônica é o retrato muito cruel de uma realidade que está tirando a espontaneidade, a gentileza e especialmente, a tolerância das pessoas. A tal da modernidade tem mesmo que ser assim? Eu me questiono muito sobre essas mudanças socias que estão acabando de vez com a possibilidade de harmonia nas relações interpessoais. Parece que os projetos individuais estão acima de tudo e todos. Agora, tirando tudo isso, você é uma cronista, contista, prosadora espetacular. Adorei! Abração. paz e bem.

    ResponderExcluir
  25. Boa noite, mui bueno usted castelano, todo mundo nessa historia levou um belo e grandioso chute na bunda, mas se isso serve como conforto, é melhor um chute na bunda do que um chute no saco.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  26. Quero fazer concurso sim na policia, mas para tratar com policiais, acho que n tenho paciência pra bandido...

    ResponderExcluir
  27. Dra. Estudante de Psicologia,

    Se quiser posso ser sua cobaia.
    :)

    Beijão!

    ResponderExcluir
  28. Edson,

    rsrs

    Você deve ter razão porque no nosso treinamento de defesa pessoal o professor, que ensina por atacado, insiste nas técnicas de defesa "baixa" mesmo pra mulheres. Aff.

    Beijo!

    ResponderExcluir
  29. Nossa Cacá!

    Que comentário, hein! (Tirando a parte dos elogios que vieram para a pessoa errada, pois me deram esse texto de presente).

    É assunto pra muitos posts, mas acho que não é culpa da modernidade não. É culpa do egoísmo humano, mesmo.

    Bjo meu amigo!

    ResponderExcluir
  30. Uma otima semana pra ti amiga...beijos

    ResponderExcluir
  31. Oi Everson!

    Foto nova, hein!
    Tá querendo impressionar o fã clube??
    Boa semana pra você também, querido.
    Beijo!

    ResponderExcluir
  32. Nooooooooossa! Me lembrou muito aqueles filmes americanos!

    ResponderExcluir
  33. Oi Gabs!!!

    Filmes americanos???
    De terror, policial, comédia ou drama?
    Romance é que não é, né???

    hahaha

    Valeu Gabs!

    ResponderExcluir
  34. Muito bom esse texto!! rsrsrs
    Se eu falasse uma coisa dessas pra Cislu acho que o abajur me encontra na hora.
    Seria legítima defesa... :)

    ResponderExcluir
  35. Doug!!

    É melhor dar um livro pra ela sobre auto-controle.

    É "legítima defesa sob efeito de grande emoção, após injusta agressão por meios cruéis e desumanos".

    Eita se eu fosse a advogada do caso!
    :)

    ResponderExcluir
  36. Hilário,amei!!!!
    Pras solteiras de plantão, nunca diga que a vida está ruim hein, sempre pode piorar!rs

    ResponderExcluir
  37. Rosana,

    O Tom Jobim dizia que "Nenhuma situação é tão complicada que uma mulher não possa piorar". Ai que ódio!!!
    :)
    Beijo linda, obrigada por ter vindo!

    ResponderExcluir
  38. 'Tomou uma merda de banho, deu a droga do jantar para as crianças, fez a porcaria dos deveres com os dispersos e botou os monstros para dormir.

    A bunda ainda está mole, só volto quando estiver dura...'

    Kkkkkkkkkkkkkkkkkkk! Adoro!

    Quando comecei a ler o texto, imediatamente lembrei do original, da Patricia que há tempos atras eu li...
    Que a Pat me desculpe, pq a venero, mas esse texto merece todos os aplausos \õ/

    Beijos, minha querida!

    ResponderExcluir
  39. Dayne!!!

    Pois é a Patrícia Travassos é atriz, jornalista, roteirista, apresentadora, compositora, mãe... pega o Evandro Mesquita...

    Parece que ela sabe mesmo do que está falando né?

    :)

    ResponderExcluir
  40. Oi querida, sei que isso vai soar estranho e eu (que vergonha) ainda nem li esse post....mas eu sonhei contigo...que coisa não....é eu sou estranha.

    ResponderExcluir
  41. Pronto...li o post..adoreiiiiii, agora vem cá...o que fazer, no contexto policial, ou em qq outro contexto, qd o cara te chama de piriguete? Ai ai ai ....esse ano preciso me tornar urgentemente uma mulher bem resolvida....

    ResponderExcluir
  42. Depende do "piriguete", amiga Estudante, depende do cara, depende da situação... se for bandido folgado, eu mesma não faço nada... os meninos delicadamente fazem por mim! hehe. Ainda vou postar uma história parecida aqui.

    Não acredito!!! Sonhou mesmo???
    rs rs rs

    Nunca ninguém me disse que sonhou comigo aqui.
    Agora seja boazinha e conta vai, com riqueza de detalhes. Please! Deixa eu ler o seu inconsciente...

    ;)

    ResponderExcluir
  43. Hahahahaha!
    Adorei, ri muito.

    Fernanda, finalmente, deixou de 'sofrer', hehe.

    Obrigada pela visita.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  44. Erica Ferro!!!

    Seja bem-vinda!
    Fico feliz que tenha vindo!

    É um texto inspirador para a virada do mês, não? Que venha fevereiro e que a gente não enlouqueça por causa de homem.

    Um beijo querida!

    Bjo!

    ResponderExcluir
  45. Hahahahaha...
    O texto foi ótimo.
    E essa mensagem com gostinho de vingança, melhor ainda.

    Beijossss

    ResponderExcluir
  46. Tati,

    Pois a coitada dando (em todos os sentidos) um duro danado e o sujeito me sai com uma dessas.

    Vamos combinar, né?
    :)

    ResponderExcluir
  47. Me apaixonei por esse espaço, logo estarei sempre aqui, muito bom mesmo. E com todo respeito o "mulher na polícia" provoca as fantasias masculinas mesmo que esse não seja o intuito.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  48. Imundo!!!

    Seja bem-vindo!!!

    rs rs rs

    Eu é que devo demonstrar todo respeito por uma visita sua no meu blog! Conheci você através da minha amiga Tiburciana e fui conferir assim meio de intrusa mesmo. (rs)

    Já saquei que tem esse lado da fantasia com mulheres da polícia sim... mas enquanto não atrapalhar o meu trabalho, não dou ênfase e pronto.

    Muito obrigada pelo carinho.

    Beijo!

    ResponderExcluir
  49. Deixei um Oi! para você, lá no meu blogue, viu?!

    ResponderExcluir
  50. kkkkkkkkkkkk³¹²,realmente em apenas um dia td pd acontecer e as pessoas alcançam o apogeu do estresse,o texto eh mt engraçado e a adaptação ficou mt boa,adorei...

    ResponderExcluir
  51. Salgado,

    Valeu a intenção, mas sexo seguro pra mim é sinônimo de fidelidade.

    Abraço!

    ResponderExcluir
  52. Geane!!!

    Fico muito feliz com a sua visita!!!
    Então... uns batem logo a porta, outros vão para um spa e além de nós duas ninguém vai entender nada... rs rs rs

    Muito obrigada pela força!

    Bjo!

    ResponderExcluir
  53. Vai mexer com quem está quieto(a)!
    Cadinho RoCo

    ResponderExcluir
  54. Muito boa essa adaptação Novinha. Passar por aqui já virou uma prazerosa rotina do patrulhamento.

    ResponderExcluir
  55. Cadinho Roco!

    É. É melhor não. Vai que tá de TPM...
    rs rs rs

    Obrigada por ter vindo!!!

    bjo!

    ResponderExcluir
  56. Lago, meu querido!!!

    É uma grande sorte a minha em ter parceiros como o Ligeirinho, você e outros que elevam em muito o nível do blog. Só posso agradecer de todo o coração e dizer que é sempre um grande prazer pra mim receber os amigos aqui.

    Abração!

    ResponderExcluir
  57. Hua, kkk, ha, ha, mas no final das contas, matar alguém dá dez segundos de satisfação, mas um bocado de problemas com a cadéia...

    Fique com Deus, menina Mulher na Policia.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  58. Até quase no fim era tudo quase normal... mas esse negócio de bunda mole é tosco... só se for em sentido figurado que vale.
    Abraços

    ResponderExcluir
  59. Olá Daniel!

    Seja bem-vindo!

    Matar alguém é crime de homicídio, art. 121 do CP, pena de reclusão de 6 a 20 anos e uma ficha suja que vai te atrapalhar para o resto da vida. Definitivamente não vale a pena por pior que seja a vítima.

    (Pronto... só pra deixar claro que isso não é apologia ao crime, sr. Corregedor).

    Obrigada por ter vindo Daniel!

    ResponderExcluir
  60. Cris!

    Bom te ver de novo por aqui!!!
    Na verdade toda bunda-mole é tosca e ninguém merece, né amiga...

    Beijinho!

    ResponderExcluir
  61. Toda mulher que ler isso aqui, vai gostar. Fato! hahahahahahah

    "Fernanda olhou para o abajur de metal e se imaginou martelando a cabeça de Artur até ver seus miolos espalhados pelo travesseiro!"
    A M E I! hahaha maldaaade!
    =****

    ResponderExcluir
  62. Iasmine,

    Esse texto me deixa apavorada só de pensar na possibilidade de alguém vir a ler meus pensamentos principalmente em eventos sociais.

    :)

    ResponderExcluir
  63. Não aguentei: ' A sua bunda está ficando mole'...

    E nunca reclamamos da barriga!!!

    Gostei do texto.

    ResponderExcluir
  64. Fiquei muito feliz com o seu carinho e palavras no blog da Karina. Por isso venho trazer o meu muito obrigado e um grande abraço.
    Venha conhecer o meu blog.
    o texto da Velhice está aqui;
    http://sandrarandrade7.blogspot.com
    a Curiosa oferece um lindo selo para vc. Super amiga..Posso assim considerar vc?
    então venha e participe, tem os links por lá.
    Passei neste mundo...da curiosa...
    Sandra

    ResponderExcluir
  65. rs rs rs

    Seja bem vinda Erica!!!

    Tem barriga que se transforma numa expedição heróica mesmo.
    hahahah

    Beijo e obrigada por ter vindo!

    ResponderExcluir
  66. Oi Sandrinha!

    Obrigada, minha linda!
    Verdade seja dita, né!?
    Precisa agradecer não...

    Valeu por ter vindo!!!

    Beijo!

    ResponderExcluir
  67. Que reviravolta! O que eu ia dizer, todos já falaram aí acima: texto engraçadíssimo, adaptação perfeita.

    Entendi o sentido figurado e como desenrola as relações de Fernanda, mas fico imaginando se fosse nós mulheres a cobrar dos homens essa valorização estética... Dá pano pra manga!

    Obrigada por visitar meu blog.
    Beijos
    ;*

    ResponderExcluir
  68. Oi Babi!!!

    Valeu por ter vindo.
    Imagina uma sessão de depilação completa.
    Tadinhos!!!

    Bjo lindinha!

    ResponderExcluir
  69. meu sonho era fazer isso um dia, sumir quando alguém reclamar de mim, ainda mais namorado, ninguém merece.
    e não é que a pessoa vire dispensável, ela só, por muitos motivos, deixa de ser indispensável. vai ver vira só pensável...

    beijo*

    ResponderExcluir
  70. Olá querida!!!

    Saudade de ti. Qualquer dia sumo da empresa e faço como a personagem. Os dias tem sido assim, com provações e as vezes até desespero. Mas creio em Deus e sei que terei vitória no final.

    Obrigada por me visitar.

    Abraço forte Regiane

    ResponderExcluir
  71. Oi Patrícia!

    Que legal ler seu comentário seu aqui!
    Obrigada por ter vindo!

    Pense bem... pois de apenas pensável para ex-pensável é um pulinho. heheheh

    Adorei o comentário!

    ResponderExcluir
  72. Tiburciana, amigona!!!

    Tô morta de cansada sim... mas amanhã é sexta!!!
    iuhuuu

    Bjo linda!

    ResponderExcluir
  73. Oi Regi, minha linda!!!

    Eu sei como é...
    Tem hora que a pressão é grande.
    Quando estou assim, assumo minhas tendências fúteis e vou namorar no cinema!
    Ui!


    bjo!

    ResponderExcluir
  74. Muito divertido...:)
    Obrigada pela visita lá em casa.
    Beijo

    ResponderExcluir
  75. Oi Luciana!

    Eu é que agradeço por teres vindo!
    Fico feliz por isso.

    Bom final de semana pra você, querida!

    ResponderExcluir
  76. Jaime,

    ... preconceito e exploração.

    Seja bem vindo e muito obrigada pela visita.

    ResponderExcluir
  77. Amei o texto...e no final com gostinho de vingança foi tudo de bom!!!maravilhoso seu blog...é bem diferente de todos os blogs que já li por aí no mundo da blogosfera...parabéns!!!a criação dos textos são perfeitas!!sereia sua seguidora...beijos querida!!!

    ResponderExcluir
  78. Oi Beautiful Butterfly Woman!!!

    Que nomão!
    : )

    Seja muito bem-vinda!
    Muito obrigada por seu carinho e pelo incentivo!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  79. Sinceramente?:
    uma senhora adaptação!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  80. Oi querido!
    Visitando o meu passado?
    rs, que bom que fica aqui registrado.
    Como diz o brocardo: "verbum volat, scriptum manet" - a palavra voa, a escrita permanece.

    Acho que meu colega estava mesmo inspirado nesse dia. Ficou ótimo, mesmo!

    Beijo, Sylvio!

    ResponderExcluir
  81. Querida
    A uma da matina abri o blogger e fui pro painel; vinte minutos depois vim pra cá dar uma futucada; daí me veio a idéia de ler algumas coisas que não tinha lido; daí me veio a idéia de conhecer a gênese da coisa, do seu blog.
    Fiquei feliz com minha idéia, e constatei que vc é especial mesmo...; além disso, descobri que vc é magrinha (rêrêrê), e que (possívelmente), seu nome começa com 'P'. Rsrsrsrs!!!!!

    Sou ariano, Novinha, e tento desenvolver o melhor em mim: sou curioso, motivado, emocional, sentimental, racional, um pouco aventureiro...; gosto do amor, do toque (mesmo que através de palavras), nada mais natural que estar atento aos carinhosos e amistosos comentários que de vc fazem; participo deles, faço deles minhas palavras, e assim, fico mais perto, de vc, e de todos por quem nutro sentimentos de amizade e carinho; me alimento desses sentimentos, e por eles sou alimentado.

    Sou claro, vivo no claro, gosto da Luz; embora em certos momentos uma penumbra seja bem vida... :)

    Um beijo, minha querida.

    ResponderExcluir
  82. Meu comentário foi pro post errado... :(

    Faço outro!:

    quando um homem envelhece no espírito, nada o salvará de ficar burro, mais burro se já o for.

    :)

    Bjs!

    ResponderExcluir
  83. Ué...

    rs rs rs rs

    Por que você acha que meu nome começa com "P", Sylvio???

    Olha, eu adorei esse seu tour por aqui... reler essas coisas me dá uma sensação de que evoluí.
    : )

    Beijos!

    ResponderExcluir
  84. Eu AMEI.Embora seja engraçado, é a mais pura verdade. =x Só quem já passou por algumas dessas situações sabe como é. Post perfeito!

    ResponderExcluir
  85. Oi Kathelen!!!

    Sumida!!!
    Que bom te ver por aqui de novo.
    Esse texto é engraçado mesmo.
    Obrigada pelo comentário!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  86. Gosto desse, li hoje.

    Acho que todas tem um pouco da Fernanda. (:

    Eu estou lotando seus textos, né? :/

    ResponderExcluir
  87. Textos lotados é um problema que todo blogueiro quer ter...

    : )

    ResponderExcluir
  88. Não dá pra ficar brava com você, é fofura demais. Desisto.

    (:

    ResponderExcluir
  89. Eu te pedindo desculpas :
    http://media.tumblr.com/tumblr_lofnt3OTeQ1qh2g8w.gif

    Tão eu. .-.

    rsrsrs

    ResponderExcluir
  90. Eu queria um, mas minha mãe não deixa. ):

    rsrs

    ResponderExcluir
  91. Não serve um de pelúcia?
    : )

    (Tenho vários...)

    ResponderExcluir
  92. Obrigada, mas sou alérgica. ):

    E tenho medo também. (tá, pode rir)

    Quando eu ficava com a minha avó eu tinha um, Deus sabe como aquele cachorro não me mordeu, porque eu enchia a paciência do bicho. (:

    ResponderExcluir
  93. kkkkk

    Cara...
    Você deve ser uma pimentinha!!!
    kkkkkk

    ResponderExcluir
  94. Agora não, sou toda devagar. Mas quando criança eu era muito inquieta.

    Até minha mãe fala que nem pareço a mesma. Acho que mães preferem crianças. .-.

    ResponderExcluir
  95. Você deve ter gastado toda a sua energia na infância...

    : )

    Deve ser isso!
    Coitada da sua avó e da sua mãe...
    kkkk

    ResponderExcluir
  96. Minha avó tinha uma paciência infinita, só pode. Deve estar em bom lugar no céu. rs (:

    Minha mãe trabalhava muito mais na época, então como ela chegava tarde, eu só ia pra casa nos finais de semana. A gente ficou muito mais próxima quando minha avó morreu.

    Se um dia eu for só um pouco da avó que ela foi, já será bom. :D

    ResponderExcluir
  97. Que lindo isso que você disse!
    : )

    Bonito demais!

    ResponderExcluir
  98. As mulheres da sua família parecem muito especiais.
    : )

    ResponderExcluir
  99. Sim, são uns anjos. :D

    Deve ser triste não ter família, né? :/

    ResponderExcluir
  100. Estar longe da família, por vezes, também é um pouco triste.

    ResponderExcluir
  101. Verdade. Nunca fiquei muito tempo fora, nem imagino como é estudar em outro estado, ou como são os meses na Academia, por exemplo.

    Você já deve ter ido dormir, mas boa noite, tô com sono. (:

    Fica bem, um beijo.

    ResponderExcluir
  102. Um texto feito no capricho, ótima adaptação.
    Mulher sofre...; até, deixar de.

    ResponderExcluir
  103. Oi Paloma!

    Sim, eu já tinha ido dormir...
    : )

    Você nunca pensou em prestar vestibular em outra cidade? Muita gente hoje em dia faz isso, né?

    É bom sair de casa. Eu gostei.
    Mas é bem mais confortável ficar pertinho da família.
    : )

    ResponderExcluir
  104. Oi Sylvio!

    Veio fazer companhia à Paloma?
    : )

    rs rs rs

    Seja bem-vindo ao meu passado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ontem fiquei até a 1:30... Hoje vou mimi mais cedo.

      Seu movimentado presente produz um interessante passado.
      :)

      Excluir
  105. Sim. Tinha planos pra uma federal de MG que eu visitei. Eu teria que me virar pra trabalhar estudar lá, mas seria legal. Caso um dia eu passe, talvez desgrude do Rio e vá. (:

    ResponderExcluir
  106. Respostas
    1. Sou um rapaz muito meigo.
      Caso necessite de um por perto...
      :)

      Excluir
  107. Paloma...

    Tenta, ué... vai que dá...
    : )

    O Rio não vai sair do lugar!
    Pode ficar tranquila quanto a isso.
    : )

    rs rs rs
    Brincadeirinha... eu gosto de pegar no seu pé, carioquinha.
    : D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com 16 fui prestar exame na Escola Federal de Metalurgia em..., acho que Ouro Preto..., sei lá...

      Como vc Nova, gosto dessas paradas de viajar, me atirar (isso faz bem pro 'espríto'!

      Excluir
  108. Vou tentar mesmo! :D

    Trocar funk por sertanejo universitário, nem sei se isso é bom ou ruim. kkkkkkkkkkk

    Pode me zoar, que eu gosto. (:

    ResponderExcluir
  109. Oi Paloma!

    Ué... então eu já tinha publicado, né???

    Me confundi.
    : )


    Quanto a morar em outro estado...
    rs rs rs
    A gente se adapta.
    : )

    ResponderExcluir
  110. Oi Sylvio!

    Nossa, gosto demais de viajar!
    Essa é a minha praia!

    : )

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gosto demais, mesmo...!
      A muito não faço isso..., alguma coisa estou fazendo de errado; tenho que repensar meu estilo de vida, talvez uma mudança de trabalho melhore.
      Muito bom mesmo, Nova.

      Excluir
  111. Sim, já tinha publicado. rsrs

    Não vou descartar a mudança de estado, acho que seria até bom, como você diz. Minha mãe é que começa a chorar só de eu tocar no assunto. :\

    Comi pizza de bacon ontem e lembrei de você. *-* Deve ter uma tênia enorme dentro de mim, porque nossa.. rsrs

    ResponderExcluir
  112. http://sphotos-f.ak.fbcdn.net/hphotos-ak-ash4/312329_405941049488504_1069016463_n.jpg

    kkkkkkkkkk

    Nããão! :D

    ResponderExcluir
  113. Respostas
    1. Bate na madeira, Sylvio!

      É só ansiedade mesmo! kkkkkkkkkkkkk

      (:

      Excluir
  114. Poxa, isso é sério, tá? )':

    rsrs

    ResponderExcluir
  115. Ademais, gostei de saber os "por quês". É sempre muito interessante saber de cada detalhe - exatamente como você pensou!

    :)

    Spartanski

    ResponderExcluir
  116. Foi boa a conversa pra amadurecer alguns conceitos... depois disso devem vir algumas mudanças por aí... quem sabe?

    ResponderExcluir
  117. Entendi sim.

    Inclusive são duas coisas difíceis de conciliar, os leitores mais antigos e os que chegam agora.

    ResponderExcluir
  118. "Inclusive são duas coisas difíceis de conciliar, os leitores mais antigos e os que chegam agora."

    Ainda assim, independentemente de parâmetros, o especial mesmo, seja "antigo" ou não, é acompanhar os seus relatos e experiências.


    :)

    Spartanski

    ResponderExcluir
  119. Pois é...

    Mas quero dizer que na hora de escrever eu precisaria pensar mais em quem acabou de chegar. Olha esse texto novo, por exemplo... A pessoa lê "Isabella está apaixonada pelo Bush". Quem raios é essa tal de Isabella? Você sabe, né???

    Às vezes escrevo como se fosse pra um(a) único leitor...

    ResponderExcluir
  120. Haha!

    Por acaso você não está falando de novo como uma leitora que já pegou o fio da meada? Ou talvez esteja falando como minha amiga...
    : )

    Será que o que você disse funciona pra quem tá chegando agora?

    ResponderExcluir
  121. Sim! Você tá falando como amiga, mesmo!!!

    Os amigos não sabem ser imparciais, e apesar de que não deveria levar muito em conta tudo o que você tá falando aí contaminada pela amizade e por esse carinho que você sente por (sente que eu sei... rs rs rs) eu acho que vou ter que reconhecer que EM PARTE você tem razão... por que? Depois leia o comentário da Isabella la no "Polícia na Favela"... Parece que o que você tá dizendo, bate com o que ela, que chegou bem a pouco tempo, acabou de dizer.
    : )

    ResponderExcluir
  122. Será que vocês são a mesma pessoa???

    kkkk

    Vc fez concurso pra PM da Bahia???

    kkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  123. Jura que quer mesmo que eu acredite nisso... Talvez eu acredite um dia...

    ... quando você fizer uma crítica que eu não gostar nem um pouquinho de ler, quem sabe?

    : )

    Pode fazer... eu sou forte! Posso ficar um pouquinho emburradinha na hora, mas passa!

    ResponderExcluir
  124. "... quando você fizer uma crítica que eu não gostar nem um pouquinho de ler, quem sabe?"


    risos!

    Só assim? Não vale!

    Spartanski

    ResponderExcluir
  125. Crítica.: Com jeito, que mal tem? O "saber dizer" é essencial entre causar uma reflexão ou uma tempestade extratropical.

    :)

    Spartanski

    ResponderExcluir
  126. "Posso ficar um pouquinho emburradinha na hora, mas passa!"


    Rindo aqui. Fofa!


    Spartanski

    ResponderExcluir
  127. Quanta prentensão - minha! O xeque-mate era meu mesmo?

    :D

    Spartanski

    ResponderExcluir
  128. : )

    Li isso hoje e lembrei de você:
    http://meninasuperacao.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

  129. rs rs rs

    Lembra que jurei revanche???

    Minha vez de rir sozinha!!!
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Cheque-mate meu!!! Fim de jogo pra você!!!

    ResponderExcluir
  130. Com direito a:

    "É? (risos)
    Yes! ;)
    Spartanski"



    Que vergonha! Ha!


    risos!


    Spartanski

    ResponderExcluir
  131. Maldade, minha...
    Vem cá... maninha linda do meu coração...
    : D

    ResponderExcluir
  132. risos!


    "Ao vencedor as batatas"! É justo, é justo.

    :)

    Spartanski

    ResponderExcluir
  133. Brincadeira...

    Na hora eu nem me toquei, bobinha...

    Foi você que se entregou!
    kkkkkk

    ResponderExcluir
  134. "Na hora eu nem me toquei, bobinha..."

    Sabe qual foi o problema? Eu ter ficado em dúvida na frase.¹

    Obs.:¹ Xeque-Mate e fim de jogo pra você.





    Li: fim de jogo pra mim?! :O


    Haha


    Spartanski

    ResponderExcluir
  135. "Foi o que entendi.
    : )"

    Ótimo! Depois das batatas e dos xeques, preferi explicar pontualmente. (risos)

    Spartanski

    ResponderExcluir
  136. Curioso, porque também eu depois daquela tremenda saia justa ando conferindo os comentários antes de, né?

    kkkk

    ResponderExcluir
  137. Não estranhe se minhas respostas estão mais demoradas... é cautela...

    kkkk

    (cara... tô rindo até agora!)

    ResponderExcluir
  138. Hoje inclusive.

    Arre... já tô preocupada, por que?
    Passou algum detalhe que não percebi???

    ResponderExcluir
  139. Ou será que esse "hoje?" é a réplica da revanche?

    ResponderExcluir
  140. Não...

    A saia justa da "demora" daquele dia... do filme.

    ResponderExcluir
  141. Ufa... que alívio!

    rs rs rs

    E a natação, me conta?

    ResponderExcluir
  142. A saia justa foi minha (ou não?)! E você achando que foi sua? risos!


    Spartanski

    ResponderExcluir
  143. Claro...

    Revanche de quê você tava pensando?
    : )

    ResponderExcluir

  144. Uma pergunta: você pensou que eu tinha mesmo falado da sua demora?


    Gente, agora que entendi isso. (risos)

    Spartanski

    ResponderExcluir
  145. "Revanche de quê você tava pensando?
    : )"

    Essa de agora mesmo. :)

    Spartanski

    ResponderExcluir
  146. Estou rindo com você dessa confusão toda.




    "Mas que confusão..."

    Você escreveu isso, ficou engraçado demais - porque aqui eu também estava me perguntando: "Como é que é??!"


    risos!

    Spartanski

    ResponderExcluir

  147. Mais ou menos... era chantagem emocional pra você ficar com peninha. Não funcionou.
    : )

    ResponderExcluir
  148. Ou então era uma evasiva pra você baixar a guarda e eu te pegar lá na esquina.
    > )

    ResponderExcluir
  149. Não estou atrapalhando seu sono, linda?

    Spartanski

    ResponderExcluir
  150. Tô com um pouquinho de sono, sim...

    Mas você ainda não me contou nada sobre você, sobre seu dia, sua semana.

    : (

    ResponderExcluir
  151. Quando precisar ir, me diz.

    Spartanski

    ResponderExcluir
  152. Nossa! Quanta novidade...

    Grossa??? Você???
    Nem se esfoçando muito, maninha...

    kkkk

    ResponderExcluir
  153. Não... não pensei nada disso.
    : )

    Eu não me lembro exatamente o que pensei, pra falar a verdade, mas levei para o lado de que você tinha sentido minha falta, ué... (olha a pretensão).

    kkkkk

    ResponderExcluir
  154. Ora, você tem um bom coração.

    Spartanski

    ResponderExcluir
  155. Que bom saber que tá tudo bem contigo.
    : )

    ResponderExcluir
  156. E com você, está tudo bem? :)

    Spartanski

    ResponderExcluir

Confissões