sábado, 20 de abril de 2013

Voz de prisão.


 
Acho que a parte de lidar com preso é a mais difícil pra mim. A primeira vez que entrei numa carceragem não consegui ficar lá nem cinco minutos. Quase passei mal. Havia uns cinquenta presos atrás das grades de umas dez celas, talvez. Não me lembro direito, até porque eu não conseguia sequer olhar diretamente pra eles. Pelo contrário, os olhares lascivos deles é que me fuzilavam por todos os ângulos possíveis. Me sentia como um frango assado desfilando num canil. Eu tinha duas opções: ou encarava de volta até o preso olhar pra outro lado; ou fingia que o preso não era gente, mas um pedaço de carne ignorável (atitude tomada por 99% da sociedade).
 
Resultado: dei meia volta e saí da carceragem. Eu? Encarar um preso??? Melhor não, porque se não funcionasse eu iria fazer o quê? Entrar na cela e bater nele pra ele nunca mais olhar para uma mulher policial daquele jeito? Gente, eu morro de timidez e não consigo encarar nem quem eu tô paquerando... E se o preso sorrisse pra mim e eu sorrisse de volta? Ferrou!
 
A-gente não pode se dar ao luxo de ter conflitos interiores. É resolver logo e cumprir a missão.
 
Então, uma grande parte de nós opta pela segunda opção. É por isso que tantos policiais são marrentos. Por que você acha que polícia adora óculos de sol? Mas Renato Russo estava certo: "mentir pra si mesmo é sempre a pior mentira" e toda prisão que faço, sem exceção, é uma tortura. Não dá pra ignorar que ali tem um ser humano. O cheiro, o choro, a textura da pele, o olhar deles é de um ser humano, igualzinho a mim. Mas como um outro ser humano comete um crime desses?
 
Por mais que eu evite conversar com o preso e saber menos, pra sofrer menos... não adianta. Outro dia, dei um sermão de meia hora num preso, porque, durante a busca domiciliar encontrei um Certificado de Reservista onde constava que ele havia servido a Força Aérea Brasileira. Em suma, eu queria saber do preso como ele poderia ter mudado de lado depois de todo o treinamento militar que ele recebeu. O preso chorou tanto de arrependimento... que bem poderia me acusar de tortura psicológica. Agora é tarde, soldado.
 
Recentemente prendi um pastor evangélico que estava fazendo a coisa certa, porém da forma errada. Na delegacia ele pagou fiança e foi embora. Não sem antes passar por mim e dizer: "a Bíblia diz que feliz é aquele que for preso pelo nome de Jesus". Eu não vou discutir as leis de Deus com um pastor que desconhece as leis dos homens. Não sou eu quem faz as leis, Reverendo. Eu cumpro a lei, por mais idiota que ela seja. E não fui eu quem colocou o Tiririca lá... Mas se não estou enganada, quando Jesus estava sendo preso, Pedro, que parece que era meio metido a segurança particular, sacou sua espada (é galera, São Pedro andava armado!) e feriu a orelha do agente que estava cumprindo o mandado de prisão!!! Não sei o que aconteceu com o agente na hora, se desmaiou, se a dor tava demais... O que sei é que, contrariando todas as normas de segurança, ele deixou o preso (Jesus) tocar na orelha dele e isso sarou o ferimento na hora... 
 
Fica a mensagem que serve tanto para os policiais feridos quanto pra quem me julga. Pra mim, quando Jesus disse aos religiosos "quem não tem pecado atire a primeira pedra" era como se dissesse "não vai subir ninguém", do Capitão Nascimento. Porque no fundo, somos todos iguais, o que nos diferencia é o toque de Jesus.

186 comentários:

  1. Olá!!! Zero um!!!

    : )

    Você tá demais!!!

    Reflexivo?

    ResponderExcluir
  2. Não, não - pelo contrário!

    :)

    Explico:

    Spartanski

    ResponderExcluir
  3. Ahh, entendi. É que você disse "Hey!" aí me assustei tipo, como se eu tivesse, sei lá deixado alguma coisa passar e você captou na hora!!!
    : )

    ResponderExcluir
  4. Pra mim, letra "c" prenderia o comparsa e socorreria o infartado com segurança.

    ResponderExcluir
  5. Havendo possibilidade, sim. Letra "C".

    Spartanski

    ResponderExcluir
  6. Tem um detalhe.

    Se você prestar socorro o preso ou o comparsa, na justiça, poderá mentir, dizendo que você piorou a situação da saúde dele.

    ResponderExcluir
  7. "Resultado: dei meia volta e saí da carceragem. Eu? Encarar um preso??? Melhor não, porque se não funcionasse eu iria fazer o quê? Entrar na cela e bater nele pra ele nunca mais olhar para uma mulher policial daquele jeito? Gente, eu morro de timidez e não consigo encarar nem quem eu tô paquerando... E se o preso sorrisse pra mim e eu sorrisse de volta? Ferrou!"


    Sabe, Dona Polícial. Tenho um amigo que é tenente da PM. Indo direito ao assunto, não concordo com 90% do pensamento dele, mas lendo seu texto, tenho que concordar com algumas coisas que meu amigo fala.

    O bom policial tem que ter duas "qualidades", ser rígido e não ter "coração" na hora do serviço, essas são as palavras do meu amigo.

    Longe de mim querer entrar em conflito com vc... pelo amor de Deus rs...
    Mas não concordo com sua postura no trecho que deixei entre parenteses... porque acho que na hora do "trampo", a verdadeira personalidade tem que se deixar de lado, juntamente com alguns vícios e costumes.

    A senhorita tem todo o direito de dizer que sou apenas um civil e que não tenho intimidade algum com o serviço policial. Verdade.

    Mas só acho que para exercer essa profissão, tão difícil que ela é, é preciso cobrir o rosto com uma máscara, e fingir que somos outra pessoa... que não se importa com os sentimentos de certos elementos.. e totalmente vacinado contra emoções

    ResponderExcluir
  8. Oi Jefferson!!

    Então... foi mais ou menos ou que eu disse nesse trecho:

    "A-gente não pode se dar ao luxo de ter conflitos interiores. É resolver logo e cumprir a missão."

    : )

    ResponderExcluir
  9. Fazia tempo que não vinha aqui, mas, como sempre, saio encantada com vc, com sua sensibilidade, inteligêcia e discernimento. Quem dera todos os policiais tivessem sua formação. Admiro vc, moça, e seus posts são sempre muito bons de ler.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  10. Oi Carol!

    Obrigada!
    : )

    Muito carinho nas suas palavras, hein, obrigada mesmo.

    Um beijo!

    ResponderExcluir
  11. Oi COLEGA!!!

    [meus parabéns - 21 de abril - dia do policial]

    ACESSE:

    http://www.policiacivil.sc.gov.br/images/stories/NOTICIAS/Fotos_Notcias/Florianpolis/DG/2013/Dia_do_Policial_1.jpg

    Abç's
    ARAPONGA.

    ResponderExcluir
  12. Que bonita!!!

    Obrigada, Araponga!!!

    E a quanto tempo você não vinha me visitar, hein... fala sério.
    : )

    Parabéns pra você também e um beijo pra todos os policiais da Polícia Civil do Estado de Santa Catarina!

    ResponderExcluir
  13. Verdade...

    outro dia perguntei se vc era da Civil ou Federal... claro, tinha certeza que vc era/é da civil...

    mas fiquei com uma impressão danada que a policial da foto é vc rs...

    achei que vc fosse detonar meu cometário rs

    vlw

    ResponderExcluir
  14. Que isso Jefferson!

    Eu gosto pra caramba de você.

    E gosto também dos seus comentários sinceros. Sempre que quiser criticar ou corrigir qualquer coisa, pode ficar à vontade.

    : )

    Eu na foto?
    : )
    rs rs rs

    Muito obrigada!

    ResponderExcluir
  15. Oi, Novinha! Quanto tempo, hein?

    Estamos de férias e na casa dos meus pais, no interior de SP. Logo vamos para a capital e para o Rio. Minhas férias não costumam me dar tempo para a internet, mas, contra minhas expectativas, aqui estou.

    Fiquei comovido com seu texto. Você tem o dom magistral de explicar o coração dos policiais, essa classe tão frequentemente incompreendida. Acho que o ódio generalizado à autoridade, abstratamente considerada, tem impedido muitos de veres os próprios policiais como seres humanos.

    Porém, o texto vai além disso. Outro dia, um amigo ateu (na verdade, um quase-ex-ateu) me perguntou se eu acredito que as pessoas resistem a Cristo por não quererem "mudar o estilo de vida", abandonando sua "vida dissoluta" (palavras dele). Genericamente falando, não creio nisso. Traduzindo para o contexto do seu post, as pessoas resistem porque seu orgulho as impede de abandonarem a ilusão de que são melhores que esses presos que você menciona.

    Já que você citou a Bíblia, posso citar também? É que o apóstolo Paulo resumiu bem a situação em 1 Coríntios 1.26-29:

    "Irmãos, reparai, pois, na vossa vocação; visto que não foram chamados muitos sábios segundo a carne, nem muitos poderosos, nem muitos de nobre nascimento; pelo contrário, Deus escolheu as coisas loucas do mundo para envergonhar os sábios e escolheu as coisas fracas do mundo para envergonhar as fortes; e Deus escolheu as coisas humildes do mundo, e as desprezadas, e aquelas que não são, para reduzir a nada as que são; a fim de que ninguém se vanglorie na presença de Deus."

    Versículos assim já foram muito deturpados por teólogos da libertação. Mas penso que você entendeu melhor que eles o recado de Cristo: nenhum de nós vai subir sem o toque dele; e não falo só do que acontece depois da morte. O miserável que está no fundo do poço (na prisão, por exemplo) talvez tenha melhores condições de perceber a verdade sobre si mesmo, em sua depravação e impotência, e descobrir que só Jesus pode tirá-lo de lá. Enquanto isso, o igualmente miserável que se apega à sua dignidade com base em um pretexto qualquer (dinheiro, qualidades pessoais, cultura, nobreza, boa educação, práticas sociais, religiosidade) está perdido justamente porque pensa que pode se garantir sem o toque de Cristo. Essa foi exatamente a ruína dos fariseus, e continua sendo até hoje.

    Por favor, não pense que estou falando só para os outros. Falo, antes de tudo, por experiência própria. Há um fariseu dentro de mim, que Cristo precisa surrar todos os dias.

    Abraços!

    André.

    ResponderExcluir
  16. Oi André!!!

    Ah, que maravilha!!! Férias... Aproveite bem e cuide muito bem da Norma. Ela ainda está dodói, né? Mande um beijinho meu pra ela.

    Sobre meus colegas, André, a des-humanização da classe não é só de fora pra dentro, é de dentro pra fora também. Começa pelo concurso público onde você se isola do mundo pra estudar, depois vem a frieza da Academia e segue pela carreira afora. Não há um serviço de psicologia efetivo, ninguém quer saber como você tá resolvendo as suas idiossincrasias. Há poucos dias uns colegas meus capotaram uma viatura na estrada... o delegado ficou mais preocupado com a viatura (perda total, eu acho) do que com os ferimentos dos colegas... e por aí vai. Aí cito novamente o Capitão Nascimento "O sistema é fogo, parceiro" (com adaptações).

    Mas que bom ver você de novo por aqui... eu tava com saudades. Queria até pedir desculpas pela minha ausência lá nos blogs de vocês. Mas a audiência lá é muito grande e descobri que tem um parceiro meu (da polícia mesmo!) que visita os blogs de vocês. Aí fica muito complicado eu ficar aparecendo por lá, né?
    ; )

    Beijão!!!



    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi de novo!

      É, a Norma tem tido altos e baixos na saúde, mas, de modo geral, o tratamento é promissor, e já começou a dar resultados. Pode deixar, estou fazendo o possível para cuidar bem dela. Ela também te mandou um beijão e mandou dizer que adorou o texto.

      Essa da viatura foi de lascar. Que tristeza! Deus te ajude a conservar a humanidade (digo, o lado bom dela) nesse meio, e também a sensibilidade que você tem de sobra.

      Quanto aos nossos blogs, fique tranquila, e obrigado pela informação. Tomarei mais cuidado com o que digo, agora que sei que tem pelo menos dois policiais lendo. Hehe Quando quiser dar um alô por lá, fique à vontade. Prometo que só publico quando você autorizar, para não dar na vista.

      Beijos!

      Excluir
  17. Hummm, texto interessante. Certa vez publiquei no meu blog uma reportagem do Correio Braziliense acerca das Mulheres presas na penitenciária da Colméia (acho que o nome é esse mesmo) no DF. Fiquei muito impressionado, e por que não dizer comovido, com a relação (ou falta dela) com seus filhos recém nascidos.Publiquei o texto e como de costume fiz meus comentários, uns me elogiaram, outros acharam um absurdo tomar posicionamento comovente por "mulher de bandido", "vadias", "escória", etc. Não me arrependo, coloquei-me no lugar delas, isso mesmo, não como alguém que tenha cometido um delito, mas na posição de mãe (pai) que tem alguém dependente de você, esperando seu carinho, esperando em casa por você e que não vai aparecer tão cedo.
    Não percamos esse nosso lado humano, ele é necessário, ainda que o sistema seja bruto parceiro.Obviamente reconheço que tenho minhas obrigações como policial, o sentimento é uma coisa , as regras são outras, e devem ser seguidas e cumpridas. O sentimento não precisa aflorar, mas nos torna imunes a praticar abusos, creio eu, e nosso exemplo pode ser tomado pelo próprio preso que começa a enxergar o policial, o agente penitenciário não como inimigo , mas como um profissional que está ali apenas cumprindo o seu papel.

    Abraços e um ótimo início de semana a todos

    Roner Gama

    ResponderExcluir
  18. O sistema é bruto Novinha... O ser humano está a cada dia sendo colocado em segundo, terceiro, quarto, quinto, (...) plano.

    Quanto a essa parte psicológica, penso que só tem no processo pra entrar (avaliação psicológica - questionável a meu ver.). Depois disso: Tchau...!

    P.S. Gostei desse André.

    ResponderExcluir
  19. Oi Roner!

    Também estava esperando algum comentário nesse sentido. rs rs rs

    Roner, eu acho que a polícia tá mudando aos poucos. O processo é lento. Mas a galera que entra agora já tem uma cabeça bem mais maleável quanto a essas questões.
    : )

    Cadê? Você tem um link do texto citado pra eu ler?

    Obrigada pela visita...

    Mudou de blog?



    ResponderExcluir
  20. Oi Tipão!!!

    Tenho certeza que ele também teria gostado de você se tivesse chance de te conhecer melhor.
    : )

    Aliás, vou te falar... Até parece que selecionei a dedo meus leitores... Só tem fera gente fina comentando aqui.
    : )

    Depois me conta as novidades, Tipão...
    Beijo!
    Obrigada!

    ResponderExcluir
  21. Oi Novinha.

    A novidade aqui é que estou pra entregar a tese desse doutorado até dia 30 desse mês para ser defendida a partir do dia 30 de junho, mas estou entrando com um pedido de antecipação para o mês de maio. A tese já está na mão do orientador pra correção.

    Depois mando ela pra você dá uma lida, não sei como ainda... Possivelmente pela Regina ou Artorius.

    Quanto aos concursos, tem um bocado que irei fazer - estou na ativa doutora.

    Uma hora eu entro!

    Beijo!

    ResponderExcluir
  22. Oi Tipão!

    Nossa você já deve estar louco pra se ver livre disso logo, né?

    Não adianta mandar pra Regina nem para o Artorius eles também não têm meu e-mail.

    A única chance de eu ler sua tese é se ela for publicada na internet.
    : (

    Mas você acha que eu vou entender alguma coisa??? kkkkk

    Obrigada assim mesmo.
    Beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Novinha. Tinha respondido esse questionamento, mas não apareceu aqui.

      Excluir
    2. Oi Novinha. Tudo bem? Espero que sim! Ando meio fora do ar esses tempos por conta da falta de internet, consequência da falta de grana (desemprego mesmo), mas uma hora isso passa. Olha só, minha tese já está disponível para você dá uma olhada. Link: (http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/75/75134/tde-30072013-092936/pt-br.php). Na página 9 do arquivo em pdf tem um agradecimentos 'Aos amigos, colaboradores e incentivadores virtuais'. Abraço.

      Excluir
    3. Eu li os agradecimentos da sua tese, Tipão... você me deixou muito emocionada!

      Não tenho palavras.
      Não sei, sinceramente, como expressar a minha felicidade pela sua conquista e o seu gesto de agradecimento a mim...

      Sem palavras.

      Obrigada pelo carinho.

      Um beijo e muito sucesso!

      Excluir
  23. Sennnnnnnnnnnsacional!
    Guerreira cada dia melhor heim! ^^
    Pois é e cabe a nós buscarmos o toque de Jesus.
    Sei lá como a gente ou agente consegue manter a firmeza mas aprendi a ter hiperfoco, ou seja, qualquer que seja a situação em que eu me exponha(apresentações para grande público) eu me concentro tanto no que tô falando que uma vez uma colega caiu quase no meu pé e eu nem vi! kkkkkkkkk sério não foi maldade mas acabei perdendo minha visão periférica kkkk


    Ai Guerreira muito feliz com suas colocações nesse post e tb muito grata por me fazer viajar com vc nesse universo policial.

    Jesus te toque!
    Um bjãozão

    ResponderExcluir
  24. "Porque no fundo, somos todos iguais, o que nos diferencia é o toque de Jesus."

    Concordo plenamente! Lindo texto, estou sem palavras.

    ResponderExcluir
  25. O pior é que o Tiririca é um dos que têm feito algo de decente dentro do cenário político. Ou tentou, porque declarou que não vai se reeleger (já que prefere ser palhaço do que fazer o povo de palhaço, quoto).

    O texto é bem curioso, porque é com o que me deparo na faculdade e com o cotidiano em geral. Por mais que hoje eu tenha dúvidas do que ser ou fazer (inclusive se Direito ou não), é inevitável que o Direito tenha me mudado, que minha crítica tenha se tornado outra e que meu olhar para a sociedade é, por consequência, completamente contrário ao senso comum. Não sou mais a mesma por vários motivos, mas aprofundar esse assunto me faria divagar, então voltemos.

    É fato que 99% da sociedade brasileira encara o criminoso, o que cometeu o crime e o que se encontra já cumprindo pena, como "coisas" que precisam se manter afastadas da vida em sociedade para sempre. Esse é um dos problemas que o sistema carcerário hoje enfrenta também para cumprir o que é exposto na legislação sobre "ressocialização do apenado", algo que infelizmente só existe no papel. É lógico que o problema para ressocializar o cara é maior do que apenas isso - tem o crime organizado, a própria estrutura dos presídios hoje (ou a falta dela, enfim), etc. Mas as pessoas "de bem" fazem uma diferenciação entre elas e os apenados de um jeito que... Nossa. É como se fosse uma separação de anjos e demônios.

    O que complica bastante, porque de início eu brigava como louca - inclusive caí em discussão esses dias (bobagem minha)sobre o erro de exigir a diminuição da maioridade penal dentro das circunstâncias atuais da sociedade, dos presídios e do país. Isso só serviria para aumentar e aprofundar ainda mais o problema - e inclusive fui chamada de algumas coisas não muito agradáveis ou ouvia "Tá com dó do cara? Leva pra casa!", o que me deixava (e ainda deixa) indignada.
    Pessoal esquece de ver que a pessoa ali também é, justamente, uma pessoa. Isso não exclui o caráter delituoso das suas condutas, isso não exclui o fato de que ele deve, sim, ser punido, e na proporção dos seus atos, mas também não exclui a humanidade presente nele, que não pode ser ignorada. Não é todo criminoso que o é por convicção.

    Achei legal ver isso do ponto de vista de uma policial. E apesar de "não poder se dar ao luxo", acho que isso é o que faz com você realize um serviço impecável, porque apesar de atuar para a máquina pública, acho que a gente não pode esquecer o caráter humano da coisa.

    Saudades suas, Novinha :)

    ResponderExcluir
  26. Oi Rê!

    Palhacinha!!!

    Nós duas adoramos óculos de sol, né?

    kkkkkkkkk

    Tenho esse estilho John Lennon
    8 )

    E esse ray ban
    B )

    : B
    Opa... meus óculos estão caindo...
    Dããã

    ResponderExcluir
  27. Uai Bibi, só saiu esse comentário meu? Vou escrever novamente...

    ResponderExcluir
  28. Oi Isis!

    Deve ter sido uma cena muito engraçada!
    kkkk

    Visão periférica, hiperfoco...

    Tá falando policialês???
    rs rs rs

    Obrigada, Isis!
    Um beijo grande, pra você!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hummm viu como tô que tô! kkkkkk
      Não faça assim se não fico irritantemente feliz com um sorriso na cara que não saiu fácil! kkkkkkk

      Ooo guerreira S2

      Excluir
  29. Ué... por enquanto só, amiga...

    Deixe ver se caiu no Spam...

    ResponderExcluir
  30. Tamara,

    Saudades suas também!
    : )

    Pelo visto, estudando bastante, né?
    : )

    Não acho que foi bobeira sua expor a sua opinião diante dos seus colegas universitários. Pelo contrário. Você foi corajosa e é de pessoas assim que nosso país precisa. E mesmo que o Tiririca tenha chegado àquela conclusão "brilhante", eu não votaria nele do mesmo jeito. Eu prefiro votar em pessoas que permanecem em pé, mesmo quando todo mundo tá sentado ou de braços cruzados.

    Mas entendo a sua colocação. Você se sentiu como alguém que "joga pérolas aos porcos". Já passei por isso também.

    Independentemente do rumo que você decidir dar à sua vida (Direito, Medicina, Delegada...) tenho certeza de que você fará um trabalho impecável. E fico feliz em poder acompanhar, apesar da distância, o seu crescimento.

    Um beijo!

    E muito obrigada!

    ResponderExcluir
  31. A melhor parte: "A-gente não pode se dar ao luxo de ter conflitos interiores. É resolver logo e cumprir a missão."

    ResponderExcluir
  32. Nem precisa dizer que me arrepiei ao ler o texto. Vc tem este poder de nos fazer sentir verdadeiramente sua história como se estivéssemos vivendo-a

    ResponderExcluir
  33. Oi Aline!!!

    Nem precisa dizer nada...
    : )

    rs rs

    ; )

    ResponderExcluir
  34. Quanta sabedoria em um texto só!

    Nada como o toque de Jesus em nossas vidas!

    Beijos Lindona e fica com Deus!

    ResponderExcluir
  35. Oi Mamede!!!

    Ou então finge que tá resolvido, né?
    Só não pode é ficar de mimimi...

    : )

    ResponderExcluir
  36. Oi Rê!

    É amiga... como o tempo passa rápido, né? Já tenho até história pra contar. Parece que ontem eu tava aqui inventando nome para as sessões alí do lado: "informantes", "carteirada", "Atiradores de Elite"...

    Não vai demorar e quem vai estar contando história para as amigas é você.
    : )

    Beijo amiga gaúcha!

    ResponderExcluir
  37. Oi Manu!!!

    Incomparável...

    ; )

    Sentindo falta de atualizações no seu blog... Que houve? Vc também tá estudando pra concurso???
    : )

    Bjo, bjo, Manu!
    Obrigada...

    ResponderExcluir
  38. Oi André!!!

    : )
    São Carlos?
    Ô terrinha abençoada, xenten!

    Já matou saudade de todo mundo?
    É bom, viu? Se for como "lá em casa"... visitar um e não visitar os outros, dá problema!
    rs rs rs

    Por falar em amigos... O Tipão disse que gostou de você. Lê o comentário dele depois. Bem o Tipão está terminando um doutorado em Química na USP. Acho que talvez vocês tenham algumas coisas em comum. Vocês dois ainda serão colegas peritos na PF...
    : )

    kkkk

    bjo, bjo!





    ResponderExcluir
  39. Amiga...

    Tira os óculos...
    Tá de noite!

    : )

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mania pra condutor nao me reconhecer nas festas...

      Tu acredita que um dia meu colega estava numa festa de aniversário e, (ele nao usava óculos escuro) o reconheceram? O cara disse: ahhhh to me lembrando de vc, o senhor me "multou" hj...

      Paia isso viu

      Excluir
  40. Oi Isis...

    já que você brincou com o "agente ou a gente"
    A-GENTE pode significar também aquele que não é gente. A - partícula de negação + gente = não-gente.

    Piada de escrivão, quando a gente chama eles de escravães. hehehe

    Pra sua coleção.
    : )

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahahahahahaha cadê o BlogdoCharlie nessas horas kkkkkkk

      Vai sim para minha coleção.

      Falar nisso agora entendi pq o CET me multou pq eles são A gente e não tem coração! ¬¬
      kkkkkkkkkkkkkk ai rindo sozinha kkkkkk

      Excluir
    2. A gente tem coração, viu...

      :.(

      Excluir
    3. A gente, Agente, tem coração, viu...

      :-(

      Excluir
    4. Eta preula!!! Regina querida me perdoa! kkkkkkkkkkkkk
      Desculpa ai çinhô eu sô trabaiadô!
      kkkkkkkkkkkkk
      Ô Regina mas assim... ah deixa quieto que já tô encrencada :O

      Excluir
    5. Regina eu "sô trabaiadô çinhô" rsrsrrsrs
      Falei de vc não.... aimmm que fora!!!
      Massss... ah deixa tô frita mesmo :/ e com a multa pra pagar kkkkkkkk

      Excluir
  41. O Chrlie é escrivão!

    Não pode contar essa piada pra ele não!
    : )

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk eu vou é ficar quietinha pq já me lasquei acima ai, vc que tem contatos guerreira me ajuda ai com a Regina! Please
      :(

      Excluir
  42. Fala Mulher

    Pelos textos que escreve vc tem um senso de justiça bem apurado fazendo com que as adversidades fiquem simples de solucionar. Impressionante...

    Forte abraço

    ResponderExcluir
  43. ô... Isis...

    Esqueci...

    A Regina é Agente de trânsito...

    : O

    ResponderExcluir
  44. Oi Paulo!

    São seus olhos.
    : )

    Ué... Pareceu simples?
    Eu acho que né muito simples, não.
    hehehe

    Obrigada, Paulo!

    ResponderExcluir
  45. Isis...

    E ela é brava!
    kkkk

    Brincadeira. Ela é brava, mas tem um coração enorme.
    : )

    ResponderExcluir
  46. Kkkkkkk

    Comigo é assim, escreveu nao leu, Caneta Comeu!

    Ahahaha nem é..sou legal <3

    ResponderExcluir
  47. kkkk

    Amiga, tu tá tocando o terror hora dessa?
    : )

    Perdeu o sono? Ou fui eu que te acordei?

    ResponderExcluir
  48. É...nao...já tô dormindo

    ;-)

    Preciso dormir pra assimilar o que estudei

    ResponderExcluir
  49. Hummm... Que ótimo, amiga.

    Tá conseguindo estudar bem?

    Agora é imersão total, amiga.
    : )

    Um beijo!

    ResponderExcluir
  50. rs rs rs

    E eu aqui, no caso só desviando sua atenção, né?
    kkkk

    Ó... um macete de Direito Administrativo pra você:

    Desc'O'ncentração - órgão.
    Desc'E'ntralização - ente.

    Desconcentração é dentro da Adm. e desconcentração é pra entes (pessoas jurídicas diferentes)".

    É que eu sempre confundia esses dois.
    : )

    ResponderExcluir
  51. kkkkkkkkkkk que fofo!

    tks madrinha!

    ResponderExcluir
  52. Gostou???
    : )

    Toma outro:

    Na desconcentração - hierarquia.
    Na descentralização - tutela.

    : D

    Palavrinhas bestas que fazem a gente errar na hora da prova.

    ResponderExcluir
  53. : )

    Empolguei...

    Requisitos da Responsabilidade Objetiva do Estado (DAANC):

    a) dano;
    b) ação administrativa;
    c) nexo causal entre o dano e a ação administrativa.

    * não confundir com os requisitos do crime (CReNTi)
    conduta, resultado, nexo causal e tipicidade.
    : D

    ResponderExcluir
  54. Barbadinha?? Eu???

    Tá me estranhando, amiga?
    kkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kkkkkkkkkkkkkk

      Ahahaha

      Ri muito aqui!

      Barbadinha=que fácil

      Excluir
    2. To me acabando de tanto rir...hj vc ta demais

      Excluir
    3. Acho Que É Pq Eu Tô Feliz...

      Excluir
  55. Não precisa, amiga.
    Se eu tiver "na área" te aviso.

    rs rs rs
    Além das excludentes de tipicidade, ilicitude, culpabilidade, punibilidade... e viadagem, tem também a as excludentes (ou atenuantes) da responsabilide do Estado:

    * Caso fortuito
    * Força maior
    * Culpa da vítima.

    rs rs rs

    Amiga... quando você diz "kkkkkkkkkkkkkkkkk", você tá rindo mesmo???

    Não me engana!

    ResponderExcluir
  56. Amiga...

    Sua bobinha...
    Tárindiquê?

    Tô falando super sério.
    Rum.

    ResponderExcluir
  57. Feliz?
    : )

    Por causa do presentinho novo que o Papai do Céu te deu?
    : D

    ResponderExcluir
  58. É, amiga!

    Você é muito abençoada por Deus, mesmo.

    Tens que agradecer de todo o coração a Deus.

    E eu também sou abençoada quando vejo Deus te abençoando porque fico ultra mega thunder happy for you.

    : )

    Agora some daqui e volta a estudar, porque na sua formatura na ANP eu vou disfarçada de Superintendenta... É, minha filha. Poderosíssima.

    : )

    Beijo,
    Fui!

    ResponderExcluir
  59. Oi Tipão...

    Até olhei o Spam pra ver se não caiu lá por engano... mas não...

    Manda de novo.
    : )

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tinha falado que você entenderia sim, porque ela está escrita de uma forma didática, sem muitas complicações.

      Quando ela for disponibilizada no site: http://www.teses.usp.br/ eu mando o link para você.

      Já em relação ao texto chegar até você antes disso, disse que tanto o Artorius ou Regina poderiam te passar num desses encontros da confraria, não sei...

      Particularmente pra mim, afirmar que um ou outro não tem seu contato seria a mesma coisa de dizer que o Robin não sabe quem é o Batman e vice-versa rsrs...

      Beijo.

      Excluir
  60. Sua frase de encerramento justifica todo o texto...
    Não que eu seja religioso, não sou. Embora tenha sido coroinha e desejado um dia ser padre, não sou religioso. Embora não seja policial, um dia quis ser. Embora nunca jamais eu tenha querido ser um fora da lei, um dia andei por estas sendas. A vida, realmente é 'engraçada'.

    Uma parte de toda violência que conhecemos está concentrada numa cadeia, mesmo que seja de DP. E, está sempre pronta para explodir; tanto faz se está vivendo lá, ou trabalhando lá, quando ocorre a ignição todos correm riscos. Não conheci um ambiente pior, em todos os sentidos (bem, ambientes corporativos empresariais/institucionais podem ser bem esquisitos também. Rsrs!!). A gente sente que a barra é pesada, percebe que aquela cor marrom/amarelada ultrapassou a epiderme, atingindo zonas mais profundas.
    Junte-se tudo isso ao os olhares que recebeu/recebe, e percebe-se que sua reação é justificada. Por outro lado... Por outro lado...; se deixar sua pessoa 'de lado', a 'pessoa mulher bonita que chama a atenção', cair em si como a profissional que é e dar uma olhada na cara do preso, creio que ele não sustentará seu olhar; se ele estiver pensando bobagens, perceberá que, ali, a situação é outra: que não cabe bestanças...
    Caso o detido insista é o caso de lhe perguntar:
    -E aí, tá me tirando?
    Caso te responder:
    - Tô sim, e daí deliça?
    Mete a mão no cara.
    Rsrsrs!!!
    Da resposta dele pra baixo, brinquei um pouquinho; até porque preso dificilmente tira sarro de policial, ainda mais se não o(a) conhece.
    Não sou bandido, nunca fui, jamais serei; eles são eles, assim como um Sarney é um Sarney: brigar não adianta, tratar bem também não. O que vale, afinal (e neste ponto estou plenamente de acordo com você), é tratá-los como gente, que é como eles nasceram, são, e continuarão a ser; mesmo que cometam barbaridades. Gostando ou não,essa é a real.
    Encerrando este extenso coment: o melhor mesmo é a gente Ser Quem A Gente É, e declarar isso a cada momento de nossas vidas. O resto, virá e passará. Ou, ficará; no caso de quem gostamos.

    Carinhoso abraço, minha policial preferida!

    ResponderExcluir
  61. Então, tá Tipão!

    Fico no aguardo! Espero entender alguma coisa, então... rs rs rs

    Sobre o e-mail, então pergunta pra eles.
    : )

    Não têm.

    A Regina é minha "testa de ferro" nos eventos da Confraria... porque é ela quem organiza a parada toda. Eu não apareço nesses eventos...
    : )

    E o Artorius... é outro amigão (virtual, apenas).

    E pra finalizar... até conheço alguns dos meus leitores (poucos), mas nem eles sabem que eu sou "a novinha"... difícil de acreditar, né? É um mistééééééérioooooo.

    ; )

    Beijo!

    ResponderExcluir
  62. Também não gosto de presos. Deveriam fazer um estudo de como uma pessoa muda de personalidade em segundos. Quando o camarada está detido ali, com o povo avaliando a situação, ele fica mansinho...quando vê que a casa caiu mesmo, que é conduzido para a cela (ou o famoso corró) aí o camarada muda, fica bravo, xinga, chora, grita, começa a pedir tudo, comida, agua, remedio, pra falar com a mãe, etc....sinistro!

    ResponderExcluir
  63. No seu lugar eu não saberia ser tão humano.

    ResponderExcluir
  64. Sylvão...

    Gostei demais do seu comentário, porque você aprendeu na prática que:

    1 - a gente não precisa ser padre pra fazer o que Deus espera de nós.

    2 - a gente não precisa ser policial pra agir com justiça.

    3 - a gente não precisa ser bandido pra saber que eles são seres humanos iguais a nós.

    Né?

    Obrigada!
    : )

    Um beijo, Sylvão!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu que agradeço a gentileza da resposta.
      É isso aí.
      Outro.

      Excluir
  65. Oi Vitão...

    Mudança repentina de personalidade é uma doença que também ocorre na Internet. Basta mudar de perfil, conforme a conveniência.
    rs rs rs

    Sinistro!
    : )

    Obrigada!

    Beijo!

    ResponderExcluir
  66. Oi, Novinha.

    Acho que no seu lugar eu seria parte dos 99% da sociedade, apesar de adotar discursos humanitários diante de assuntos como este.

    ResponderExcluir
  67. Oi Paloma!!!

    : )

    Pra você ver que, modéstia à parte, sou ótima com essa coisa de dados estatísticos.

    É muito difícil ser parte do 1%.
    : )

    ResponderExcluir
  68. Quem Paloma??? Não publico, pode deixar!

    ResponderExcluir
  69. Sabia...

    Mas não entendi o comentári do seu primo, foi no sentido bom ou negativo?

    ResponderExcluir
  70. rs rs

    Ai meu pai... desculpe mas eu tô meio lerda hoje...
    : )

    Arrogante: ele ou seu primo?

    Na verdade eu não recebo comentários a respeito... nem num sentido nem no outro.
    : )

    Mas conhecendo você um pouquinho não foi difícil descobrir.
    rs rs rs

    ResponderExcluir
  71. rs rs rs

    Humm... Não. Não li...
    Lê e depois me diz se vale a pena.
    : )

    Seu primo leu?

    ResponderExcluir
  72. Tudo bem. (:

    Ele tá no final. Tá aqui dormindo tão fofo, seria uma pena se alguém furtasse o livro dele...

    Vou voltar a estudar, Novinha.
    Beijo!

    ResponderExcluir
  73. Ah, é?
    Que cena bucólica...
    rs rs rs

    Tá bom.
    : )

    Um beijo!

    ResponderExcluir

  74. P E R F E I T O !!!

    Apesar de TUDO são seres humanos, assim como eu, vc, seus leitores...


    Futura Delta_

    ResponderExcluir
  75. Novinha, será q posso perguntar...

    Qual foi a sua impressão, em relação ao agente?
    Tu tem noção de qnt tempo mais ou menos tu ficou na carceragem?

    Futura Delta_
    Curiosa!!!

    ResponderExcluir
  76. Futura Delta,

    Que agente?

    Qual carceragem?

    : )

    ResponderExcluir
  77. Com essas perguntas voltei p ler o 1º parágrafo do post... rs...
    Oxe, pensei q tivesse feito uma visitinha a uma cadeia!!! Se n foi, deixa p lá...rs... Deve ser a minha mente já sem conseguir processa mais nenhuma informação...

    rs...

    Futura Delta_

    ResponderExcluir
  78. Oi Futura Delta,

    rs rs rs

    É que algumas delegacias têm celas provisórias (ou todas?). Algumas nem tão provisórias assim. A gente aqui chama de "carceragem".

    Tem um agente de polícia que dá plantão na carceragem. Fica responsável pelos presos todos e tal. É diferente de "penitenciária" onde a estrutura é bem mais compatível com a finalidade da coisa, né?

    Quando você perguntou do "agente" eu pensei se você se referia ao agente dessa carceragem em que entrei ou se era o tal "agente penitenciário" seu colega que conheci...
    : )

    ResponderExcluir
  79. Hum... Entendi!!!

    Pensei q tivesse ido a alguma Cadeia ou Penitenciária... Deu p sentir, q minha cabeça tá no meu ambiente de trabalho, bé?! rs...

    Sim, td delegacia tem celas p presos provisórios... E eles deviam ficar no máximo 24h pq delegacia n é lugar p preso n!!! Justamente pela falta de estrutura desses lugares!!!

    Menina, então realmente procede, vc conheceu um agente colega meu??? E esse cabra nem me diz nada? Pois bem, vou intimá-lo, desde já, a se apresentar!!!
    Eu falava do agente DP q vc foi!!!

    Futura Delta_


    ResponderExcluir
  80. Ô criaturinha...

    Tu não tá acreditando no que eu disse???
    kkkk

    Parabéns! Não pode acreditar nessas coisas que blogueira anônimo publica em blog não autorizado e de autenticidade duvidosa! kkkkkkkkkkkk

    Eu sei que ele te conhece, mas nem toquei no seu nominho perto dele, gatinha...
    : )

    Cara... eu acho que tinha vários agentes uns três ou quatro que estavam ali naquele dia em que entrei pela primeira vez numa carceragem... Não sei eu quem realmente trabalhava na carceragem ou quem tava lá só de bate-papo. Mas a impressão que tive deles é que eram igual coveiro: acostumados e anestesiados. Sei lá. Tiram de letra!!!

    Só eu mesmo é que sou uma peça que não se encaixa de jeito nenhum nessa engrenagem.

    : )

    ResponderExcluir

  81. Qnt ao agente q me conhece, lembro q fiz propagando de teu blog p uns colegas...
    Será q ele caiu por aqui de paraquedas?
    Sei q vc jamais tocaria em meu nome (assim cm de qq outro leitor seu!!!).
    Mas, ele chegou a dizer meu nome?
    Se falou, n tem problema nenhum, até pq vc já sabe.
    Eu tinha acreditado, logo qnd vc disse, porém depois fiquei pensando, n, ela deve ter ido a alguma penitenciária...e conheceu algum colega de profissão...rs...

    Eita, será q é alguém de lá onde eu trabalho??? rs... Às vezes eu uso o computador de lá!!!hehe...

    "Acostumados e anestesiados" - Novinha, depois de um tempinho de trabalho, a tendência é q se fique assim, né!!!

    Futura Delta_
    : )





    ResponderExcluir
  82. Tá friiiiiaaaa!
    : )

    Não... ele não disse seu nome.
    : )

    Relaxa... eu não exponho meus leitores. Aqui é sigilo absoluto ou seu dinheiro de volta. rs rs rs

    Desencana, vai... Eu sei que ele te conhece, mas ele não sabe que eu te conheço. Muito menos de onde.
    : )

    ResponderExcluir
  83. Tô relaxada, fia!!!
    : )

    Na verdade ansiosa, tem prova esse fds, PC-BA!!!
    Lá vou eu, ver se estou progredindo nos meus estudos.

    Por sinal, esse fds, vai ter prova da PC de três Estados, PA, PR e BA.

    Portanto, p quem for fazer alguma dessas provas, mt boa sorteee.... Q DEUS ilumine a cabecinha de td mundooo e q tenhamos resultados positivos por aqui.

    ; )

    Futura Delta_

    ResponderExcluir
  84. Eu que agradeço a companhia. Tava com saudades desse corujão.

    ResponderExcluir
  85. Posso te mostrar uma que acho muito linda, também?

    ResponderExcluir
  86. Sim,
    Saudade - há tanto tempo já...
    Adorei quando você disse que ficaria. :)

    Spartanski

    ResponderExcluir
  87. Já te mostrei essa???

    http://www.youtube.com/watch?v=QXkZXHM6o5M

    ResponderExcluir
  88. /ainda não.../

    Uau!
    Perfeita...


    Adoro essa música.

    Spartanski

    ResponderExcluir
  89. Não posso mais acender a luz pra continuar lendo...

    : (

    ResponderExcluir
  90. Mas posso, sei lá, ler outra coisa enquanto você estuda... só pra não deixar você sozinha.

    ResponderExcluir
  91. Risos!

    Soninho tá fogo?!


    (Rindo [e sorrindo] aqui...)


    Uma graça o jeitinho que você falou.

    Spartanski

    ResponderExcluir
  92. Fico com você, então.
    : )

    Hoje tá relativamente tranquilo aqui...

    ResponderExcluir
  93. Se eu for... você vai? É assim? :))

    Spartanski

    ResponderExcluir
  94. Bem...

    Enquanto você se prepara pra deitar eu agradeço por me dar um pouco do seu precioso tempo e também te agradeço pela canção.

    linda demais (você e a música).

    ResponderExcluir
  95. E te agradeço por ser minha amiga e por ser tão querida!

    ResponderExcluir
  96. Você é muito especial, maninha...
    Tão especial.


    Spartanski

    ResponderExcluir
  97. Tá...

    Você tem duas opções...

    1 - converser comigo até não termos mais assunto ou
    2 - eu faço você dormir.

    : D

    ResponderExcluir
  98. Até não termos mais assunto? Ao "infinito e além! "! Diga-se! (risos)

    Spartanski


    Spartanski

    ResponderExcluir
  99. Bons sonhos, maninha linda! Que você durma bem.

    Boa noitinha! :)

    Bjs pra você!

    :)

    Spartanski

    ResponderExcluir
  100. Bom dia, maninha...

    (Droga... tomei um ippon do sono)

    ResponderExcluir
  101. Bom dia!


    (Que bonitinha!) :)

    Spartanski

    ResponderExcluir
  102. Que pergunta interessante!

    Bom... eu não sei exatamente como responder...

    Tem um lugar na Academia que eu gosto muito, mas não vou lá com frequência... é o local onde todas as turmas se reuniam para algum evento em conjunto.

    Tem também um local muito especial onde eu acampava desde menina mas que não vou lá há muito, muito tempo.

    Mas o melhor lugar do mundo onde eu gosto de ficar e onde me sinto confortável e que é local para onde eu quero ir sempre que estou triste ou malzinha... é o colo dele.
    : )

    ResponderExcluir
  103. Ainda tem muita coisa a meu respeito que você não sabe, maninha...

    : )

    ResponderExcluir
  104. Nunca acampou??

    É eu já tinha notado que você é meio patricinha, mesmo.

    : D

    ResponderExcluir
  105. O que foi que você disse?!

    Ora!

    Risos!!!

    Spartanski

    ResponderExcluir
  106. Desculpe... não era o termo apropriado...

    Eu queria ter dito mimadinha.filhinha.de.papai.que.não.pode.sujar.o.vestidinho.cor.de.rosa.que.a.mamãe.deu

    kkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  107. Nem no quintal de casa, com a lanterna do pai?

    ResponderExcluir
  108. /Sorrindo-sem-acreditar-no-que-estou-lendo/

    Spartanski

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkk

      Era pra você entrar na pilha...
      : )

      Excluir
    2. É, né?!

      Senti isso no ar...


      risos!

      Spartanski

      Excluir
    3. Adora, não é?
      Estou vendo...


      Estou vendo....


      Mensagem 12:19 que o diga!




      Hahaha
      Lindaaa!

      Spartanski

      Excluir
    4. vai que você começa a chorar...

      "mimimi"...

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      Excluir
    5. Mi

      mi


      mi?



      ...

      Claro, faltava só a "cereja do bolo"... - a mensagem 12:54.


      (risos!)

      Spartanski

      Excluir
    6. "kkkkkkkkkkkkkkkkkkk"


      Se esbaldando de rir...


      hauahau

      Spartanski

      Excluir
    7. Mi

      mi


      mi?



      ...

      Adorei isso!!!
      Vou plagiar no próximo post!!!

      kkkkkkkkk

      Excluir
  109. Isso não tem graça, mocinha!

    /Mentira. Tem sim. Estou aqui rolando de rir! Risos!!!/

    Spartanski

    ResponderExcluir
  110. Obs.: não fala do meu vestido...

    Spartanski

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkk

      Tá bom... não vou irritar você pra não estragar o seu esmalte.

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      Excluir
    2. kkkkkkk

      Como "nocalte"???

      Eu nem comecei a bater.
      ; )

      Excluir
  111. : )

    Mesmo assim, quando eu fico insuportável???

    ResponderExcluir
  112. Na vida real eu sou pior que isso... não diga que não te avisei.

    Sério... nem eu me aguento.

    : )

    (Que bom que consigo fazer você sorrir. Ganho o dia quando isso acontece. É uma pena que não posso ouvir sua risada)

    ResponderExcluir
  113. É que "promessas" nos trazem uma estabilidade que nos deixam muito confortáveis.

    Mas pode parecer um peso, dependendo do ângulo que a outra pessoa vê.

    Eu não venho aqui conversar com você porque é minha obrigação te dar atenção...

    Eu venho aqui conversar com você porque eu gosto de você. Acho interessante e divertido conversar com você. Você é uma bênção pra mim... jamais um peso.

    Entendeu?

    ResponderExcluir

Confissões