quinta-feira, 20 de abril de 2017

Adaptações.

Mulher-Usando-Coturno

Pela primeira vez na vida, notei que minhas pernas estão, de fato, muito bem definidas, embora eu nem tenha feito muita força pra isso. Apesar dos risinhos dos colegas quando acuso essa minha condição estranha, não era pra menos... porque foi esse o jeito que encontrei de me enturmar com os meninos nesse novo local de trabalho - fazer atividade física com eles - judô, jiu jitsu, corridinha e malhação. A propósito, não quero causar nenhum mal-estar nos demais setores da polícia, mas aqui a gente tem essa graça de, com muita classe e elegância, malhar no horário de expediente. Sim, é parte da programação, inclusive.  

Quero apenas que morram de inveja, pois a grande maioria dos colegas que chegou junto comigo ficou lotada numa seção que facilita o aprendizado e o treinamento. Então além de cuidar do preparo físico, estou estudando a papelada, revendo aqueles pontos mais delicados, tirando dúvidas que surgem no dia a dia e tenho conseguido acompanhar os treinamentos muito bem. Eu precisava dizer isso porque "isso" é condição básica pra quem quer durar pelo menos uns dois anos neste setor aqui.

(O trabalho é tenso às vezes, mas a cada turno de serviço tenho a oportunidade de conversar com um colega mais interessante que o anterior. Nossa! É cada história de vida! Dava pra escrever vários e excelentes livros sobre policiais infiltrados, policiais atletas, policiais especialistas, policiais que cumpriram missão no exterior! É muita riqueza institucional por metro quadrado!)

Sinto-me realmente privilegiada por fazer parte deste grupo, mas não sei quanto tempo vou aguentar, não... A diretoria é muito, mas muito, muito exigente e a carga horária às vezes chega a ser exaustiva! Nessa brincadeira, como você já deve imaginar, vida social é quase zero. Além disso, já sacrifiquei meu cursinho de Francês e só malho no serviço, agora, porque todo o tempo livre que tenho ultimamente é pra ir pra casa cuidar dos meus homens, mas tenho conseguido levar bem.

Minha maior dificuldade por enquanto é que não estou conseguindo me enturmar com as meninas do trabalho... Estou tirando zero nessa prova. Nossas escalas de serviço, treinamento e viagens não coincidem de jeito nenhum e eu simplesmente não consigo ter acesso a elas. Quando passo por uma ou outra no corredor, estão sempre correndo, ninguém tem um minuto pra um café... Sei que tudo leva um tempo pra acontecer, mas tenho muita dificuldade de provar que sou legal pra quem não tá interessada, logo, não provarei. 

Sinto falta de uma coisa chamada amizade que ajuda muito, não é mesmo?

152 comentários:

  1. Boa noite nova...

    Se a novinha fosse da federal, com certeza diria que ela esta trabalhando na Interpol, mas como ela não é, não sei não kk...

    bjsss

    ; *

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande zero-um, F3llype!!!

      "Tire isso da cabeça, põe o resto no lugar".

      kkkkkk

      Você não é fraco não, hein... Vai ser um excelente investigador.

      : )

      Excluir
  2. Verdade que uma boa amizade é sempre importante, mesmo no trabalho!
    Bj e continuação de boas pernas ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rui!

      Não imaginei que você fosse prestar atenção a esse detalhe...
      kkkk

      Da importância da amizade.

      : D

      hehe

      Excluir
  3. Parabéns. Mulheres na polícia... e em todo lugar. Viu o mouse do Cruzeiro? Lindo, né? rs rs. Volte sempre.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, Carlos!

      Na realidade é um grande campeão!

      Seja bem-vindo!

      : )

      Excluir
  4. Bora marcar um rola aqui em Bsb... to esperando!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Vitão!

      Marcar o que, menino?

      "um rola aqui em Bsb..."?

      Excluir
    2. Uai, não tá treinando JJ? Rola no JJ... é róla, não rôla....hahahahhahahaha

      Excluir
    3. Ahhhhhhh, kkkkk

      Não aprendi essa ainda não. Sou iniciante do baby basic. kkk

      Vocês treinam aí no seu trabalho também?
      : )

      Excluir
    4. Sim, tem um centro de treinamento lá, mas eu faço fora. O rola nada mais é que treinar com o colega, botar em prática o que aprendeu na aula. É quando o pau quebra!

      Excluir
    5. Hummm...

      E por acaso, você já treinou com menina?

      Vai ficar muito chato se eu aparecer aí e te der uma surra.
      kkkkk

      Excluir
    6. Já sim, não muda muita coisa no treino com meninas não...

      Uai, bora aparecer aqui então, vamos ver como anda seu JJ....hahahahhaa

      Excluir
    7. E por que você tem tanta certeza que nunca treinamos juntos?

      : )

      Excluir
    8. Ahh, então já sei porque.

      Porque você nunca treina com amadoras iniciantes novinhas.
      kkkk

      Né?

      Excluir
  5. Olá! Muito interessante o teu blog! Agradeço a visita! abração

    ResponderExcluir
  6. Oi Mulher na Polícia
    Você é muito corajosa
    Um digna profissão, mas não pra mim
    Beijos no coração
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  7. Oi querida,
    O Minicontista 2 está fechado.
    Hoje por acaso fui lá
    Obrigada
    Minicontista2

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que pena...

      Mas que bom que ainda temos outros cantinhos pra conversar.

      Um beijo e um bom dia.

      Excluir
  8. Mulher na Policia
    Boa perspectiva da vivência do interior da policia, para quem como procura saber o que poder de vida.
    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Seu Daniel!

      Que bom receber sua visita aqui!

      A vivência no interior da Polícia, nem sempre é o que a gente espera que seja.

      Mas é isso.
      : )

      Excluir
  9. Xi chefinha, as coisa num ta fácil pra essas bandas não hen...

    Mas se acalma que o tempo ajeita tudo. É um ambiente muito masculino e acho que isso deve ser normal nas FEs. De todo modo, até que isso aconteça, conta com a nossa participação rsrsrs.

    Bjooo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amiga querida!

      Que bom que você veio... Eu realmente estava precisando ler algo assim vindo de uma fonte amiga.

      Não é fácil mesmo.

      Esse blog tem essa finalidade também, sabe? Sair um pouco da dureza da realidade e ver as coisas pelos olhos de vocês.

      Por isso, agradeço o seu apoio.

      S2

      Beijo!

      Excluir
  10. Que saudades das suas publicações, sempre tão inspiradoras! Bjao, futura mentora! xo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa!

      Que bom que você voltou!

      Também estava com saudades dos seus comentários misteriosos.

      : )

      Um beijo!

      Excluir
    2. Vindo da rainha do suspense, vou considerar como elogio...ganhei meu dia!! :-) Queria fazer taaantos comentarios mais diretos e objetivos, mas como ja li todas as suas publicacoes (e comentarios), conheco a politica de seguranca e contenho o impeto de ser invasiva. Por ora so posso fazer o melhor de mim para pertencer a gloriosa e se Deus quiser, poder ter a honra de conhecer essa antigona que me tanto me inspira atraves de um olhar critico e sensato sobre o papel da mulher na policia. Sou realmente sua fa e obrigada por compartilhar sua rotina, mesmo que de forma limitada, com pessoas que sonham os mesmos sonhos e buscam as mesmas conquistas. PS: Esse departamento novo ai eh o meu numero, pena que ao que tudo indica nao eh lugar para novinhos se aventurarem, hahaha. Bjos

      Excluir
    3. Se você ganhou o seu dia, eu ganhei a semana, senhora escritora do Logbook DPF... se é que devo chamá-la assim.

      Puxa...

      Mas essa política de segurança do blog não poderia nem deveria inibir os leitores de fazerem perguntas diretas e objetivas. Peço mil desculpas. Garanto a você que não era essa a intenção.

      Sei que não mereço saber nada a seu respeito, mas você poderia dizer para qual concurso policial está estudando?

      Não é por nada, não... só curiosidade mesmo. Afinal, você pode ler um blog a meu respeito e eu não sei ~nada~ sobre você...

      ; )

      Não sei se vou decepcionar você, futura novinha, mas mas não me encaixo, de jeito nenhum, nesse adjetivo "antigona". Não me sinto antigona, acredita? Nem quando tento ver o lado bom desse adjetivo. A cada dia percebo que o ideal nessa atividade é sempre permanecer ciente de que precisa aprender muito com os outros.

      Quero continuar novinha ainda por muitos e muitos anos.

      Obrigada pela visita e pelo comentário!

      Excluir
  11. Eu prefiro amizade com homens, são mais sinceros.


    bjokas =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa Bell,

      Você foi bem sincera agora.

      kkkk

      Acho que as meninas aqui do meu trabalho pensam exatamente como você.

      Tá difícil, viu...

      Excluir
  12. Adorei a história, tem mais??????????! *.*

    Beijão, mariasabetudo

    ResponderExcluir
  13. Hummm...

    Então você é a Sté Maciel, 23 anos que gosta de Frinds e How I Met Your Mother?

    Certo... não gosta de rosa, né? Prefere azul... entendo.

    Sagitariana com uma rotina cansativa...

    Ok. Seja bem-vinda!

    ; )

    ResponderExcluir
  14. Pode chamar como quiser, vc pode tudo! kkk Estudo pra APF, não pretendo ser burocrata, mas não sei se meu corpo ratifica essa vontade de ser operacional, pois biologicamente não serei tão "novinha" no momento da sonhada aprovação/CF/posse...sei que o termo "antigão" pode nem sempre soar como positivo, mas pra mim e sinal de respeito e reverência pelo mérito de qualquer pessoa que sirva de inspiração, independente de idade, títulos ou tempo de casa. Aprendizes todos nós somos, alguns apenas tem mais a ensinar em determinadas áreas... eh como na narrativa do seu post "Mais Moderno". Gratidão por me ensinar tanta coisa importante desde já, nessa sofrida condição de aspira-moderno wanna be. :-)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Yeahhhhh!!!

      Ela voltou!

      Querida...

      Ok...

      Antes de mais nada, você sabe que eu já disse várias vezes neste blog que nunca disse aqui que sou APF, né?

      : )

      Mas que bom que mesmo assim você voltou!

      Excluir
    2. Uhum....sei sim...kkk :-)
      To sempre por aqui, sempre mesmo. Bjao

      Excluir
    3. kkk

      Sobre sua quedinha por trabalhar na área operacional, olha só, aqui na minha polícia, é difícil pra qualquer um (homem, mulher, jovem, mais velho) ficar na área operacional...

      Então se algum novato quis e conseguiu sair da Academia e ir direto pra área operacional (e não foi isso que aconteceu comigo) é muita sorte a dele.

      Por outro lado, nem todo mundo quer ir pra área operacional. Tem muito nerd entre os novinhos que curtem trabalhar em áreas mais geek...

      Quando a pessoa toma muita bronca na rua... (corregedoria) acaba achando que não vale a pena trabalhar na ponta.

      Ps.: ir para o expediente burocrático aqui, não significa que vai trabalhar menos não, e também não significa que não vai responder bronca... mas tem essa cultura interna...

      Obrigada por sua companhia!

      Excluir
    4. Entendo...bem, então o jeito é fazer minha parte e contar com a dona sorte mesmo...importante eh estar na casa e poder contribuir no que eu for melhor. Se for em operações então.... emociono só de sonhar. Obrigada vc!! :-)

      Excluir
    5. Eu acho que não precisa contar sóóóóóó com a sorte não... tem jeito sim! Afinal, se deu certo pra mim... né?

      Mas, primeiro, você precisa estudar muito, treinar bastante e ter muita, mas muita garra e disciplina pra passar nesta prova filha da mãe. Deeeepooooiiisss, você se preocupa com sobre em qual área vai trabalhar, lindona.

      ; )

      Tem tempo que você estuda?

      Excluir
    6. 1 aninho só... O que acha? Quanto mais estudo mais percebo que sei pouco, mas em geral estou razoável nos simulados (pouco acima da nota de corte)...me preocupo também com o CF, queria fazer judô (sugestão sua de post antigo) e tiro antes, pra poder ter uma noção boa, e melhorar meu desempenho na hora H. Tô certa? Vale o investimento? A escolha de lotação também pode influenciar (positiva ou negativamente) nesse meu desejo de ser operacional? Tem bizu pra dar uma mãozinha aos deuses da sorte?! kkk Por aqui, garra não faltará ;-)

      Excluir
    7. Florzinha,

      Na verdade perguntei mais pra saber como anda seu pique de estudos. É que você fala com um pique de quem começou a estudar agora! Gosto disso, porque dependo muito de motivação e até um pouco de pressão pra estudar.

      Olha, na minha polícia a Academia mudou demaaaaaais da minha época pra cá. As provas de tiro não estão mais tão temíveis quanto antigamente...

      Caso você fosse pra minha Academia HOJE eu diria pra você NÃO pegar aulas com instrutores de tiro. Porque se você treinar demais aí talvez chegue aqui com vícios e isso é muito prejudicial. Vai com um amigo da polícia pega qualquer pistola aí e dá uns tiros num stand, com segurança, só mesmo pra tirar aquele medo inicial do barulho (mas use abafadores de ruído, tá?). NÃO VALE A PENA PEGAR AULAS E MAIS AULAS NÃO... Custo muito alto para tão pouco benefício (se houver). Agora o aluno tem muito tempo pra aprender a atirar... re-la-xa!

      Quanto ao judô. Diria que vale a pena treinar o máximo possível pra pegar as manhas de dojô... infelizmente, tem muita gente boa se machucando por falta de malícia, sabe? Mas malícia não se aprende na internet, tem que suar o kimono!

      As outras dicas antigas não mudaram... eu acho... mas se tiver mais alguma dúvida específica manda que te respondo com prazer!


      Excluir
    8. Continuando...

      Sobre a escolha da lotação, com certeza influencia, claro.

      Para a escolha de vagas tem toda uma estratégia, você precisa saber exatamente o que você realmente quer... e tem muito, mas muito bizu furado, nisso aí... Leio cada ASNEIRA na internet que penso...

      "Rosários bentos, mas quem está aconselhando assim esta criatura?"

      kkkkk

      Dá pena!

      Excluir
    9. Maravilha, eh o que tinha em mente mesmo, só seguir o plano agora, continuar me preparando com afinco e aguardar autorização. Bom saber que tô transmitindo pique de iniciante, pq estudar sem edital realmente é um desafio a parte...mas tenho muita fé e determinação para cumprir esta missão, então não me deixo perturbar com os obstáculos do caminho - que vc sabe, são muitos! Tento caminhar com a maior serenidade possível e deixar o sprint final pós edital pra dar aquela lapidada. Minhas dúvidas agora acho que são mais pra escolha da lotação mesmo, mas como dissemos antes, tudo a seu tempo. Já li muito a respeito disso também por aí na net, mas nem sempre dá pra saber o que se aproveita ou não né? Já tenho uma boa idéia do que pretendo com essas pesquisas que fiz, mas eventualmente as ideias podem mudar no percurso do CF...no momento apropriado certamente virei aqui pedir HELP (dentro do possível, é claro) Super obrigada pela atenção lindona, uma boa semana, e por favor não demore para nos atualizar por aqui. :-)

      Excluir
    10. É assim que se fala, garota! Mas se algum dia você estiver desanimada pode vir aqui que eu trago você pra luta! kkk

      Parece conversa de cartomante, né?

      "TRAGO A MOTIVAÇÃO AMADA EM TRÊS DIAS"

      kkkkkkkkkkkkkkkk

      Excluir
    11. kkkkk, é o que eu faço sempre quando você demora muito a aparecer - rezo para que você esteja bem, e pra que volte logo com mais uma estória instigante e renove minhas energias.... é sempre um prazer ler sobre a polícia sob o seu olhar. Você precisa escrever um livro, é sério!
      PS: Acabei esquecendo - já tentou cochilar no banheiro pra se enturmar com as meninas? Talvez seja uma boa estratégia pra criar empatia com elas nesse setor, a julgar pelo penúltimo post, hahaha

      Excluir
    12. Ahhh, que bonitinha você! Muito obrigada pelo carinho. Obrigada pelas orações, também! E obrigada pelo incentivo para escrever um livro.

      Então... sobre aquele cochilo no banheiro, só acontecerá o dia que tiver uma confluência de vários fatores que envolvem escalas específicas...

      Mas acho que já entendi o motivo dessa minha dificuldade.





      Excluir
    13. E obrigada pela companhia tão agradável ao longo deste dia. Foi especial pra mim conhecer você um pouquinho mais.

      Com certeza sua companhia tornou o meu dia bem mais alegre.

      Valeu!

      Excluir
    14. Bom dia, minha mentora querida!! Eu que agradeço pela interação, espero que possamos nos conhecer ainda mais em breve :) Na real, também tenho dificuldades com meninas em geral, mas tenho a fantasia (ou tinha até esse post) que na polícia conheceria meninas com a mesma vibe que eu...como se tivesse esperança de achar a minha turma, sabe? Mulheres fortes e bem-resolvidas... sem tanta competitividade ou necessidade de auto-afirmação quanto no ambiente executivo, afinal, em tese, a chegada de alguém não significa a demissão de ninguém, como quase sempre acontece na iniciativa privada. Inocência minha, talvez. Ótima pauta para um próximo post, e aguardarei as cenas dos próximos capítulos torcendo para um desfecho feliz, pois realmente o fator amizade e uma boa acolhida contam bastante em qualquer situação, acredito que ainda mais numa atividade que envolva o fator "risco de vida". Beijo grande procê!

      Excluir
    15. Boa tarte menina misteriosa!

      Sobre as mulheres fortes e bem resolvidas da polícia. Tem algumas... e já falei sobre estas aqui no blog.

      Agora... a competição, rola demais. Mas não é só entre as mulheres não, rola muita competição entre os novinhos. Triste isso, mas é verdade.

      Será que é por isso que eu escrevo um blog anônimo?
      : )

      A chegada de alguém não significa a demissão de outrem, MAS SIGNIFICA A PERDA DE ESPAÇO... (e isso merece uma postagem exclusiva, obrigada pela dica!)

      Espero não ter roubado seu tempo de estudos ontem. Me sentiria culpada.

      Beijo, querida.

      Excluir
    16. Lembro bem das antigonas deusas do olimpo feminino policial, kkkk (meus olhinhos até brilham quando tem postagem delas) - aliás for por conhecer uma dessas (que nem sei se fazia parte de fato desse seleto rol, mas tinha toda aura pertinente), que conheci e me encantei pela possibilidade de integrar o time. Pena que na época não tive coragem de colocar o sonho em prática, mas antes tarde que mais tarde, né? Verdade, muiiitas vezes a necessidade de poder gera mais conflito que a própria questão da empregabilidade, concordo plenamente! Quanto aos novinhos, imaginava que seria assim, pois observei esse comportamento lamentável já nos aspirantes colegas de turma do cursinho preparatório - muito ego pra pouco m2, vou te contar....Jamais roubarás meu tempo de estudo, o que você me ensina por aqui transcende qualquer material didático, mas ainda que precise destes para passar na objetiva, tenho as pausas "pomodoro" para explorar de forma prazerosa e enriquecedora por aqui! No worries!! Bjuxxx

      Excluir
    17. Ahhhh, então você tem amigas na polícia!

      rs rs rs

      Eu preciso parar com essa mania de achar que a única amiga que vocês têm na polícia sou eu.

      "Na época" - parece que tem tempo isso. E parece que houve alguma mudança de planos. Cuidado, viu... eu /tento/ ler coisas nas entrelinhas.

      Competição é herança do concurso e do próprio curso de formação. É o sistema em que a gente é gerado... É bom poder falar sobre isso com alguém.

      Tá bom, Logbook DPF writer, eu fico mais tranquila. Confio em você e no método "pomodoro". Até hoje eu uso, sabia? Eu tenho dificuldades pra me concentrar.

      Já que você tem uma noção das áreas internas da polícia, já tem alguma que te atrai?



      Excluir
    18. Essa Novinha não para de ganhar admiradores/amigos...

      Além do talento para função de puliça e escrever mt bem, ainda faz mts amigos nesse mundão virtual.

      Nova, as meninas do seu trabalho não conhecem seu blog, por isso não sabem como vc é super gente fina, pena pra elas.

      ; )

      Excluir
    19. Oi, F3llype!

      Essa é Logbook DPF, uma pessoa muito interessante que vem bater-papo comigo nas folgas dos estudos!

      Logbook DPF, esse é o F3llype! Ele já tá comigo há um tempinho aqui no blog e é um garoto muito inteligente pelas sacadas sobre os assuntos que conversamos!

      Pronto, já foram apresentados!





      Excluir
    20. Bom diaaa! Na verdade não era minha amiga, era uma antigona que conheci em função do meu trabalho e fiquei fã :) ...faz uma eternidade de tempo mesmo, sem exagero algum. Na verdade nem chegou a ser um plano, pq o coração falou mais alto que o desejo profissional, e eu já carregava um trauma de não ter passado no único concurso que havia prestado na vida depois de ter estudado muiiito, então apesar de conhecê-la e ter nutrido a vontade de "ser como ela" não me achei capaz de conseguir e nem de enfrentar as perdas que decorreriam desta decisão. Mas como a vida tem seus caprichos, cá estou eu resgatando aquele ímpeto adormecido com muita garra e esperança de fazer dar certo! Não posso te culpar por ler nas entrelinhas, é o que eu mais faço quando leio seus posts, imagino até os rostos dos personagens da narrativa, kkkk. Competição pode até ser legal, faz com que a gente queira sempre se superar, ser melhor, é positivo, todos saem ganhando, cada qual a sua maneira. Disputa que é ruim, pra alguém ganhar, alguém necessariamente tem que perder - espaço, poder, oportunidades de conhecer pessoas incríveis, e por aí vai... Na verdade eu não uso pomodoro exatamente pra concentração, é mais pra dar uma alongada e virar a chave pra matéria seguinte, fazer um café, comer um carbo pq estudar aumenta ainda mais minha fome ogra, etc kkkk
      Eu tenho noção mais pelas pesquisas que faço nas horas "livres". Como leiga, me interesso muiiiito pelo trabalho do NEPOM e da Interpol. E aí, muita ousadia dessa novinha aspira nem tão nova assim? :)
      Bjaozão
      PS: Oi F3llype! Super concordo com sua declaração, as meninas do trabalho não sabem o que estão perdendo, hehehe

      Excluir
    21. Ahh, certo. Foi bem legal fazer essa distinção entre disputa e competição. Realmente são coisas distintas que eu colocava tudo na mesma conta.

      Você é atleta, né? kkk

      Uma vez eu jurei pra alguém que ele não conseguiria uma primeira investidura em determinado local... Errei. Pra você ver que o mais importante é acreditar. Ainda bem que ele continuou insistindo apesar da minha opinião!

      Mas o que falo sobre não ter muitas expectativas na Polícia, é porque, já vi muito colega excelente amargar uma lotação nada a ver por longos anos e cair em depressão em decorrência disso...

      Pelo menos com relação às decepções por excesso de expectativas, já estou vacinada. Já estou feliz demais por estar aqui, cada dia que sobrevivo já é uma grande vitória. Digo isso sem qualquer demagogia.

      Boto fé em você, viu. Tá muito melhor que eu que entrei totalmente crua no terreno policial.

      : *

      Beijooo!

      Excluir
    22. Atleta, eu?! Kkkk Estou mais para abusada e persistente como o seu colega do exemplo. Treino sempre e busco os melhores índices, mas ainda estou no patamar dos mínimos mesmo. Quem sabe até lá? Sou muito dedicada aos meus objetivos, isso é fato. Também acredito muito no poder da fé, da atração, em física quântica e correlatos, mas sem nunca deixar de fazer minha parte no plano da ação. Quanto as expectativas, é complicado controlar quando se fala de sonhos, mas acredito que o lapso temporal entre a vontade de me tornar policial e o dia em que isso de fato vier a se concretizar foi fundamental para o meu amadurecimento e para poder estar no lugar certo, na hora certa. Sobre escolher uma "lotação nada a ver" uma palavra define: medo! Tem como descobrir as furadas durante o CF? No momento da escolha é divulgada apenas a localidade ou também o setor de lotação? Acredita que eu já tenho minha planilha de prioridades? Kkkk Beijão, tô aqui morrendo de orgulho pelos seus votos de confiança, hei de honrá-los se Deus quiser!! :)

      Excluir
    23. Olá, Log!

      Me identifico muito com "abusada e persistente". kkk

      Sobre o que eu quis dizer com "expectativas", pra explicar um pouco melhor, gostaria de tentar escrever uma postagem a respeito. Tudo bem?

      Você disse: "mas acredito que o lapso temporal entre a vontade de me tornar policial e o dia em que isso de fato vier a se concretizar foi fundamental para o meu amadurecimento e para poder estar no lugar certo, na hora certa". Essa parte não ficou muito clara pra mim. Você já sente que amadureceu nesse percurso ou crê que virá a amadurecer?

      As furadas são relativas. Pra mim pode ser uma furada, pra você não. Além disso, às vezes você escolheu cuidadosamente um local tem tudo pra ser ótimo, mas chegando lá a equipe não é bem o que você esperava. Outras vezes você escolhe pelo tipo de serviço que acha muito maneiro, mas o chefe é um purgante...

      Então, não dá pra planejar tuuuudo, nos mínimos detalhes. É procurar definir o que mais importante pra você naquele momento, e se adaptar ao que encontrar no local, caso não seja o que você esperava. Quer que eu faça uma postagem esse assunto, também?

      Bom, normalmente, você escolhe a localidade e o chefe local emprega você onde ele acha melhor.

      Esclareci ou compliquei mais ainda?

      ; )

      Excluir
    24. Esclareceu sim, minha mentora! Muito obrigada!! De fato, são muitas variáveis, então o fator sorte vai ter que brilhar bonito nessa fase, hehehe. O que eu quis dizer sobre amadurecimentos tem a ver com aquela oração atribuída a São Francisco de Assis : "Senhor, conceda-me a serenidade
      para aceitar aquilo que não posso mudar,
      a coragem para mudar o que me for possível
      e a sabedoria para saber discernir entre as duas...." Quando jovem acreditava que podia mudar o mundo. Continuo com o mesmo coração idealista, mas com a sabedoria dos anos nas costas, tendo aprendido que na vida a aceitação é tão importante quanto a coragem, e sábio é quem sabe a hora e a maneira certa de agir. Então a meta é me tornar mais sábia, cultivando cada vez mais a aceitação, pq a coragem já me foi concedida como item de fábrica, kkk. Aguardarei ansiosa (as usual) os próximos posts. Ótimo final de semana e feriado (se não estiver de plantão) pra vc. Bjos e gratidão! xoxo

      Excluir
    25. Log!

      Eu tô achando que a mentora conselheira aqui é você, viu?

      Na sua ordem de precedência de lotações, qual fator(es) você está considerando como prioritário(s)?

      : )

      Fica com Deus aí.

      Só falta você me dizer que é coach...

      Tá tranquilo, amiga, você vai tirar de letra e salto alto tudo isso!

      : )

      Excluir
    26. Hahaha, imagina! Então... a princípio seriam as lotações 4-3 (fator remoção) nas regiões Sul/Centro-Oeste (mais perto de casa pra mim), que tenham NEPOM ou ao menos grande possibilidade de trabalho operacional (fator realização). Mas sei que terei que batalhar muito pra conseguir uma classificação no CFP que me possibilite esse poder de escolha, né?! Antes de mais nada e a propósito, essa batalha começa por vencer o CESPE...kkkkk. Tirar de letra eu não sei, mas acho que no mínimo me divertirei bastante, hehehe. Não sou coach, nem tenho essa pretensão amore... sou apenas uma concursanda que recolhe diariamente as pedras do caminho pra construir seu tão sonhado castelo, e que por obra do acaso, sincronicidade e/ou merecimento, vou encontrando pessoas incríveis como você para tornar essa minha jornada um pouco mais fácil e prazerosa! Gratidão!! xoxo :-)

      Excluir
    27. Oi, Log!

      Primeiramente, odeio o CESPE.

      (fator remoção) - foi o fator número 1 da minha escolha de vagas, também. Hoje, quero voltar pra minha cidade mais não.
      : )

      (fator realização) - em alta. "No mínimo me divertirei bastante" - esse é quase o meu lema profissional. Curto muito intensamente coisas da vida policial que muitos colegas não curtem.

      Muito inspirador isso sobre as pedras do caminho. Fernando Pessoa, né? Foi com essas pedras que cheguei neste local aqui que considero ideal pra mim.

      A recíproca é verdadeira, lindinha. Pessoas como você tornam meus dias mais legais.

      Durma bem e descanse.
      : *



      Excluir
    28. Ri alto com o "primeiramente"!! CESPE despertando amor e ódio desde 1900 e bolinha....kkkk Vou te falar que também tenho ressalvas, mas depois que conheci a FGV (vulgo bonde sem freio - pra dizer o apelido mais leve que atribuo a essa banca) acho que tô in love com o CESPE - pelo menos nos simulados tá fluindo :) No lance da remoção, eu curto muito minha cidade natal, mas abriria mão de voltar facilmente se tiver a oportunidade de atuar num setor phoda com uma equipe phoda e poder ter a dádiva de absorver experiências e evoluir profissionalmente. Isso compensaria a saudade de casa. Isso e um boy magya. Dizem que no Sul faz muito frio....não é pedir muito, né?! kkkk Bjooooo

      Excluir
    29. kkkkkk

      Levando em consideração que na polícia temos 10 homens para cada mulher... acho que não é pedir muito não. kkkkkkkk

      Eu também acho que você abriria mão, se fosse o caso, como eu fiz... mas EU FIZ PORQUE QUIS, entendeu amiga? Assim, ó... digo isso porque tem um batalhão de colega antigão aqui hoje cheio de mágoa com a polícia, porque sacrificou muita coisa na vida e agora não tem reconhecimento.

      O que aprendi com essas pessoas, profundamente magoadas é que devo sempre trabalhar fortemente com a hipótese de que NÃO HAVERÁ RECONHECIMENTO. Então se eu for ou deixar de ir será porque eu quis. Será por minha conta e risco.

      Questão de saúde mental...

      A recompensa pra mim, não estão láááá no futuro... estão aqui, em cada operação, em cada feedback dos colegas, isso é o que eu colho. Da administração, não espero nada!

      Pense nisso.


      Excluir
    30. Eita, paraíso...kkk Difícil mesmo é achar um que queira somar, rapaziada de hoje em dia só pensa em dividir... complicado! Mas sou concursanda, e isso não me pertence, amém. Meu único date é o edital de 2014, e se Deus quiser evoluiremos para laços matrimoniais a depender do padrinho (que está mais para padastro) "Temer" liberar a verba pra esse casório acontecer logo :) Saquei o que você quis dizer, tenho um professor que se encaixa perfeitamente nessa descrição do antigão amargurado total. Ótima pessoa, mas muito infeliz e frustrado com a profissão (e olha que nem pra fronteira ele teve que ir, hahaha). Eu mesma já me senti da mesma forma algumas vezes na iniciativa privada. Mas aprendi, e por essas e outras eh que acho que a maturidade das experiências vai me ajudar a ter uma trajetória mais tranquila. Acho que também conta muito o fato de a pessoa ser, ou pelo menos se descobrir vocacionada em algum momento. Muita, muita, muita gente só faz essa escolha pela grana, outros tantos só pelo "status"...ai realmente fica difícil não se frustar na primeira bronquinha ou congelamento de salário, né não?! xoxo

      Excluir
    31. Sabe, Log, divido esse tipo de opinião contigo, porque sei que nada disso vai te fazer desistir do seu sonho.

      Até porque, você já sabe que de repente nada do que eu falei se concretiza, e vai que você pega uma ótima localização praticamente em casa e tudo não passou de preocupações desnecessárias. Já pensou? Tomara, flor! Torço muito por isso!

      Mas espero que todas as outras pessoas que por acaso estejam lendo também, entendam que desde a época de concursando, abrimos mão de muita coisa pra ter a honra de vestir a camisa da polícia. Depois, é osso total aquele período em que enfrentamos a "madrasta" (academia) e quando pensamos que ao tomar posse e finalmente colher os frutos de tanto tempo de dedicação, vem um pesadelo de primeira lotação e neste momento crítico algumas pessoas perdem a cabeça.

      Tive alguns problemas na minha primeira lotação mas pra mim, o lucro já era muito alto, então nunca me arrependi. Mas gostaria que tivessem me dado esse tipo de bizu, sabe?

      Uma boa noite pra você.

      Vai estudar no feriado?

      Excluir
    32. Bom diaaa!! QAP total aqui no plantão de estudos, pronta pra mais uma missão :) Acho que seria um sonho ir pra perto de casa, parece que em 2014 tiveram 10 vagas pra SP no CFP...pra muita gente o concurso termina no edital de convocação pro CFP, pra mim só no dia que assinar o termo de posse, afinal imagino o quão difícil deve ser estar entre os 10 primeiros colocados, precisarei me dedicar muito mais pra ter possibilidade de escolha. De verdade, não crio expectativa de ir pra lugar XYZ, a minha meta é fatiada: vencer o CESPE, ser a melhor aluna que eu puder ser no CFP, e se tudo correr bem, escolher dentre as melhores opções a que tiver direito e ser feliz. Seus bizus são sempre providenciais, pra mim de fato será um sonho e uma honra fazer parte desse time. Por ora vou fazendo meu papel de aspirante com muita alegria e dedicação do lado de cá. Beijão e excelente dia!

      Excluir
    33. Muito bem, Aspira!
      kkk

      Eu poderia apostar que você era de São Paulo! Sempre quis saber de onde você fala, mas nunca tive coragem de perguntar... hihihi

      Como foi que você me achou?

      Eu tinha uma lista de lugares que eu jamais iria. Todos tinham alguma forte relação com a Corregedoria.

      Força aí nos seus estudos lindinha!

      Beijo!






      Excluir
    34. kkkk, embacei seu alvo, antigona! Sou de sampa não amore, sou do errejota :-)
      Pode perguntar o que quiser, só não falo nomes por enquanto, mas quando tiver na gloriosa espero que um dia possamos nos apresentar - eu pelo menos terei o maior prazer. Te achei nas minhas pesquisas (santo Google!), eu pesquiso muito no tempo livre, já pesquisei tanto que hj em dia é até difícil achar coisas novas, não perco tempo com Facebook e cortei a TV a cabo então aproveito o tempo livre estudando o máximo possível sobre a profissão. Bom, embora eu não esteja fechada nas minhas escolhas, acho que seria muito tenso ir pro Oiapoque, por exemplo, hehehe - mas não posso dizer jamais, por enquanto digo só que seria altamente traumático e improvável, kkkk.... Corregedoria, taí uma coisa que não sei muito a respeito, e ao que me parece devo estar atenta....certo? Uma coisa que me abalaria muito seria estar inserida numa equipe corrupta, por exemplo. Tem a ver com o lance da Corregedoria, ou mirei errado? Nunca havia pensado a respeito de Corregedoria para escolha de lotação, mas suponho que este bizu seja nas internas certo, durante o período com a madastra? E já que estamos falando disso, o que vc acha melhor pra quem tá começando em termos de trabalho, desenvolvimento e oportunidades, delegacia ou SR? Beijoxxx cariocaxxxx

      Excluir
    35. kkkkkk

      Errei feeeeeiiooooooooo! Pôxa vidaaaaa! E olha que eu já fui boa nisso!

      Maixxx caidê o ischiiiaido doxxx cariocaxxxx???

      Nem um merrrmão?

      Nem um máinéa?

      kkkk

      Falando como o Mestre dos Magos agora... (risos) corrupção tem em todo lugar, mas em alguns lugares parece que a oferta é maior. Deus nos livre, guarde e proteja, em nome de Jesus, amém!!!

      Não sei como posso ser tão desconfiada e tão sonsa e ingênua ao mesmo tempo pra trabalhar em locais assim.

      SR? Que isso?
      ; )

      Excluir
    36. hehehe, chiado só ao vivo merrrrmo :)
      Agora quem tá parecendo paulixxxta é a Sra., zoando desse jeito nosso sotaque (meus amigos de sampa não perdoam mesmo) kkkk
      SR = Superintendências Regionais
      Beijaummmm

      Excluir
    37. Ahhh, você está falando da estrutura das policias federais... Agora entendi!
      : )

      Imagino que seja tipo uma Casa Grande, né? Onde fica o Master Chefe e seus asseclas. Sobre as oportunidades, acho que depende, do que você considera uma grande oportunidade. Tem coisas que chegam primeiro na Casa Grande e são consumidas aí mesmo. Já numa localidade mais afastada, os poucos que estão lá têm que fazer de tudo um pouco. Atacar e agarrar no gol. Cruzar e cabecear. Sabe aquela história... Se só tem você vai você mesmo!

      Então é tudo muito relativo.

      Concorda?

      Excluir
    38. Menina do Rio,

      Você trabalha com que?

      Só pra eu saber como isso seria aproveitado na área policial...

      : D

      Excluir
    39. kkkk, danadinha! Adorei as analogias. Vou pensar a respeito, mas considerando apenas meu estilo, sou mais de jogar na linha, no gol e ainda bater o corner...boa noitche procê, mermã! Obrigadaaaa ;-)

      Excluir
    40. Eu sou administradora, trabalhava com marinha mercante :D

      Excluir
    41. kkkk

      Boa noite... e um bom descanso.

      : *

      Excluir
    42. Uaaaaauuuuu!!!

      Entendi essa coisa sua com operações marítimas!

      Você tinha muito contato com estrangeiros, né isso?

      Excluir
    43. Uhum, seria legal se conseguisse fazer esse link entre passado e futuro...eu ia curtir! Sim, sempre trabalhei em ambientes multiculturais, essa era uma parte bem gostosa e enriquecedora do meu trabalho. Por isso a paixãozinha por operações, NEPOM, Interpol...sempre trabalhei no front, ambientes dinâmicos...também me interesso por planejamento, inteligência, mas são áreas que conheço muito pouco pra formar opinião :)

      Excluir
    44. Humm-rum...

      É como um quebra-cabeças que agora tá encaixando peças importantes.

      Você fala quais idiomas?

      Excluir
    45. Por enquanto, fluentemente, só português com chiado e inglês, kkkk. Espanhol e francês em pauta...bisous!

      Excluir
    46. Lindona,

      Anota essa na sua cadernetinha de bizus...

      Pra você que tem essa estrada toda percorrida, vale a pena investir em idiomas... pra efeito de oportunidades entra no "critério técnico"...

      Critério técnico pra mim, é tudo aquilo que você não tem como enganar, enrolar... ou sabe e faz bem feito ou não sabe, e nem tenta!

      ; )

      Excluir
    47. Anotadíssimo! :) Na verdade pra mim é um prazer aprender outros idiomas, sem dúvida será uma das atividades durante a vida na fronteira, rsrs. Eita cadernetinha poderosa essa de bizus, viu?! Muita riqueza, inestimável!! Gratidão, xoxo

      Excluir
    48. O prazer é meu em poder ajudar!

      E apoio demais essa ideia de aproveitar aquilo que a lotação tem de bom pra te oferecer. Certamente, a oportunidade de interagir com nativos falantes desses idiomas estaria entre elas.

      Você vai crescer rapidinho, quando notar já estará dando bizu pra novinho...
      : )



      Excluir
    49. Amém, mestra!! Amém...tão bom falar contigo, que já me sinto um pouquiiinho inserida nessa realidade :) Pensa numa criança feliz?! rsrs

      Excluir
  15. É isso aí menina, manda ver, as mulheres tem de ter seu espaço.
    Bjs

    http://eueminhasplantinhas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Simone!

      Muito obrigada pelo apoio.

      Estou precisando!

      Excluir
  16. Olá
    exercícios fazem muito bem e as pernas vão agradecer ao longo da vida .
    Amizades são sempre necessárias, mas no ambiente de serviço é melhor ser colega.
    Pelo menos é o que eu penso .
    Desejo sucesso no seu trabalho !
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hummm...

      Entendi, Zizi. Vou refletir sobre essa sua dica, hein!

      Muito obrigada por sua importante e significativa participação aqui nesse bate-papo.

      Um beijão!

      Excluir
  17. Quando a gente gosta do que faz acaba sendo prazer e a gente ainda pode tirar vantagem com isso(quem não quer malhar durante o trabalho ne?!)
    Acho que a pior parte na adaptação é a parte de conseguir encaixar os horários novos e fazer amizades,logo logo você vai conseguir ser amiga de todos
    Beijos
    http://lolamantovani.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tayane, queridaaaaaaaaa!

      É.
      Eu tô gostando muito daqui.
      E tô gostando muito das "vantagens" também.
      Encaixar os horários foi simples... amiga... cortei tudooo!
      Amizade com as meninas é que não está sendo fácil.

      Aceito dicas.

      : )

      Beijo!

      Excluir
  18. Boa tarde
    Que legal malhar no trabalho. Amizade é um bem muito precioso. Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde, Lucinalva!

      Malhar no trabalho e ter amigos verdadeiros são privilégios para poucos.

      Ainda bem que o blog é anônimo!

      Beijo, Lu!

      Excluir
    2. Boa noite.
      Não sabia que tinha lugares onde existia essa dificuldade de fazer contato entre mulheres. Confesso que fiquei surpresa. Mas o ideal é colegas se daren bem. Fazer amizade nesse tipo de profissão é furada. O máximo é ser colegas. Mas prudente. Boa sorte. Felizes dias. Abraços.

      Excluir
    3. Oi Mirtes,

      Seja bem-vinda!

      Então, na polícia já tem poucas mulheres, né? Neste setor aqui elas estão pulverizadas nas equipes e escalas. Tem sido difícil.

      É a segunda pessoa que me fala isso, Mirtes, sobre ser colega em vez de ser amiga. Talvez vocês tenham razão. Mas eu queria ter um milhão de amigos e bem mais forte poder cantar.
      : )

      Um beijo, flor!

      Excluir
  19. Olá mulher na Polícia.
    Existem mulheres corajosas, assim como você, pois eu jamais seria policial, borro de medo.kkk
    Beijos no coração
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  20. Olá Dorli!

    Pq esse medo? Você acha que não é capaz?

    Somos capazes de fazer muito mais do que podemos imaginar...

    Beijo querida!

    ResponderExcluir
  21. Obrigada pelo comentário, mulher policia?
    cuidado, sempre temos as costas quentes, bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Zulmira, querida!

      Humm...

      O que significa ter costas quentes em Portugal?

      Aqui no Brasil eu acho que tem outro sentido, Zul.

      Excluir
  22. Olá,
    Em primeiro lugar, grata por sua visita ao meu recanto.
    Interessante o seu espaço. Li algumas postagens e fiquei curiosa para continuar lendo, mas o sono já baixou aqui-rsrs.
    Creio que em seu meio de trabalho será mais fácil fazer amizades com os homens. Acredito que com o tempo poderão ser estabelecidos bons laços de amizades com algumas das poucas mulheres daí. E você não tem que provar que é legal para ninguém. As coisas fluem naturalmente.
    Beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo carinho, Vera! Me vi naquela postagem!

      E espero sim, que você tenha razão e que com o tempo as coisas fiquem mais tranquilas.

      Um bom feriado pra você.

      Excluir
  23. Olá, seu relato revela que está verdadeiramente motivada para a função, eu sou carteirista profissional, espero não a encontrar quando desempenha a sua função, pelo facto de eu gostar de ter os meus osso inteiros.
    Feliz feriado,
    AG

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Antônio!

      kkkk
      Seja bem-vindo.

      Se me encontrar atuando vai implorar pra eu te prender...

      ; )

      Excluir
  24. Cento e cinco comentários; cento e seis com o meu.
    Seguimos sua saga como o fazemos com as sagas nas séries televisivas e internéticas. aqui não roemos unhas, mas, torcemos para nossa heroína. Se morremos de inveja? Bem..., eu, um pouquinho. Ahahahaha!!!!
    Tão legal ver o seu desenvolvimento dentro desta corporação..., afe! Fico realmente impressionado pela sua trajetória, o quanto despende de esforço, o quanto está acordada para as oportunidades, como as segura no vôo quando aparecem, como lida com os humanos em sua volta, como se divide entre casa/trabalho/estudo/treinamentos, e ainda consegue escrever em um blog e interagir com os que a acompanham... Meu..., para mim, provecto senhor que ainda nessas alturas do campeonato sequer tem uma profissão definida, é um assombro! Fico aqui de bocaberta..., e contente em participar como um 'companheiro assistente' dessa sua caminhada. Sou grato.

    Bem..., depois volto para tecer mais alguns comentários.

    Bjokas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sylvão, meu amigo.

      É como eu já disse antes, pra mim, é sem dúvida uma oportunidade única que Deus me ofereceu de presente. Mas tem muita gente que simplesmente não tá nem aí. E que acha que não valeria a pena de jeito nenhum vir para cá.

      Então é tudo muito relativo, né?

      Mas eu tô feliz demaaaaaisss!

      Volta, volta, volta!!!

      Excluir
  25. Novinha, quanta gente nova!!!
    Manhã eu vorto!
    Bjkas!

    ResponderExcluir
  26. "É cada história de vida! Dava pra escrever vários e excelentes livros sobre policiais infiltrados, policiais atletas, policiais especialistas, policiais que cumpriram missão no exterior!"


    Acabei lembrando de uma certa série policial; atletas, programadores, e com missões no exterior....
    (...)



    Você está entre os grandes!
    Ou seja....
    Uma adaptação dessas me parece estar cabendo muito bem.

    ;)

    Spartanski

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, moça!

      "Uma certa série policial..." qual?

      Como já dizia um certo cientista: "não é o mais forte que sobrevive, nem o mais inteligente, mas o que melhor se adapta às mudanças".

      Um beijo!

      Excluir
    2. "não é o mais forte que sobrevive, nem o mais inteligente, mas o que melhor se adapta às mudanças".

      Isso com certeza é verdade!

      Spartanski

      Excluir
    3. Quântico? Passa onde? Em que canal?

      Lembrando que adaptar-se não significa mudar nossa essência.
      : )

      Isso é que é difícil... achar esse ponto.
      : (

      Oh, vida...

      Excluir
    4. Adaptar-se significa apenas... adaptar-se.

      Parece bem difícil, sim.

      Spartanski

      Excluir
    5. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    6. Desculpe. Às vezes escrevo o que pensei alto.
      : )

      (falando das minhas brigas aqui).

      : (

      Excluir
    7. Ora... não entendi o por quê de se desculpar!

      :)

      Até parece que não sabe que gosto quando conversamos...
      Eu gosto!

      ;)

      ...seja o que foi pensado alto ou o que foi dito nas entrelinhas.

      ;)

      Spartanski

      Excluir
    8. É que depois, relendo, ficou meio sem sentido.

      Que bom que voltou... eu tava sentindo sua falta por aqui.

      : *

      Excluir
    9. "É que depois, relendo, ficou meio sem sentido."

      Sorriso...
      Mas eu entendi, sim.

      Spartanski

      Excluir
    10. kkk

      Você entendeu também a parte que eu disse que senti sua falta?
      : )

      Excluir
    11. Estava ali decifrando/interpretando o "voltou"...
      Sorriso.

      Spartanski

      Excluir
    12. "Que bom que voltou... eu tava sentindo sua falta por aqui.
      : *"
      "Você entendeu também a parte que eu disse que senti sua falta?
      : )"

      /Mas/ Que gracinha! Claro que sim, li e entendi! Como não?!

      Eu também estava sentindo sua falta. É sempre bom estar por perto, assim.

      Spartanski

      Excluir
    13. Tenho ficado feliz de ver você escrevendo.
      É muito, muito bom.

      Spartanski

      Excluir
    14. Achei que as atualizações não estavam chegando aí.

      Parece que acontece isso, às vezes, com outros leitores, maninha.

      Verdade. Me disseram.

      Excluir
    15. Quais atualizações?

      Spartanski

      Excluir
    16. Eu acho que o pessoal "assina" o blog e quando eu publico novas postagens. O blog avisa eles, por e-mail.

      : )

      Excluir
    17. Seriam os "avisos de postagem"?

      /Na verdade eu nunca usei essa ferramenta/

      Spartanski

      Excluir
    18. : )

      Não?

      Mas vc andava tão caladinha que achei que tinha me esquecido.

      Excluir
    19. Eu tava vendo a série que você me indicou.

      Começou bem!
      kkk

      Mas eu vi pelo youtube, mesmo.

      Excluir
    20. Ora essa!

      Não existe essa possibilidade, mocinha linda.

      Fofa...

      ;)

      Spartanski

      Excluir
    21. Mas a culpa é sua...

      Me acostumou mal com a sua presença.

      Excluir
    22. Gostou da série?
      Eu tenho a impressão de você pode gostar, sim.

      Spartanski

      Excluir
    23. "Mas a culpa é sua...
      Me acostumou mal com a sua presença.
      "

      Sorriso

      :)

      Olha quem fala!

      Spartanski

      Excluir
    24. Encontrei no Netflix!

      kkkk

      Estou vendo o episódio 1 da primeira temporada.

      Muuito bom!

      Excluir
    25. (...)impressão que*

      Spartanski

      Excluir
    26. É, pelo visto gostou!

      /Sorriso largo/

      Spartanski

      Excluir
    27. "Eu tenho a impressão de você pode gostar, sim."

      Spartanski

      Excluir
    28. É que tenho mania de corrigir qualquer coisa que erro. Então represento com o asterisco(*).

      Sorrisos!

      Spartanski

      Excluir
    29. Ahhh...
      : )


      Sim, gostei mesmo. Já assisti a dois episódios.
      : )

      Você viu toda a primeira temporada?

      Excluir
    30. Uau (Haha), gostou mesmo! Que bom.

      Tem umas coisas muito interessantes nessa série.

      :)


      Não, não. Apenas alguns episódios - e tem um certo tempo, já.
      /mas/ Quando der, de novo, quem sabe vejo mais alguns.[Vai demorar um tantinho ainda. Sorrisos!]

      Spartanski

      Excluir
    31. Tem aquelas mentirinhas de sempre, né?

      Tipo o comportamento da diretora... se metendo na aula do professor, é no mínimo estranho.

      O aluno ficar andando com arma "preta" e ninguém ter notado...

      A diretora vai salvar a ex-aluna.

      Mas tem muita coisa com as quais eu concordei demais, tipo a competição entre alunos, é bem daquele jeito, mesmo. E achei legal mostrarem sobre os motivos que levam as pessoas a seguirem carreira no FBI e as mentiras que as pessoas contam sobre isso também. É bem interessante.

      Vamos ver como serão as cenas dos próximos capítulos.

      Excluir
    32. Ahhh! Ainda tem coisa realmente bem mais interessante...

      Mas a competição entre os alunos - logo lembrei! -, essa deve ter (mesmo) bastante semelhança.

      Spartanski

      Excluir
    33. Parece um pouco com Rookie Blue (que pararam de fazer, eu acho, ou no mínimo de transmitir), mas acho que essa é melhor produzida. O orçamento também deve ser melhor.

      : )

      Aquele probleminha na escolha dos cargos também ficou bem retratado.

      Obrigada pela dica, maninha.

      Excluir
    34. "Aquele probleminha na escolha dos cargos também ficou bem retratado."

      Verdade! Tem umas coisas assim que se assemelham.

      Spartanski

      Excluir
    35. Agora, achei engraçado que a Diretora e seu Adjunto estão em todas, né?

      Eles investigam, dão aulas, saem em campo...
      kkkkkkk

      (relevo...)

      Excluir
    36. Risos!!!

      É bem assim.

      Spartanski

      Excluir
    37. No quinto episódio, pulei para o último...

      Nossa... em um minuto o cara era do fbi no outro não era mais, mas voltava como analista...

      Muita reviravolta no enredo... kkk

      Excluir
    38. Do quinto, pulou para o último? Literalmente?!


      /É... é assim mesmo, há muita coisa emaranhada./ Mas tem coisa que só se explica bem depois.

      Spartanski

      Excluir
  27. Olá....

    Uau! Gostei muito deste texto e se entendi você é uma policial, ou criou um personagem?

    Muito interessante e que boas histórias venham. Quanto a novas amizades, dê um tempo e elas surgem aí também.

    Sorria sempre.

    ResponderExcluir
  28. Oi Vitalina,

    Seja bem-vinda!

    Essa pergunta sobre eu ser policial ou ter criado um personagem é um mistério a ser desvendado.
    : )

    Obrigada pelo incentivo, querida.

    Um beijo!

    ResponderExcluir

Confissões