sexta-feira, 7 de setembro de 2012

Delicadeza violenta.


Parece um convite ao abuso de autoridade, mas é apenas um aviso pra pensar antes de agir. Eu era a única policial naquele salão, se não estava enganada. Ouvi a menina dizendo "não" com todas as letras mas o cara simplesmente não ouvia. Tem coisa que nunca muda. Muda o cenário, os personagens, mas o enredo é o mesmo. Me identifiquei formalmente como policial e perguntei qual era a situação. Eu já sabia o que estava acontecendo, mas era meio como uma autorização verbal expressa pra poder agir. "O senhor, por gentileza, vai ficar lá fora", disse a ele. Da mesma forma que o sujeito ignorava a voz dela, ignorou também a minha. Lembrei-me de um professor da Academia que falava que se o policial der a carteirada, ele tem que entrar. Penso que o princípio se aplica, da mesma forma, à ordem policial dada. Se você deu uma ordem ela terá que ser cumprida. Que droga! Agora eu teria que ir até o fim.

Aprendi com o Guerreiro algumas técnicas para serem utilizadas em situações em que você não pode fazer muito "barulho". Não pode sacar arma, não pode gritar, não pode fazer barraco, nem fazer beicinho, mas tem que agir. Eles chamam de ataque aos pontos de pressão, eu chamo de "delicadeza violenta", o pessoal dos Direitos Humanos chamam de tortura. Era a hora de usá-las. As pessoas começaram a perceber que alguma coisa estava acontecendo. A menina saiu logo de perto. Insisti na ordem dada. Ele retrucou que não podia sair e que ficaria lá até o final, por determinação do "dono da casa" e blá, blá, blá e pererê e coisa e tal... Eu sabia que ele estava mentindo. Como se não bastasse, o cara começou a ficar agressivo. Não chegava a ser uma agressividade violenta, era mais uma coisa de zombaria. Aquele professor podia ter avisado que cada segundo de resistência torna o dever de agir mais árido e mais difícil de suportar.

Não tirava o meu corpo da frente dele, fazendo com que ele fosse recuando de pouquinho em pouquinho. Podia ter feito aquela posição de águia do Karatê Kid, né? Não podia deixá-lo ganhar espaço. No mínimo ele deve ter pensado "Essa mulherzinha deve ser louca". É, eu sei. Foi loucura mesmo, burrice minha, porque ele poderia ter me machucado... Antes de dar o primeiro passo eu deveria ter pedido reforço da equipe que estava no terreo. Mas existe "risco zero" em alguma operação policial? Existe "risco zero" de se machucar em algum tipo de relacionamento? Existe "risco zero" na vida? Já ouviu falar que "O homem é o lobo do homem. Somos naturalmente violentos", ou que "A mão que afaga é a mesma que apedreja"? Portanto, "Ele poderia ter te machucado" é uma das frases mais inúteis na Polícia.

Nessa hora eu só queria ser um pugilista enorme. Ter pelo menos o triplo do meu peso e uns trinta centímetros a mais de altura. Queria ser um "armário" negão do Harlem. Aposto que a história seria outra. Tentava se esquivar de mim e eu me colocando na frente dele. Ninguém aparecia para ajudar! Minha solidão era tanta que não me deixava tirar os olhos de cima dele nem por um instantezinho sequer. Ele teria que sair dali, nem que fosse hipnotizado (Uma cobra "naja" não é lá um bicho "peso-pesado", e come até um boi! Ah não essa é outra cobra, né?). 

O braço dele não era lá tão musculoso, pressionei o local certinho porque ele contraiu o corpo de dor. Ninguém viu isso porque eu estava de costas para o público. Apertava o braço dele toda vez que ele empacava. Sim, eu estava literalmente tentando, sozinha, tirar ele no braço! Percebi que nos aproximávamos da porta. Eu acho que ele se sentia tão ridículo sendo acuado por uma mulher, não exatamente pela mulher em si, mas pelas pessoas que deveriam no mínimo estar adorando aquela queda de braço.

Eu tremia nervosamente e o coração já não batia, esmurrava. Falei bem baixinho, quase sem mexer os lábios. Não sei se implorando ou apenas sussurrando: "você vai ter que sair porque eu estou mandando você sair". Notável que nem a minha retória é robusta. Mas entenda que na minha cabeça não era eu que estava ordenando, era a POLÍCIA. Ele tinha que me obedecer! Até porque eu não tinha a menor vontade de levar ninguém preso para a delegacia naquele dia. Ainda bem que o "dono da casa" que na verdade era uma repartição pública, não viu nada, estava em outro ambiente. Tenho certeza de que só pelo fato de eu ser policial ele tomaria as dores do sujeito. Não saberia o que fazer nesse caso. Apertei novamente o braço dele no mesmo ponto sensível. O braço dele já estava todo vermelho porque eu já tinha apertado o lugar errado uma dúzia de vezes, daí finalmente ele disse exasperado: "Tira essa mão de mim!". Eu já queria tirar o omoplata dele do lugar. Retruquei: "Eu tiro se você sair". Eu deveria estar vermelha de raiva. Ele falou por último: "Tira a mão que eu saio". Ele já estava vermelho de raiva. Soltei o braço dele, dando-lhe pelo menos uma saída honrosa. Ele disse no sufoco: "Agora eu saio" se virou e saiu. 

150 comentários:

  1. Ego desinflado - o dele.


    Delicadezas.


    Spartanski



    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que não fique traumatizado.

      Será que neste caso cabe indenização do Estado?

      ; )

      Excluir
    2. (risos)


      A "saída honrosa" já foi o suficiente, Novinha.


      Spartanski

      Excluir
    3. kkkkkkkkkk

      Impressionante!

      A sensação que tenho é de que você leu até os meus suspiros neste texto. As "pausas dramáticas".

      : )

      Muito obrigada!

      Excluir
    4. (risos!)

      Talvez.


      A sua sensação/emoção está à flor da pele nessas entrelinhas.

      Spartanski

      Excluir
    5. : )

      É um ótimo feedback.

      Sempre fico insegura devido à quantidade de subterfúgio para não identificar pessoas e lugares.

      Quando você faz determinados tipos de comentários eu entendo que "deu pra entender".

      : )

      Excluir
    6. Real, palpável e, apesar disso, não expositivo. Gosto de como você escreve.

      :)

      Spartanski

      Excluir
    7. E eu adoro a sua companhia e os seus comentários. Será sempre bem-vinda, mesmo que seja pra criticar. Ponderar. Eu lido legal com críticas. Sério. Aproveito tudinho.

      : )

      Excluir
    8. Ressalva: Nem toda crítica¹ é digna de apreciação/atenção.

      Obs.:¹ a do tipo "camuflada", por exemplo.



      Sinto-me à vontade para expressar qualquer sensação/impressão/observação. No entanto, destaco, qualquer elogio é "mero" merecimento.

      ;)

      Spartanski

      Excluir
    9. Que ótimo!

      Fico tranquila então, sabendo que você vai se manifestar quando detectar alguma coisa que pode ser melhorada.

      Vocês merecem um alto padrão de qualidade. Tá longe, mas eu quero chegar lá.

      : )



      Excluir
    10. Não há um pingo de presunção da minha parte. Entretando, a sua modéstia precisava ouvir isso. (risos)

      Ademais, fique tranquila.

      :)

      Spartanski

      Excluir
    11. Fico tranquila então.

      Não é presunção nenhuma... é um direito, você já faz parte da diretoria...

      Por falar nisso, estamos preparando um encontro da Confraria no Rio de Janeiro, por acaso você poderia ir?

      : )

      Excluir
    12. Chamo isso de: Sistema de parceria.

      Detalhes importantes (e não importantes) eu hei de alertar - caso ocorra.

      Conte comigo.

      :)



      Haverá encontro no "Rio de Janeiro Continua Lindo"?
      Infelizmente não poderei ir, Novinha. Quem sabe em uma próxima/outra vez? Gostaria muito.
      De pronto, agradeço o convite! E desejo boa sorte a todos que forem prestar concurso.


      Spartanski



      Excluir
    13. Tá bom. Que pena...

      Eu tenho que ver com a Presidente a data direitinho. Tem também a formatura do pessoal da ANP, e como já tem dois novinhos "nossos" que, se Deus quiser concluirão o curso de formação, talvez haja uma oportunidade de reunir a galera, mesmo que seja nas imediações.

      Quem sabe, né? Vamos ver.

      ; )

      Excluir
    14. De qualquer forma, estarei alerta. :)

      Spartanski

      Excluir
    15. Te garanto que uma formatura dessas funcionará como uma bomba estimulante para os teus estudos.

      ; )

      Excluir
    16. Emoção extratosférica, imagino.

      :)

      Spartanski

      Excluir
    17. Quero te mostrar uma coisa:

      http://www.youtube.com/watch?v=UmrMHPSJ8jQ


      Gosto dessa cena.


      Spartanski

      Excluir
    18. Uau!

      Você acha que com um bom treinamento eu tenho alguma chance de ficar assim, igual a ela?

      : )

      Excluir
    19. Resumo [observação].

      Pontos críticos, tentativas de encaixe de alguns golpes, alguns encaixes e pequenas evoluções. Estrangulamento tentativa. Estrangulamento Finalização. [...]Gran finale.

      :)


      Spartanski

      Excluir
    20. Eu vi. Sensacional!

      Uma cena muito bem feita, parece bem real, né?

      Você viu que na primeira tentativa de estrangulamento dela (1:30) o cara consegue levantá-la do chão e bate as costas dela com tudo na parede?

      Será que tem alguma técnica pra evitar isso?

      Excluir
    21. Lógico - com muito treino durante alguns anos.

      Na cena, nem tudo é ficção, Novinha.


      Spartanski

      Excluir
    22. Sou peso-leve... daí a preocupação. Tipo não teria muito tempo pra esperar o cara "apagar" no estrangulamento.

      É difícil!

      Excluir
    23. Tem um por que dessa cena "parecer" real. Explico adiante.


      Olha, você acertou em cheio onde eu queria chegar.
      Ela tenta um estrangulamento, mas ele a levanta e joga com tudo na parede.

      Normalmente, no Octagon (UFC), os lutadores têm pesos (mais ou menos) iguais, então fica mais fácil se sair, mas essa situação é muito mais complicada. Porém, deve sim haver uma outra forma de se sair.¹


      Obs.:¹ Não sou especialista, mas uma presilha pontiaguda no cabelo bem que ajudaria.

      Spartanski

      Excluir
    24. No começo, ela se sai de um "mata leão" jogando o cara na parede também. O "sapato" ajudou.¹ Acho que esse foi o ponto mais crítico. Pior que a "levantada" até.

      Obs.:¹ Ao cair, ela não soltou.

      Spartanski

      Excluir
    25. Ajuda.

      Spray de pimenta, também.
      Mordidas.
      : )
      Salto alto.

      Sabe aquela chave de mão que ela tenta encaixar. É outro problema. Tem que encaixar muito rápido de surpresa. É difícil treinar isso porque nos treinos os colegas sempre colaboram logo pra doer menos.

      : )

      Excluir
    26. Detalhes técnicos:

      Altura, 1,73 m
      Peso, 65 kg
      Ex -Campeã de Strikeforce (MMA Feminino)

      Especialidades: Boxe e Muay Thai (os trechos (1:47), (1:57), (1:59) denunciam bem).

      Spartanski


      Excluir
    27. Exatamente. Não esqueçamos as mordidas.


      [Chave de mão] É difícil.

      :)

      Spartanski

      Excluir
    28. Tá de sacanagem!!!

      Vc tá falando da Gina Carano ou de você???

      Excluir
    29. Peso: Certamente, no filme, ela estava com um pouco mais de 65kg.

      Spartanski

      Excluir
    30. E verdade... (os trechos citados denunciam mesmo)

      Tadinho do ator!!!

      kkkkk

      Não sabia disso. Juro!

      Que língua é essa que eles estão falando no filme. Ela é americana?

      Excluir
    31. É americana.


      Não consigo reconhecer essa língua. Parece Russo. Não me arrisco a afirmar.


      Spartanski

      Excluir
    32. Ela é agente secreta, talvez por isso o "misto" de idiomas.

      :)

      Spartanski

      Excluir
    33. Esse vídeo além de trazer uma técnica muito boa ainda consegue ser bem motivador!

      Muito obrigada por dividir!

      E obrigada pelo cuidado também. Pode ficar tranquila que eu sei bem que tenho que me cuidar. Não sou maluca de querer bancar a heroína, não.

      : )

      Excluir
    34. Que bom que gostou.


      E, eu sei que você é responsável, por isso a minha observação - apesar da demora.

      ;)

      Spartanski

      Excluir
    35. Aliás, soou como crítica?

      Spartanski

      Excluir
    36. Lá na delegacia eu treinava direto. Aqui eu tô parada...

      Amanhã vou conversar com um pessoal aí e procurar um lugar pra voltar a treinar de novo.

      Não é apenas necessário, mas também imprescindível.

      : )

      Excluir
    37. Não soou como crítica.

      Soou como alguém que tem cuidado com você. Que quer o seu bem.

      : )

      Excluir
    38. Concordo. Essa é a palavra: imprescindível.

      :)

      Spartanski

      Excluir
    39. Quero dizer, se o meu comentário soou como crítica para você.

      Spartanski

      Excluir
    40. Você tá falando sobre aquele comentário que não era para publicar?

      Então, de jeito nenhum.

      "Não soou como crítica. Soou como alguém que tem cuidado com você. Que quer o seu bem".

      : )

      Excluir
    41. Perfeito.


      Agora entendi o "você". Não era literal. Releve, Novinha. (risos)


      Spartanski

      Excluir
    42. rs rs rs

      Eu deveria ter colocado na primeira pessoa.

      : D

      Excluir
    43. Novinha, desejo que tenhas uma ótima semana. E, melhoras!

      Obrigada pela companhia.
      Bjs!

      :)

      Spartanski

      Excluir
    44. Obrigada!

      Desejo o mesmo a você.

      E que os teus estudos rendam um ano em uma semana.

      : )

      Excluir
    45. Me esforçarei.

      Obrigada.


      ;)

      Spartanski

      Excluir
  2. Jogou duro Novinha! Esse cara deve estar traumatizado até hoje...rsrsrs
    Meu Mestre de capoeira sempre me fala - quando estiver machucado, finja-se de forte, e quando estiver sã, finja que está machucado - você fez direitinho..já dá para enfrentar uma roda de capoeira...rsrsr
    abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seu professor de capoeira é um sábio, Djordain! Gostei dessa frase! Dá pra aplicar em várias áreas!

      : )

      Mas o pessoal aqui é exigente, se chegar algum antigão aí, é bem capaz de apontar uns 300 erros!

      Uns 100 erros eu assumo.
      : )

      Excluir
    2. rsrsr...mas pelo menos funcionou né?!
      Pior seria se depois de tudo o cara resistisse e não tivesse saído.

      Excluir
    3. Já te disse que tenho "costas quentes". É, eu tenho.

      Eu não tenho "anjo da guarda". Deus deve ter escalado o Bope do Céu pra me proteger. Agradeço a Deus, pois tenho certeza disso.

      : )

      Excluir
    4. Que nada, você é durona mesmo... Confessa..rsrsrs

      Excluir
    5. Durona mesmo, cheia de contas pra pagar.

      kkkk

      Excluir
    6. rsrsrsr...tá bom então!!!
      Mas, mas o fato é que você botou a cabra pra correr...rsrsr

      Excluir
    7. Pode ser.

      Mas foi do meu jeito.
      : )

      kkkk

      Excluir
    8. rsr...Você falou da sua agonia, agora imagina a do cabra...tentou até dar uma de valente, mas não teve jeito..srs

      Excluir
    9. Ou seja, Djordain, todo mundo tem que pensar antes de agir, depois que a situação está desencadeada fica difícil voltar atrás.

      : )

      Excluir
    10. Muito verdade isso. Olhe, eu penso muito antes de me meter a fazer alguma coisa...as vezes até eu mesmo não me aguento....srsrsr
      Contudo, dificilmente ando me arrependo das coisas.
      cautela é sempre bom, o problema é que na polícia, pelo que vejo, algumas situações não te dão muito tempo para pensar.
      acredito que esse é o diferencial do bom "puliça"...pensar rápido e fazer a coisa certa, né não?

      Excluir
    11. Talvez seja por isso que os policiais mais amadurecidos são menos afoitos que os mais modernos. Eles são naturalmente treinados para tomar decisão com mais segurança e rapidez...

      Ou seja, não é fácil, não!

      : )

      Excluir
    12. Então, isso significa que você já está no roll dos menos afoitos ... ta vendo, não mais para te chamar de Novinha...rsr
      vamos pensar em outro

      Excluir
    13. kkkk

      Aonde?

      Vamos pensar em outro.
      Me ajuda aí.

      : )

      Excluir
  3. POLICIAL SEMPRE EM BUSCA7 de setembro de 2012 18:55

    POR DEUS! SEU TEXTO FAZ VIVER A SITUAÇÃO. EMITIR ORDEM, COISA COMPLICADA. JÁ IMAGINOU SE O CAMARADA NÃO ACATA.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. rs rs rs

      Já imaginei um monte de coisa, Policial. Muita coisa aí poderia ter dado errado, mas deu certo.

      : )

      Muito obrigada pelo incentivo.

      Um beijo grande.

      Excluir
    2. POLICIAL SEMPRE EM BUSCA9 de setembro de 2012 19:01

      OUTRO. MAS É ASSIM MESMO. FASCINANTE SER POLICIAL, APESAR DE TUDO.

      Excluir
  4. Falando nisso... Eu seeempre tive uma dúvida e acho tu podes me ajudar!

    Situação hipotética: policial sai do plantão com seu carro. Para no sinal com o vidro aberto (sim, é absurdo; eu nunca ando com o vidro totalmente aberto, mas vamos imaginar que isso aconteceu hehe). Chega um assaltante, encosta uma arma na cabeça do policial e exige dinheiro.

    O que um policial inteligente e sensato faria nessa situação? Como ele deve agir?

    Sempre imaginei isso uahua

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida Nicole, sua pergunta é muito interessante.

      Há duas correntes:

      1 - A corrente mais forte aqui na polícia é que se você tiver o treinamento adequado você tem mais é que reagir e mandar o sujeito para o andar de baixo, sem pena. Porque se ele souber que você é policial, ou que tem uma arma. Quem vai embora é você.

      2 - A corrente mais forte fora da polícia é que você não deve reagir de jeito nenhum, porque todo mundo que tenta reagir e morre pensou que poderia ganhar o conflito, né?

      Eu conheço um delegado que já reagiu a três assaltos e está vivinho da silva pra contar a história. Particularmente, acho que depende. Por exemplo, não arriscaria a vida de terceiros por causa de bens materiais.

      Mas pra te falar a verdade, penso eu, na minha completa ignorância, pois nunca fui assaltada na vida, graças a Deus. Que se você for SURPREENDIDA num assalto. Entrega logo porque suas chances de morrer são muitas. Mas se você já estava atento e percebeu a aproximação do assaltante, tem certeza de que ele está sozinho, já se colocou numa posição privilegiada para atacar e ao mesmo tempo se defender, tem domínio das técnicas de tiro e não vai colocar a vida de terceiros em risco, talvez valha a pena reagir.

      ; )

      Como você sabe não tenho ainda muita experiência como policial. Mas entendo que sua pergunta é relevante porque quem pensa em entrar pra polícia deve ter em mente que sua vida vai mudar completamente se ele quiser sobreviver com dignidade. A conduta de um policial deve ser a de alguém que está PREPARADO pra qualquer situação. Isso envolve um estilo de vida diferente. Envolve evitar lugares, relacinamentos e situações. Requer uma mentalidade de combate e de sobrevivência urbana. E a manutenção desse estilo de vida é incompatível com o salário. Infelizmente.

      Excluir
  5. Exato! Quando tomei a decisão de seguir a carreira policial frequentemente imagino diversas situações...

    Eu já sofri um sequestro relâmpago e posso te dizer que foi grande experiência! Não reagi, meu lado cidadã, mera pagadora de impostos, se sentiu satisfeita: ufa, pelo menos saí ilesa!

    Porém, contudo, entretanto hehe se eu fosse policial naquele momento, meu lado profissional certamente se decepcionaria. Minha exigência me torturaria, levaria dias pensando e se, e se, e se... Não por críticas externas, mas não me sentiria feliz comigo mesma...

    Nessa situação específica acho que tentaria ganhar tempo. Entregaria o dinheiro, mas quando o assaltante virasse as costas: pá (na perna)!

    Policiais não são heróis e devem ser sensatos. Reagir de forma impulsiva só demonstra ignorância e não coragem... Mas, mas, mas, né?

    Tomara que aconteça isso comigo quando for policial e que eu também saia viva pra contar essa história! Pode parecer ilusão, mas quero que essa carreira valha a pena...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fofinha,

      Tem mesmo umas boas doses de ilusão nas suas palavrinhas. No começo, acho que isso é normal, depois a maturidade vai te mostrando o caminho real. Até parece que sou a Senhora Maturidade em pessoa, né?

      kkkkk

      Você faz alguma arte marcial? Eu recomendo, já que você parece curtir a parte operacional da polícia.

      ; )

      Excluir
    2. No começo É normal haha

      Fases da carreira policial:

      Euforia;

      Consciência;

      E...depressão uhauha

      Excluir
  6. Buenas, Novinhaa... vim engrossar o coro de "sou seu fã"...rsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Futuro APF,

      Muito obrigada pelo carinho nas palavras.

      Me conta. Você fez o último concurso para APF?

      Continuas estudando?

      Excluir
  7. Respostas
    1. Oi abiga...

      Bom dia!!!

      Como é que tá o clima na Capital Goiana?

      : )

      Excluir
  8. SIMPLESMENTE F-A-N-T-Á-S-T-I-C-O

    adoro esses posts...me ensina esses golpes qdo eu chegar na polícia?

    B-)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amiga eu também estou aprendendo.
      : )

      Você pode aprender no Kung-Fu, no Krav Magá, no Aiki-dô... O Tu praticou uma dessas aí. Ele sabe te informar melhor.

      : )

      Legal, né?

      Excluir
  9. Legal demais, só que vou me preocupar com isso depois que eu passar na objetiva

    )B-)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Claro amiga,

      Assim que tomei posse fiz um planejamento para cinco anos... cursos e outras coisinhas que eu queria fazer.

      Esse tempo vai chegar pra você também.

      : )

      Excluir
    2. Perfeito.

      É o que chamo de "Ciências Policiais".


      Um período de tempo utilizado para adicionar, modificar, fortalecer, aprender e especializar. Cursos variados e desenvolvimento de habilidades.

      Spartanski

      Excluir
  10. uai, entendi nao... vc me respondeu colando meu texto la...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É que tá acontecendo um probleminha aqui...

      Quando não posso publicar o comentário longo não consigo ler o finalzinho...

      Aquela parte que eu colei lá, foi o que eu consegui ler. Pode notar que está faltando um pedaço.

      : )

      Excluir
    2. ah tá... ixi, agora nem sei o que escrevi no final la, mas não era nada tão importante assim não... era so falando que eu estou um pouco sem meta, sem objetivo, geralmente fico meio mal assim... mas daqui a pouco passa

      Excluir
    3. ah, falei tambem que a senhorita bem q poderia fazer um canal pra se comunicar mais rapido, tipo de msn, ainda que falso...

      Excluir
    4. MSN não é um meio seguro de comunicação. Por isso que não uso.

      : )

      Excluir
  11. Ah, comentando sobre o post, acho importantíssimo fazer uma arte marcial. Isso faz muita falta em situação de rua, principalmente as imobilizações. Atualmente faço Muay Thai, mas tenho vontade de fazer alguma que trabalhe isso, como jiu jitsu (na versão sem kimono, acho que chamam de submission) ou hapkido...

    Essa situação que você falou aí é ruim mesmo, se o cara não obedece fica ruim e pode ficar pior se ele vier pra cima...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já ouvi falarem bem do hapkidô também, para essas situações. Jiu jitso eu não sabia, mas gostaria de conhecer melhor até porque acho importante a ênfase que o Jiu Jitsu dá às lutas em solo.

      : )

      Valeu a dica!

      É tenso Vitão. Eu acho que se fosse você no meu lugar, carregaria o indivíduo nos ombros e jogava pela janela.

      kkkkkkk

      Brincadeira (mas deu vontade de fazer isso)

      : )

      Excluir
    2. É, eu não costumo ser um lord com nego que desrespeita não.. tem situações e situações, né? Se eu sinto um mínimo de possibilidade do cara vir pra cima de mim, é arma na mão e ordem pra ser afastar... não vou entrar em porrada com quem não sei o que pode fazer, com alguém que pode tomar minha arma...

      Esse jiu jitsu que falei é uma modalidade sem o kimono, particularmente não sou muito chegado, é uma agarração de macho danada, coisa horrível... o krav maga e o hapdido parece sem legais, mas os vídeos que eles postam na internet parecem lugar do jackie chan....

      Excluir
    3. Entendi.

      Eu também acho que quando uma situação chega a ir para o solo, provavelmente muita coisa errada já rolou antes. Tipo falta de atenção, ou isso que você disse de o cara tomar a tua arma, ou mesmo que você não esteja armado... sabe?

      Mas nessas situações de solo visualizo mais especificamente as situações de tentativas de estupro, entendeu?

      Excluir
    4. Concordo. Arte Marcial é item quase obrigatório, para não dizer, obrigatório.


      Spartanski

      Excluir
    5. Estou convicta de que vale muito a pena treinar defesa pessoal porque as situações em que você não vai poder atirar simplesmente, são muitas.

      Dependendo da área, a ocorrência da necessidade de utilizar defesa pessoal pode ser maior ainda de que a necessidade de atirar. Eu acho.

      Excluir
    6. É, Novinha.

      Arma de fogo, arma branca, caneta, pontos de pressão, tijolo, cordas, bastão, socos, pontapés.

      Nada é vão. Assim penso.

      Spartanski

      Excluir
    7. rs rs rs

      Qual o seu envolvimento com artes marciais, Spartanski?

      : )

      Excluir
    8. Ah! Não sou exímia conhecedora, mas aprecio. Especialmente quando relacionada à atividade policial.


      Artes Marciais fazem parte da grade: Terra.¹


      Obs.:¹ no meu "curso" de Ciências Policiais. (risos)

      Excluir
    9. Ah, é?

      E as outras grades são "ar", "água" e "fogo"?

      : )

      Excluir
    10. É nesse sentido - quase.

      As demais são: Mar e Ar.¹


      Obs.:¹ Apesar de que "Fogo" pode estar envolvido em qualquer uma destas. Em sentido estrito ou amplo.


      :)


      Spartanski





      Excluir
  12. Tem um spray de pimenta que é do tamanho de um baton... pode ser bem útil para esse tipo de situação

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Conheço mas nunca trabalhei com spray de pimenta.

      Nesse caso aí, Vitão, não dava, porque o ambiente era fechado. Eu iria acabar com a festa do "dono da casa"... se bem que eu poderia usar aquele de espuma, né? Tem razão. Vou sugerir para o chefe a compra de um "mini-bag", pra mim.

      : )

      É outra dica boa! Obrigada!

      Excluir
  13. Vitão, esses últimos podem ser publicados ou não?

    ResponderExcluir
  14. sobre a luta? pode sim ue...quando nao é pra publicar eu já peço logo!

    ResponderExcluir
  15. Oi, Novinha ! Meiga como sempre. (: kkkkk

    Não sei aí, mas aqui no Rio chamamos de "novinhas" as meninas que frequentam essas casas noturnas da vida. E muitas delas tem experiências chatas pra contar com esse tipo de golias que você derrotou.

    Bem que podia ter um monte Novinhas pra salvar as novinhas, né ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caraca...

      E agora, como eu saio dessa?

      : D

      Excluir
    2. Pode ser me dizendo onde fica esse ponto G masculino aí. kkkkk (:

      Excluir
    3. : )

      Olha, neste vídeo muito bom, o professor está demonstrando vários pontos de pressão, iclusive no braço.

      Pra quem não tem muita força física como eu, o resultado é espetacular!

      http://www.youtube.com/watch?v=GYo9uqz64Gw

      : )

      (não vai fazer isso no seu namorado!)

      Excluir
    4. Nossa, que show ! Adoro essas paradas de defesa pessoal. Tem uma luta israelense aí com umas técnicas tipo assim, sempre quis fazer.

      Pode deixar, vou fazer isso com ele não. Eu juro. rsrs

      Excluir
    5. Legal, né?

      Mas tem que praticar e treinar bastante. Essa luta que você está falando deve ser o Krav Magá, né? Também parece ser muito legal.

      Tá sabendo do encontro da Confraria no Rio de Janeiro?

      : D

      Excluir
    6. É essa luta mesmo, tem uma academia só aqui perto que dá aula. Se não fosse de manhã eu faria. ):

      Aham, eu vi. Se meu pai não encher o saco posso até passar lá pra dar uma força. :)

      Excluir
    7. Ahh, você tem mais de 18 anos, né?

      A gente ainda tá organizando local e horário.

      Excluir
    8. Poxa, tenho 17 ): tô barrada, né ? rsrs

      Eu já ia falar alguma coisa sobre alterar documentos com uma policial. Ainda bem que fiquei quieta.

      Excluir
    9. Ahammm!!

      Então você é mais "novinha" no bom sentido do que eu, né???
      kkkk

      Então só pode ir se o seu pai te acompanhar.

      rs rs rs

      Sério mesmo! É o correto a fazer, amiguinha. Já pensou a minha responsabilidade se alguma coisa acontece com você nesse dia?

      Encontros pela Internet são perigosos, você sabe disso, né? Então eu te peço encarecidamente, só vá se o teu pai for contigo, tá bom? E não fica brava comigo não, porque isso é para a sua própria segurança.

      Certo?

      Excluir
    10. Não fico brava não, relaxa. Vou falar com ele sim rsrs

      "'novinha' no bom sentido".. acho que eu te traumatizei com essa informação. Agora que eu li o comentário de novo, tá parecendo uma indireta ou algo do tipo ? Se sim, não foi a intenção, tá ?

      Ah, eu nem tão sou novinha, e tenho mó cara de 20. Já entrei em tanto lugar na cara limpa, nem te conto kkkk

      Excluir
    11. Não se preocupe, lindinha, eu já conheço o seu jeitinho e sei que não é do seu estilo sair por aí insultando indiretamente as pessoas.

      Afinal já tem um tempinho que a gente se fala por aqui, né? Eu já tenho um carinho especial por você e sei que a recíproca é verdadeira.

      Portanto, nem esquenta.

      Agora eu que vou te jogar contra a parede. hehehe

      Você mentiria a sua idade caso fosse necessário?

      : D

      Excluir
    12. Tipo pra entrar em festa/show ? Já fiz muito isso, mas só pra entrar mesmo e curtir o evento, porque eu não bebo e meu povo nem é de briga. Uma vez só que deu ruim mas ficou tudo bem.

      Sou uma criminosa ?

      Excluir
    13. Não. Você é inimputável (não responde criminalmente). Se der algum problema muito grave quem vai ser responsabilizado é o seu pai ou responsável.

      Além disso eu não me lembro de ver no Código Penal ou qualquer outra lei penal que mentir a idade seja crime, mesmo pra quem pode ser incriminado.

      A não ser que a pessos chegar a adulterar um documento... aí pode ser falsidade ideológica ou falsidade documental se for um documento público.

      : )

      Excluir
    14. Vish, ainda bem que só faltam alguns meses pra eu fazer 18 (de verdade).

      Sai da internet, menina, vai pra praia. (:

      Excluir
    15. Vish... digo eu...

      Tô gripadaça...

      : )

      Excluir
  16. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha, no Brasil, a mentira já meio que faz parte da nossa cultura, né? Infelizmente. Eu penso muito nisso. A gente acha que é normal mentir para os pais, para os professores, para a Receita Federal, para a CPI. Os próprios advogados de defesa aconselham seus clientes a mentir em juízo. Boa parte dos problemas brasileiros têm fundamento nas mentiras. É triste isso.

      Por outro lado. A gente se acha esperto quando burla as leis, quando fura as filas, quando cola na escola. Quando utiliza meios escusos para atingir seus objetivos.

      Sei que muita coisa tá errada, sei que as leis nem sempre são justas. Sei que só os pobres vão para a cadeia, mas mesmo assim, não vale a pena desobedecê-las. Nem tanto pelas consequências do ato em si, mas pelo reflexo no caráter da gente. Você entendeu?

      Tem uma promessa de Deus na Bíblia em que ele diz que se você for fiel nas pequenas coisas ele vai te colocar sobre grandes coisas. Eu acredito nisso.


      Excluir
    2. Eu tinha apagado porque a pergunta foi bem idiota, né ?

      Mas eu sou uma cidadã direitnha, tá ? Faço mas nada de errado não.

      O céu tá muito lindo aqui, mas eu me contento em estudar mesmo. (:

      Excluir
    3. Nossa!

      Eu tava era preocupada. Pensei que você tinha ficado brava...

      Eu gosto demais de você menina. Não fica preocupada não.

      Nossa tem uns dois dias que eu estou gripada e muito mal. Ainda bem que não viajei...

      Tá estudando o que aí?

      Excluir
    4. Eu também gosto muito de você, e quero ser igual a você quando crescer. :D

      Fico brava não, menina, relaxa, acho que só o prefeito daqui consegue me deixar brava.

      Tô estudando Era Vargas, daqui a pouco pulo pra Biologia e pego Evolução (:

      Mas como se repete a história, né ? Só mudam os nomes e as datas.

      Excluir
    5. Me lembrei de que no dia da minha prova do vestibular eu dei uma lida nesse capítulo "A Era Vargas" caiu uma ou duas questões cheias só sobre isso. E como estava fresquinho na cabeça eu achei super fácil.

      : )

      Excluir
    6. Você deve ser de exatas, né ?

      Como eu sou de humanas, essa matéria normalmente cai em peso, mas é fácil.

      Não vejo a hora de passar logo e sair dessa escola idiota cheia de criança idiota.

      Excluir
    7. Ahhm...

      Eu acho que a universidade não vai ser muito diferente, não.

      : )

      Excluir
    8. Ai, não aguento essa gente rsrs

      Mas sabe aquele ditado "o sujo falando do mal lavado" ? Quem vê de fora deve pensar que eu e meus amigos somos nerds retardados ou algo assim, rs.

      Excluir
    9. Eu não acho que você seja uma nerd retardada" não. Mas quando a gente tá muito empenhado nos estudos e vendo o céu maravilhoso e a galera na praia, a gente se sente muito "nerd retardada". É normal. Você está plantando agora para colher bons frutos amanhã.

      Tenha fé e ânimo!

      Excluir
    10. Olha, é muito importante ler um incentivo assim, viu ? Obrigada mesmo ! (:

      Tenha uma ótima semana, sua linda, beijão !

      Excluir
    11. Obrigada, Paloma!

      Pra você também.
      Que Deus abençoe ricamente os teus estudos.

      : )

      Um beijo!

      Excluir
  17. Noooooooossaaa!!! Novinha sou super, hiper, mega, extra, power fã de vc!! kkkk gente adoro esse blog... me vejo nos seus posts eu sonho com um dia ter minha 'isabela' ter meu lugar ao sol, ou melhor, na Polícia Civil... Novinha musa das futuras novinhas!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!

      Seja bem-vinda!
      Muuuito obrigada pelo incentivo!

      rs rs rs

      Tá estudando para qual Polícia Civil?
      : )

      Excluir
    2. Todas!!! Rs!! Sonho em ser Delta,e domingo (16/09) farei a prova da PC/PA para Agente e Delegado!!! Ainn Novinha esse blog teu é uma maravilha!!! Sabe q me vejo em cada postagem, nas operações, na academia, na delegacia em tudo q vc escreve!! As vzs estou na biblioteca e nos intervalos sempre visito o blog p ver se tem post novo e acredite volto aos estudos com a maior empolgação, com todo gás!!! sonhando... desejando, buscando, lutando... com mais vontade a cada dia e vc contribui muito para recarregar a bateria, rs!E eu agradeço muito, pq é muito importante para quem estudada p concurso ter algo assim para dá uma motivada!! Um abraçãoooooo enorme!!! :)

      Excluir
    3. Querida!!!

      Fico muito feliz de, embora de uma forma modesta, poder fazer parte dessa sua saga rumo à polícia.

      Tem vários leitores aqui que já passaram na polícia, que eu saiba. Dois passaram para a Federal. Uma para a Polícia civil do Rio Grande do Sul, outro para a Polícia civil de São Paulo... Vira e mexe eles voltam aqui pra me contar as novidades.

      E eu... fico que é só orgulho!
      rs rs rs rs

      Depois me conta como foi a prova, tá,
      Futura Delta!

      Excluir
  18. Ain... sou mó babona desse blog... adoro!

    ResponderExcluir
  19. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  20. Ainn qta emoção!! Eu que mal respirava ao ler cada palavra.
    Adoro!!
    Não acho legal machucar um ego masculino, mas subestimar a capacidade feminina tbm não é.
    Estamos lá para evitar o q é possível e enfrentar o inevitável.

    Bjo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ro!!!

      Né fácil não, minha amiga. Mas valeu como aprendizado.

      Só espero não encontrar com ele tão cedo...

      : )

      Excluir
  21. "Nessa hora eu só queria ser um pugilista enorme. Ter pelo menos o triplo do meu peso e uns trinta centímetros a mais de altura. Queria ser um "armário" negão do Harlem."
    Pois e queria ser vc, garota! Não é só porque vc é uma mulher que se respeita, uma policial de verdade, um ser humano mais que decente... é que além de tudo, vc é inteligente, mulher, e escreve bem demais!
    Beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Caroline!

      Seja bem-vinda!

      Muito obrigada pelo carinho nas palavras. É muita bondade sua, lindinha, mas agradeço de coração.

      Um beijo grande pra você.

      Excluir
  22. "Pois e queria ser vc, garota! Não é só porque vc é uma mulher que se respeita, uma policial de verdade, um ser humano mais que decente... é que além de tudo, vc é inteligente, mulher, e escreve bem demais!"
    Beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Márcia!!!

      Seja bem-vinda!

      Que bonititinho o que você escreveu. Logo esse texto que você gostou, lindinha??? Cheio de coisa riscada... kkkk

      Obrigada pelo incentivo, tá?

      Um beijão pra você.

      Excluir
  23. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  24. Nossa adoro muito a mameira como você escreve !
    Muito bom ,sempreeee !

    Parabéns MULHER !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luciane!

      Muito obrigada pelo incentivo.

      : )

      Seja muito bem-vinda!

      Excluir
  25. Simplesmente excepcional!!!

    Acho que nunca me identifiquei tanto com alguém em suas rotinas de trabalho como as que você descreve.

    Very Good Girl!!!

    ResponderExcluir
  26. Você começa aonde tem que começar, e acaba aonde tem que acabar. Nos seus textos, também.
    Policia e mulher se misturando, num evento delicado, e violento. Uma junto com a outra, unidas; no medo e na coragem.
    Por isso a admiro como policial, e gosto de você como mulher.
    E a sorvo, como leitor. Ahahaha!!!!

    ResponderExcluir
  27. Fico com receio de não me sentir tão "poderoso assim!". Mas cada vez que leio esse texto me empolgo e penso: pense na moral da Novinha!!!
    Diz agora, em segredo: a sensação foi maravilhosa, não foi?
    Beijos.

    ResponderExcluir

Confissões