sábado, 20 de março de 2010

Pandora.


O flagrante, a abordagem, as algemas, a condução, tudo era real demais só que eu não sentia os meus pés no chão. Foi como se eu não estivesse na cena da prisão que fizemos essa semana. Não foi bem o tipo de prisão que se vê na TV, nem na Academia. Acho que o preso sentiu a mesma coisa. Nem ele, que era mais velho, nem eu entendíamos direito o que acontecia. O Parceiro que parecia estar com todos os músculos do corpo contraídos gritou os comandos duas vezes e por causa da muvuca e do barulho eu acho que o sujeito não percebia direito. O terceiro comando já foi com mais energia. Ele assustou feito galo marrento capturado de repente e eu mordia meu lábio inferior, tropeçando nos próprios passos. Acho que o susto foi maior ainda quando sentiu uma mão de mulher conduzindo-o pelo braço algemado. Foi estranho e engraçado. Olhou pra mim como se não acreditasse que a situação pudesse ser ainda mais surreal do que já se apresentava, mas a cada passo a prisão era mais verdade pra mim e pra ele. Depois do susto ele disse: "Até você?!". Era só um preso sem medo do ridículo arranhando uma reação normal. Nunca o vi na vida, mas mergulhei na pergunta dele. Era eu mesma! E ri, deixando solto o cabelo que devia parar atrás da orelha. Porém senti pena, um desconforto mortal e dúvidas. Pelo menos já sei que meu par de algemas funciona. Será que toda prisão é assim? Acho que essa não valeu, quero fazer de novo!

203 comentários:

  1. Novinha,
    Nossa! Não me imagino numa situação como essa....
    Deve dar uma adrenalina forte, né?
    Acho o máximo seu blog!
    Obrigada pelo comentário fofo em meu blog, viu?
    Beijo grande!

    ResponderExcluir
  2. Olha, ser preso deve ser um troço muito desconfortável e aterrorizante. Eu acho, né?

    Gosto daqui, viu?
    E do seu carinho por minhas palavras também.

    ResponderExcluir
  3. Mas tem coisa realmente surreal na vida mesmo, exemplo, ter tão pobreza com tanta gente rica assim.

    Menina, agora eu entendi a parte do gado novo que você disse (com a tua explicação).

    Fique com Deus, menina Mulher na Policia (e tome cuidado com o teu trabalho).
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  4. Oi Dra. Aline!

    Nem eu me imaginava assim algum dia, amiga. Não sei se é porque sou novinha, né? Mas põe adrenalina nisso, amiga.

    Querida! O que disse lá, foi de coração. Pode ter certeza. E gerar um bebezinho também é muita adrenalina E MUITO AMOR na veia!

    Beijinho pra você!

    ResponderExcluir
  5. Hum... já lendo me senti estranho... não me sentiria bem na pele nem de um lado, nem do outro dos extremos desse fato.

    Pena que realmente seja necessário forçar a limitação de pessoas, para que os que conseguem se adequar às regras não se limitem aos não conseguem.

    parabéns, moça. Na minha opinião, sua profissão é uma das mais difíceis.

    ResponderExcluir
  6. Oi Érica!

    No meu caso acho que é melhor nem ficar pensando muito no que o preso vai sentir na hora ou depois da prisão. Vamos mudar de assunto? hehehehehe

    As suas palavras podem até não dizer o que o seu coração sente, mas fazem sentir o que o seu coração diz. Me ensina?

    :)

    Beijo!

    ResponderExcluir
  7. Oi Daniel!!!

    Eu fico lisonjeada por saber que alguém quer realmente entender o que eu escrevo aqui. Mas pra falar a verdade pra você... às vezes eu também não entendo direito. hehehehe E ando por aí procurando pistas e caminhos... perdida nesse mundão velho, sem porteira.

    Um beijo, querido!!!

    ResponderExcluir
  8. Oi Taw!

    Deve ser mesmo uma das mais difíceis. Mas eu gosto de desafios, de romper limites e desde que eu cheguei aqui tem sido assim.

    No começo a gente sempre acha que não vai conseguir. Mas depois, aquela sensação de que você enfrentou a você mesmo (a) e se superou não tem preço.

    Beijo, querido!

    ResponderExcluir
  9. Sensação de dever cumprido!! E a adrenalina correndo a solta...

    Quando eu trabalhava para a polícia, eles falavam que eu tinha cara de P.M., você não tem cara de brava não, tem?

    PS: Aprendi a escrever na marra... como tudo na minha vida!!!

    beijo

    ResponderExcluir
  10. Só sei que qualquer um que é preso fica se perguntando por quê? Ironia... ou talvez seja injustiça, mas só a própria justiça vai saber.
    Coragem a sua, sempre!
    Bom fds... Beijos

    ResponderExcluir
  11. Érica!

    Eu acho que essa sua experiência na polícia marcou a sua vida de forma significante. Talvez seja apenas impressão. Talvez quando você vem aqui você se volta de alguma forma para aquele tempo... mas fato é que você ainda fala e bem o policialês "sensação de dever curmprido".

    : )

    Cara de brava é certo que não tenho. Até ensaio alguma marra aqui outra ali... mas, não combina muito comigo. Tanto é que um dia, eu toda paramentada, recebi uma cantada de um garçom. Acredita??? Ninguém acredita! Mas só sei que foi assim. Fazer o quê?

    : )

    Beijo!
    Obrigada por ter vindo!

    ResponderExcluir
  12. Oi Cris!

    Desculpas é o que não falta... Todo mundo tem uma história triste pra contar. Ninguém nunca tá errado e sempre querem que as circunstâncias os justifiquem.

    Não sei quais as séries que você leciona, mas no jardim da infância a "tia" ensina direitinho o que pode e o que não pode fazer. E a carinha das criançinhas conta quando elas sabem que fizeram alguma coisa feia. Não é???

    E agora? A quem cabe reeducar os adultos, então?

    : )

    Beijinho, professora!

    ResponderExcluir
  13. Gosto dos seus relatos.Esclarece um pouco a vida cotidiana de vocês e tira a impressão ridícula de q vocês ñ tem sentimentos.
    Um beijo grande.

    ResponderExcluir
  14. Menina, eu não gostaria nunca de ser preso, mas pelo que já vi por ai, ser preso assim com uma certa delicadeza deve ser reconfortante. Isso, se for a primeira vez e o sujeito ou sujeita estiver totalmente errado mesmo. rsrs. Abração. Paz e bem.

    ResponderExcluir
  15. Oi Pérola!

    Não falo pelos meus colegas falo por mim mesma. Meus sentimentos e meus pensamentos aqui na polícia não se dão muito bem. No entanto a polícia e a sociedade não querem saber o que eu sinto, querem que eu cumpra a missão.

    Mas posso te confessar uma coisa, Pérola, prefiro sofrer assim em todas as missões do que criar aquela casca grossa que muitos médicos, psicólogos, professores, policiais criaram ao longo dos anos.

    Um beijo lindona, adorei sua visita.

    ResponderExcluir
  16. Cacá!!!

    Você é terrível, hein?
    "Reconfortante" é quase...
    kkkkkkkk

    Um beijo, querido.
    Obrigada por ter vindo!

    ResponderExcluir
  17. MP vc foi sua primeira prisão ? ou é detenção que fala ?
    Me confundo toda com es termos .
    Sabe quando era cirança eu assistia a Gata e o Rato e achava o maximo as cenas de ação depois pegava qualquer coisa e brincava de policia com meu irmão eu sempre prendia o pobre.
    Minha frase favorita
    VC ESTÁ PRESO EM NOME DA LEI
    VC TEM O DIREITO DE PERMANECER CALADO SE VC ABRIR MÃO DESTE DIREITO TUDO QUE DISSER PODERÁ E DEVERÁ SER USADO CONTRA VC NO TRIBUNAL
    VC TEM UM DIREITO A UM TELEFONEMA E A UM ADVOGADO SE VC NÃO PUDER PAGAR UM O ESTADO ENCAMINHARA UM ATÉ VC
    è assim vc voces dizem ou assim é só me filme mesmo ??
    bjos linda sorte

    ResponderExcluir
  18. Oi Tib!!!

    Isso aí que você vê nos filmes americanos é resultado do julgamento de um cidadão que foi preso sem ser informado de seus direitos no Arizona (EUA). Lá a jurisprudência (decisões judiciais) é muito mais forte que no Brasil. Decisões em julgamentos praticamente viram lei. Depois desse julgamento Miranda x Arizona, reza a lenda que ficaram definidos três pontos para que um julgamento seja considerado válido e justo:
    1 - a presunção de inocência (art. 5º LVII da Constituição Federal);
    2 - o direito de permanecer calado (que no Brasil está implícito do direito de não produzir provas contra si próprio Art. 5º LXIII) e
    3 - a assistência de um advogado (que aqui também está implícito no direito à ampla defesa Art. 5º, LV da Constituição, e o governo brasileiro também provê advogado dativo via Defensoria Pública no caso de o preso não tiver condições de custear um).

    Aqui no Brasil, mais especificamente aqui na minha polícia esses procedimentos não são assim formalmente recitados como se estivessem sendo lidos e vc escreveu certinho! rs rs

    Essa foi minha primeira prisão. E o preso não só ouviu como assinou lá na delegacia os termos de declaração e do interrogatório onde todos os seus direitos estavam escritos.

    Prisão é gênero do qual são espécies a detenção e a reclusão - variando de acordo com a pena. A que fizemos foi "prisão em flagrante" (juridicamente há vários tipos de prisão).

    Tem uma polêmica "detenção para averiguação" mas isso fica pra uma outra oportunidade.

    Desculpe, adorei sua pergunta, me empolguei e escrevi demais.

    Beijão!!!

    ResponderExcluir
  19. Debes siempre de tener la adrenalina al 100% corriendo por tus venas...Y mucho valor.

    Que tengas un bonito fin de semana

    Besos

    ResponderExcluir
  20. Olha,deve ser uma situação aterrorizante,né?
    Mas,com um leve toque feminino ,o cara deve ter ficado mais confortável...
    Aqui em SSA,a moda é a prisão de vovós,recrutadas pelo tráfico.Fico penalizada!
    Detesto drogas e traficantes,mas,aquelas carinhas tristes e enrugadas,a cara da miséria me enche de compaixão. Abraços

    ResponderExcluir
  21. Hum... gostei muito do "Até você!?". Se para um marginal ser preso já é dfícil imagine ser algemado por uma mulher? Adorei. É muito bom quebrar esse machismo e preconceito que acompanha o sexo feminino!

    Boa sorte nas próximas prisões que realizar!

    Beijos

    ResponderExcluir
  22. Acho que eu deveria ter sido policia na minha vida. Gosto de ter a situação nas mãos!
    Mas que deve ser dificil, ah... sisto deve!
    Bom restinho de sábado menina!
    Beijão

    ResponderExcluir
  23. Oi Míriam!

    Eu fico feliz de perceber que nos seus comentários você realmente absorve o texto e interage da forma mais natural possível trazendo a sua realidade para o contexto apresentado.

    Juro que não gostaria de prender uma velhinha dessas, não sei se tenho preparo psicológico pra efetuar esse tipo de prisão, mas adoraria prender quem realmente ganha muito dinheiro com isso.

    Porém, como você deve saber não há alternativa. Se o policial não prende é ele que vai responder por crime de prevaricação.

    Um beijo e aproveite bem a Espanha!

    ResponderExcluir
  24. Olá Dra. Tahiana!

    Ainda estou tentando me situar como mulher nesse universo policial em que mergulhei.

    Até agora ainda não encontrei parâmetros femininos aqui na polícia compatíveis com a minha personalidade. Se é difícil encontrar um antigão que resolva me mostrar o caminho das pedras aqui imagine encontrar uma mulher modelo com quem resolver minhas questões femininas aqui.

    Enquanto isso, vou eu mesma sem pai nem mãe me criando mulher na polícia. rs rs

    Beijo!

    ResponderExcluir
  25. Oi Tatinha!

    Faz o concurso então, ué!
    Vem trabalhar comigo!!!

    rs rs rs

    Beijo!

    ResponderExcluir
  26. Querida Ballesteros!!!

    La mezcla de adrenalina con la policía a veces resulta en una explosión, donde algunos no sobreviven. Tengo que aprender a disfrutar-las con moderación.

    Besos, mi amiga!

    ResponderExcluir
  27. Nuóssa, que adrenalina, hein!! E mais uma vez te digo que não precisa ser filme de Hollywood, desde que sejamos a estrela de nossa própria vida! ;-)

    Boa sorte nas próximas!

    ResponderExcluir
  28. Tudo bem, Dani!

    Não precisa ser filme de Hollywood, até abro mão do tapete vermelho... mas daqueles beijos incandescentes, ahh faço questão!

    : )

    Beijo amiga!

    ResponderExcluir
  29. Intrigante esta sensação, não sei como é sentir isso, mas sei sobre momentos surreais.

    O "até você" pareceu-me ainda mais intrigante.

    ResponderExcluir
  30. Oi Rafiki,

    Eu sinceramente não sei porque ele perguntou isso. Acho que era porque não tinha mesmo o que falar. Ou talvez para disfarçar a vergonha, o mal estar...

    Sabe que me lembrei de você hoje? Sério! Estava respondendo ao comentário do Daniel acima e escrevi isso:

    "Mas pra falar a verdade pra você... às vezes eu também não entendo direito. hehehehe E ando por aí procurando pistas e caminhos... perdida nesse mundão velho, sem porteira". Lembrei do que conversamos ontem, lembra???

    E já que estamos falando de sensações, é muito bom receber seus comentários aqui. Obrigada por ter vindo!

    ResponderExcluir
  31. Muito bem! É bom escrever dessa forma trazendo para o leitor uma realidade, como se estivéssemos vendo um seriado policial. Parabéns! Quanto a mim, costumo afirmar que sou repórter de mim mesmo em meus poemas. As rimas, a cadência dos versos nos anima! Obrigado pela visita.

    ResponderExcluir
  32. Nãoa faz mal às vezes se pensar"NEM EU SEI SE
    PERCEBO O QUE ESCREVO" É SINAL DE QUE SE
    ESCREVE LIVREMENTE...o seu blogue é muito
    bom. Eu gosto. Beijinhos.Eu pedi-lhe para fazer
    referência a ele no meu http://intemporal-pippas.blogspot.com no mês de Março dedicado
    à mulher ou a blogues no feminino? Se não peço
    agora.Quando me meti a essa tarefa não julgava
    que desse tanto trabalho, e tenho tido um
    mês muito complicado com mortes de familiares
    e outros doentes. Enfim, mês difícil.Beijinhos

    ResponderExcluir
  33. E depois volta pta contar pra gente como foi!
    Beijão e ótima semana!

    Te linkei no meu blog. :)

    ResponderExcluir
  34. Adrenalina mesmo é quando o sujeito resiste à prisão. Tudo muito rápido, frações de segundos para tomar decisões que podem mudar vidas para sempre.

    Depois de tudo, se tiver acabado bem você sente um cansaço como quem acabou de participar de uma exaustiva partida de futebol.

    ResponderExcluir
  35. Aha! teu texto é ótimo e considerando que isto é umas realidada que você viveu; melhor ainda... dá o que pensar e no final a leveza, a humanidade: só uma mulher pode falar assim!
    Parabéns!
    *Brigadu pela visitinha...
    Beiju

    ResponderExcluir
  36. Oiii..Voltei!! rs Que sensação maravilhosa de prender um "vagabundo" hein??? Eu to doido pra sentir isso e estou batalhando muito. Vou atuar ao seu lado e ao lado dos campanheiros pra tirar estes marginais das ruas. Eu quero poder descrever esta sensação no meu blog um dia.
    Bjus e parabéns!!

    ResponderExcluir
  37. Oii Novinha,

    belo texto.Só de ler coisas como essas eu fico arrepiado.Vou fazer uma recomendação.
    Vc já assistiu ao documentário Sequestro do Wolney Atalla?
    Olha eu assisti e recomendo para td mundo :)

    Não vejo a hora de algemar alguém...rsrs

    Beijão

    ResponderExcluir
  38. Machado,

    Sou fã de quem se define assim com a maior tranquilidade. "Repórter de mim mesmo"!! Soa tão consciente. Acho que transbordo inconstâncias, talvez por isso não tenho auto-definições.

    Um beijo e muito obrigada pela visita!

    ResponderExcluir
  39. Olá Irene!

    Muito obrigada pelo carinho nas palavras!
    Não conhecia ainda esse seu blog Magia da Vida. Excelente idéia essa de homenagear as mulheres no mês de março!

    Bom... vc sugere que eu deixe um comentário no seu blog a respeito do meu blog? É isso?

    Se for... acabei de deixar lá!
    Obrigada!!!

    Beijo!

    ResponderExcluir
  40. Oi Sanzinha!!

    Claro linda!
    Volto pra contar tudinho...
    É tanta coisa que queria colocar no blog...

    Obrigada pela parceria, querida!
    Seu link também já está aqui do lado nos "Parceiros"!

    Beijo!!!

    ResponderExcluir
  41. É como tenho feito com outros blogues. Colocava
    algo do seu blogue no meu e fazia uma referência ao seu blogue.Apenas isso.
    Se deixar tudo bem.Beijinhos

    ResponderExcluir
  42. Mas é claro que está tudo bem, Irene!
    Pode colocar o que quiser.
    Pra mim será uma honra!!!

    Muito obrigada!

    Beijos

    ResponderExcluir
  43. Rafiki,

    Já linkei seu blog ali no cantinho dos "Parceiros". Amei seu espaço!

    Um beijo!

    ResponderExcluir
  44. É o Flávio mesmo ou é o Alexandre?

    Hummm... acho que pra um cara decidir reagir a uma prisão alguma coisa tem que ter sido mal feita antes. Ou então, o cara é louco, está muito desesperado... coisas do gênero.

    : )

    Beijo aos dois.

    ResponderExcluir
  45. Oi Pequeno Falcão!

    Que gentil você! Muito querida!!!
    "Dá o que pensar..."
    Ah se eu tivesse como ler esses pensamentos.
    rs rs rs

    Eu que agradeço, de coração!
    Um beijo!

    ResponderExcluir
  46. Oi Felipe!!!

    E eu fico torcendo por você?
    Como é??? Você estão está estudando para algum concurso policial específico?

    Essa fase de concurso é muito difícil... mas é só o começo, querido. Vá com fé!

    Beijinho!

    ResponderExcluir
  47. Mulher coragem!
    Somente isso que tenho a dizer de mulheres como você que saem de casa, seja em qualquer profissão e cargo que possuir, e são obrigadas a encarar afrontas corriqueiras que passam despercebidas no cotidiano, como você mesma recebeu: "até você", concordo com o Rafiki, intrigante, porém não deixa de soar como tal.

    Beijos
    ;*

    ResponderExcluir
  48. Oi IP!

    Vou dar uma olhada sim. Parece ser bem interessante. Obrigada pela indicação!

    Tô doida pra ouvir as suas impressões da polícia. Torço muito por você. Acredite! E só te desejo coisas boas, pode ter certeza.

    Beijinho, futuro Novinho!

    ResponderExcluir
  49. Coragem, né, Babi...

    Espero que minha coragem aumente muito. hehehe Porque eu sei que vou precisar. Mas o medo também é fundamental para a preservação das espécies. Sabia??? hahahahaha

    Valeu linda!!!
    Muito obrigada pelo carinho!
    Grande beijo e ótimo restinho de domingo pra ti.

    ResponderExcluir
  50. Querida MULHER NA POLÍCIA.... seu comentário rebate em uma questão que é super importante: São as mulheres que dependem dos homens para serem felizes. Mesmo que eles atirem todos os dias nelas, elas ficam dependente da relação, mesmo que sofram. A minha opinião não é que elas amam demais, acho que ninguém ama desse jeito; sendo tão maltratada, mas acredito que seja a falta de coragem de mudar, de encarar a vida.

    Beijos e fique com Deus

    ResponderExcluir
  51. Gostaria de ter essa coragem...
    Só de imaginar a cena, me questiono se conseguiria manter o foco...
    Mulher de coragem...
    Parabéns!!!

    Bjs

    ResponderExcluir
  52. To estudando pra PF querida!! Tenho muita vontade de fazer alguma coisa. Acho que um caminho é este. Ouço muitas reclamações dos servidores que estão no DPF. Mas venho com muitos outros para mudar esta realidade. Como sempre digo: Mude o mundo ao seu redor que isso vai fazer a diferença.
    Parabéns pelo blog e por sua profissão!!
    Bjus

    ResponderExcluir
  53. Deve ser uma sensação muito particular estar no momento em que alguém perde a sua liberdade.
    Cadinho RoCo

    ResponderExcluir
  54. Deve ter sido uma puta cena mesmo, é necessário ter um prepraro psicológico muito grande, afinal tem que se fazer valer a lei.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  55. Me faltam palavras pra descrever o quanto me identifiquei com o texto...
    Sabe, os caras ainda acham que a gente pode pouco, ou que pode nada!

    ;***

    ResponderExcluir
  56. É interessante pra nós, simples civis, descobrir o que sentem as pessoas atrás das fardas. Principalmente num momento de tamanha tensão.
    Sua narrativa também tem uma forma bastante interessante e prende a atenção, pois além do que é dito, a forma com que é dito também é de muita força e vitalidade. És um talento nato, tanto pra polícia quanto pra escrita. Parabéns.


    Quanto às informações que falei do meu blog, consigo através do contador deste endereço:
    http://www.megacontador.com.br/


    No mais, fico feliz com as tuas visitas. Sempre que posso, retribuo.
    Beijos e boa semana

    ResponderExcluir
  57. Abordagem, voz de comando,
    deu certo mesmo sendo mulher...
    apesar do estresse do momento, aos tropeções
    conseguiste, e o elemento não acreditou, '' eu algemado por uma mulher''
    É isso aí, voz de comando neles...
    abordagem na hora da muvuca, e grampo em todo mundo...
    Adoro isso tudo
    sou mulher também...

    bj

    ResponderExcluir
  58. Olá Novinha...

    Muito legal seu post. Pra quem está de fora, não e possivel imaginar muito bem o que se passa nessas horas. O importante, no final, é fazer a coisa com a maior segurança posível, ainda que tenha que ser um pouco mais ríspido... com o tempo vc vai se acostumar com isso aí...

    beijos!

    ResponderExcluir
  59. Fico feliz que tenha gostado de lá. Aviso-te logo que não deixarei de fazer visitas ao teu blog. Como eu te disse, gostei muito da proposta.

    Continue postando.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  60. Oi querida!!!!
    Vim retribuir o carinho e deixar um beijinho de boa noite!
    Tenha uma semana especial!

    ResponderExcluir
  61. essa foi para valer e as próximas também. é um acostumar-se com a profissão diariamente, não?

    grande beijo e uma semana de paz e luz.

    Georgia C.

    ResponderExcluir
  62. é um acostumar-se à profissão diariamente, não?
    cuide-se bem.

    beijo grande e o desejo de uma semana plena.

    ResponderExcluir
  63. Ok, desta vez direi aqui minhas impressões.

    Punir ou ser punido é um troço constrangedor, complicado ou outra palavra que me falta agora... Coisa estranha.

    Estive num presídio outro dia, conversei com alguns detentos e, aos poucos ia sabendo da história, das complicações, dos crimes...

    Quando eu trabalhava de vendedor (ou algo muito parecido com isso) ao terminar de atender um cliente ficava pensando em quem era aquela pessoa, qual sua história, o que fizera antes de vir à loja, que destino daria ao produto comprado e se íamos nos ver outra vez...

    Acho que eu não serviria pra ser policial; ia querer saber a história toda do acusado ates de prendê-lo.

    Obrigado pelas visitas e comentários no meu blog. Abraços!

    Fernando Lago

    ResponderExcluir
  64. Dr. Leão da Montanha,

    Você quer dizer que aquelas mulheres que apanham do marido e que mesmo assim vem motivos para continuar com eles dependem dos homens para ser feliz e que isso não é amar mas, na verdade lhes falta coragem para mudar, dar um outro rumo na vida.

    É uma bela explicação.

    Deve ser um conjunto de motivos, não é doutor? Mas acho que todos esse motivos podem ser resumidos num só: "carência" que pode ser de amor, de coragem, financeira, de auto-estima, de Deus.

    Mas essa é só a minha opinião. O psicólogo aqui e você. hehehe

    Beijo!

    ResponderExcluir
  65. Rebeca,

    Eu também gostaria e vou precisar ter mais coragem. Imagino e espero que ela cresça de acordo com cada ocasião. Espero mesmo.

    Beijo, linda!
    Obrigada pelo carinho.

    ResponderExcluir
  66. Oi Felipe!

    Eu acho que você fez uma excelente escolha. Aproveite para aplicar a força de vontade e a garra agora mesmo, estudando para o concurso porque a concorrência é federal também.

    : )

    Reclamações ouviremos em todo canto, querido. Faça a sua história. Como diz aquela citação: "Não sabia que era impossível foi lá e fez".

    Parabéns pela escolha!
    Força!

    ResponderExcluir
  67. Cadinho,

    Alguém tem que fazer o trabalho.
    É o submundo, querido.
    O homem em estado de putrefação.
    É muito Nelson Rodrigues.
    E faz mal para o estômago, para as vistas... mas fortalece o coração da gente, os valores, a família.
    É um grande e rústico aprendizado.

    Muito obrigada por ter vindo!

    Beijo!

    ResponderExcluir
  68. Imundo!!!

    Fico feliz que tenha vindo!

    Tem mesmo. Tem que ter um excelente preparo psicológico. Mas quando olho pra frente, para aqueles que em tese já apresentam esse preparo, prefiro nem adquiri-lo. Gente endurecida, irritada, insensível...

    Não é possível que seja esse o preparo psicológico que preciso ter... prefiro sofrer muito em cada missão, mas continuar sendo humana.

    Beijo, querido.
    Adorei seu comentário!

    ResponderExcluir
  69. Oi Dayne!!!

    Eu também tenho essa sensação aqui e fora daqui. Precisar ficar demonstrando, provando que consegue enquanto para os meninos é praticamente pressuposto que podem. Nossa, como isso me irrita!

    Adoro quando vc vem aqui, amiga!
    Um beijo!

    ResponderExcluir
  70. Oi Otário!!!

    Embora eu também seja civil e não use farda (rs rs) entendi perfeitamente o que você quis dizer.

    Polícia também tem sentimento! hehehe

    Muito obrigada pelo incentivo, Otário, sei que tem muito de bondade sua e pouco de merecimento da minha parte, mas aceito de bom grado o carinho do seu coração bondoso.

    Ficou parececendo a minha avó falando. hahahaha Desculpe... um elogio desses! Nem sei como reagir.

    Obrigada, querido.
    Ah... e valeu pela dica do site também!

    ResponderExcluir
  71. Anônima!!!

    Você me mata de curiosidade!!!
    Você é colega minha?

    Se for acho que é a primeira a aparecer por aqui.

    Bom... deixe-me fazer todas as honras da casa! Seja bem-vinda e fique à vontade pois estou aberta às críticas também, especialmente vindas de mulheres, colegas, novos ou não tão novos assim...

    Me fala só um pouquinho de você!
    Foi você que perguntou uma vez num comentário sobre a dificuldade das mulheres em estar na área operacional da polícia????

    Muito obrigada por marcar sua presença aqui!

    Beijinho!

    ResponderExcluir
  72. Que seu amanhecer seja tão encantado

    como a magia de todas as fadas...

    O seu dia seja tão estrelado

    como a mais linda noite de luar...

    Seus desafetos sejam tão pequenos

    como a menor gota de mar...

    Seus caminhos sejam tão límpidos

    como as águas do mais sonhado riacho...

    Suas angústias sejam tão poucas

    como a última ave mais rara...

    Suas fantasias sejam tão boas

    como o desejo da jóia mais cara...

    Sua força seja tão forte

    como a do mais selvagem animal...

    Sua docilidade seja tão sensível

    como a do mel mais natural...

    Sua capacidade seja tão aprovada

    como a alma mais povoada...

    E que seu Anjo da Guarda esteja sempre presente iluminando seu caminhos...

    beijooo.

    ResponderExcluir
  73. Nem sei como agradecer os seus comentários tão maravilhosos no meu blog!
    Obrigada! São coisas assim que me fazem continuar com afinco a fazer estas pequenas coisas que gosto :)

    ResponderExcluir
  74. Vitão,

    A segurança do policial tinha que vir primeiro numa lista enorme de prioridades né? Outro dia soube de um novinho que se recusou a ir numa operação alegando não ter armamento adequado. Tá respondendo processo administrativo. Tem lógica?

    Obrigada!
    Beijinho!

    ResponderExcluir
  75. Rafiki,

    Blog dá muito trabalho, não é? Já percebi que as pessoas começam a blogar com tanta empolgação e de repente esfria... Vamos ver quanto tempo eu consigo manter esse blog...

    Beijo!

    ResponderExcluir
  76. Lady, minha linda!

    Obrigada por ter vindo!
    Ótima semana pra você também, querida.

    Bjo!

    ResponderExcluir
  77. Ahhh, então seu nome é Georgia!
    Que bonito!

    Ou talvez a polícia se acostume comigo. Por que não, né?

    hhehehehe

    Beijinho, querida!

    ResponderExcluir
  78. Fernando,

    Acho que o primeiro impulso é esse mesmo, o de ficar com pena do cara e tal. Mas acho como policial você vai conhecendo melhor "as peças" e passa a ter pena só das vítimas.

    Um beijo!

    ResponderExcluir
  79. Oi amiga!! Estou de volta! a faculdade e outros acontecimentos me deixaram afastada do mundo dos blogs!!

    Que experiência! vários sentimentos devem se misturar nessa hora. Além do constraste de uma mulher algemando um homem e ele ainda fica meio supreso.

    Bjus

    ResponderExcluir
  80. Oi Ana (Pelos caminhos da vida)!

    Ao distribuir poesia pelos caminhos da vida você ajuda a fazer um mundo bem mais bonito.
    Obrigada pelo poema... faz bem pra alma.
    Desejo muitas felicidades pra você.

    Beijo!

    ResponderExcluir
  81. Oi Lili!

    Que Deus abençoe suas mãos e sua capacidade criativa permitindo que você tenha bastante alegria no seu trabalho.

    Beijo!

    ResponderExcluir
  82. Olá minha querida,

    Realmente não sei como imaginar a situação, mas o tempo passa e tudo pode mudar (se a idade permitir é claro....rsrsrrs)... Quando penso em algumas prisoes, penso logo na possibilidade do outro não ser o verdadeiro culpado, devido a uma experiencia que acompanho de perto. Tem uma pessoa que sempre me pergunta "vc está com a pistola de fulano"...as vezes sou brava com as pessoas, ai ele brinca imagina esta menina armada...rsrsrsr, mas só na brincadeira.

    No mais uma ótima semana para vc com as ricas bençaos de Deus.

    Abraço forte Regiane

    ResponderExcluir
  83. Dá certo trabalho, nem tanto o meu, já que se tratam de 3/4 de ideias.

    Não desanime, eu quero continuar vindo aqui.
    ;D

    ResponderExcluir
  84. Oi Bebel!

    Que bom que voltou.
    E agora está tranquila!!!
    Que ótimo!

    A primeira prisão a gente nunca esquece né amiga. Mas quanto a "algemar um homem" devo dizer que não foi bem a primeira vez...

    : )

    Um beijo!

    ResponderExcluir
  85. Regi,

    Como você pode ver o mundo dá muitas voltas. Mas enganos acontecem, sim. Deve ser um inferno para quem é preso inocentemente.

    Então é essa a sua traumática experiência com a polícia??? Se for admiro o fato de ainda participar aqui. E realmente espero que essa situação seja resolvida de forma justa.

    E essa arma só pode ser do seu pai ou irmão ou namorado, né? Cuidado hein, mocinha, isso não é brinquedo não.

    Beijo com carinho pra vc!

    ResponderExcluir
  86. Rafiki,

    Trato feito! Se você continuar vindo eu não desanimar.
    : )

    Beijiho!

    ResponderExcluir
  87. Que bom que gostou do selinho. Como você mesma chama: tentativa de suborno, rs.

    Beijos

    ResponderExcluir
  88. Oi Novinha querida!
    Andei um pouco sumido mas voltei...daqui a pouco eu sumo de novo...hehehe
    Vejo que anda tendo altas aventuras no teu trabalho, hein?
    Na boa...se eu fosse bandido e fosse preso por uma mulher...eu me sentiria...eu me sentiria...mal!
    Não sou machista, longe disso, a mulher tem que ter seu espaço sim e quebrar essas paradigmas bobos de que "tal emprego só serve pra homem".
    Enfim, te desejo sorte para as próximas emoções que ainda estão por vir! ;-) Bjs

    O vôo da águia
    http://aguia81.blogspot.com

    ResponderExcluir
  89. Então está tudo certo, virei sempre.

    Seus comentários no meu blog são demais.

    Obrigado!

    Beijo!

    ResponderExcluir
  90. Querida Mulher na Polícia... Sim, há casos em que as mulheres nem amam mais o homem, mas pelo fato de acharem que já estão em uma determinada idade onde fica difícil estudar e trabalhar, acabam suportando as dores.

    Um grande exemplo é esse filme: A Sara amava o marido e o tratava bem, durante um certo tempo de maus tratos, ela praticamente não sente mais amor. E mesmo com uma bela casa e estando em uma classe social praticamente alta, ela larga tudo e recomesse praticamente do zero.

    Agora há pessoas que recomeçariam do zero? Não. E elas querem recomeçar do zero? Sim. Isso é muito complexo. Mulheres com crianças não suportariam ver os filhos passando necessidade, outras não tem filhos (como a Sara do filme) e por aí vai. E também há o que você citou, que nos tempos atuais é cresce assustadoramente, que são as pessoas carentes, solitárias, sem nenhum familiar por perto etc. Há várias causas, infelizmente.


    Beijos

    ResponderExcluir
  91. Oi Tahiana!

    Fico feliz sim!
    Só de saber que você vem por aqui de vez enquando já é muito gostoso. Ganhar selinho então é demais!

    : )

    Muito obrigada.

    ResponderExcluir
  92. Nossa, nem sei o que faria na sua situação... Talvez ficar penalizada mesmo com a situação...
    Imagino que ele quisesse que vc pegasse mais leve com ele, sei lá o libertasse...aff
    Bjs, tenha uma ótima semaninha,tah!

    ResponderExcluir
  93. Alexandre!

    Tenho certeza de que você não se sentiria bem sendo algemado nem por um homem, nem por uma mulher.
    hahahaha

    Tava com saudades de você.
    Beijinho!

    ResponderExcluir
  94. Rafiki,

    Quando a gente tá esperando visita procura deixar tudo bonito. Espero corresponder sempre às suas expectativas. Então prepare as críticas também.

    Beijo!

    ResponderExcluir
  95. Leão!

    Já assisti esse filme.
    Ela se apaixona pelo vizinho da casa nova.
    E o ex-marido dá um trabalho do caramba.

    Como são complicadas as relações humanas!
    Haja psicólogo nesse mundo.

    : )

    Beijo!

    ResponderExcluir
  96. Olha Rosana,

    Acho que essa prisão aí não valeu.
    Talvez porque meus sentimentos não foram muito compatíveis com o que eu esperava.
    Vamos ver as próximas, né?

    Um beijo!

    ResponderExcluir
  97. Olá!
    É a minha primeira participação no seu blog e quero que saiba que o adorei!
    Encontrei o seu blog através do IDIOTIZANDO (outro excelente blog) e confesso que gostei muito dos posts (falta ainda muitos pra ler!) e da sua criatividade muito bem expressa nas chamadas da barra lateral (interpol; rol de testtemunhas; etc.). Parabéns!!!
    E aproveitando a oportunidade, convido vc a conhecer o meu blog: http://blogdodeijivan.blogspot.com/
    Apareça lá! Será um prazer tê-la como colega!
    Mais uma vez parabéns e sucesso sempre!
    Deijivan

    ResponderExcluir
  98. Muitissimo obrigada pela sua visita e simpatia e muito especialmente por estar sempre presente em momentos especiais!
    Um grande abraço,
    Maria Lemos

    ResponderExcluir
  99. Querida, vine a saludarte y leerte, pero esto último me ha sido un poco más dificil, pues no logro entender todo el texto. Estuve buscando el traductor, pero no encontre!! Igual quiero dejarte huellas de mi paso, y que espero poder leerte bien en mi proxima visita.

    Un abrazo enorme,

    Anouna

    ResponderExcluir
  100. Ei linda,

    Uma das situações é esta uma prisão...alguém que amo muito... mas outra hora conto sobre este agir de Deus, como Ele usa as situações para moldar e proteger os filhos amados.

    Tenho outras situações....tipo tiro de borracha ao sair do trabalho e passar por uma manifestação de estudantes que estava acabando.... Sim alguém que convivo é da corporação... Mas Deus já me curou emocionalmente com relação a polícia...mas ainda tomo cuidado..., apesar de defende-los veemente....rsrsrs.

    Abraço forte Regi

    ResponderExcluir
  101. Querida! Tá rolando uma blogagem coletiva e eu vim te convidar. Mais detalhes lá no Jardim. Não deixe de participar com a gente!
    Acho que vc vai ter muito assunto pra essa blogagem... rs.
    Beijão!

    ResponderExcluir
  102. Olá !!
    Sou a anônima,
    prefiro ficar no anonimato mesmo...melhor assim
    somos colegas sim, mas em lugares diferentes.

    É uma profissão perigo, mas corre nas veias
    e eu adoro isso...
    mas quando fazemos o juramento estão lá os riscos.

    Colega, farei outro perfil e trocaremos experiências aqui...
    sou PF...

    colega bj com ou sem farda,
    ou bjos com distintivos sejam eles quais forem...

    ResponderExcluir
  103. uahuhauhauhauhauhauh

    parece verdade
    mas pode ser apenas história

    de qualquer forma

    é muito bom ler aqui.

    ResponderExcluir
  104. JOCA:Algemas funcionam:depois de estar na delpol com o preso nas grade.
    Agemas de pé e algemado nas costas:chutes no vidro da viatura(não temos seguro:(corregepol, entregar a arma e entrar "pelado").
    Algemar na argola da delpol:foge e ninguem vê(corregepol...)
    Sugestão para o porta-luvas:cordinha para amarrar a algema de mão com a de pé,caneta bic(descartavel mas util)faca(super util), sacos de lixo(quando pegar um objeto com sangue vai ver q é util),papel higienico(limpa até para-brisa de viatura)E a inesquecivel lanterna(mesmo de dia).
    E na hora em que vc estva algemando:qual a posição do colega?Ele estava com a arma pronta e te protegendo as costas?
    PRENDER É FACIL,5 HORAS DE FLAGRANTE É FACIL,SER JURADO DE MORTE É FACIL:DIFICIL É OLHAR O COLEGA E VER UM CARA DISTRAIDO, PARADO, E NÃO PODER SOCAR A CARA DO"COLEGA" Q NÃO TE PROTEGE NA HORA DA CANA.
    QUE DEUS NOS PROTEJA DOS "COLEGAS", DOS INIMIGOS JÁ ESTAMOS PRONTOS PARA NOS PROTEGER.
    Respeitosamente:BJOS.

    ResponderExcluir
  105. Olá Deijivan!
    Seja bem-vindo!

    Obrigada pelas palavras de incentivo e pelo convite.

    Um gentleman!

    Beijo!

    ResponderExcluir
  106. Oi Maria!!

    É um prazer passear por lá, linda!
    Agradeço a recepção tão calorosa.

    Beijo!

    ResponderExcluir
  107. Hola, Anouna!!!

    Ante todo gracias por tu visita a mi blog, aunque no lograste entender todo el texto. Se nota que eres una mujer muy sensible.

    Preciosa, sabemos que ante la adversidad muchas manos se nos ofrecen de manera sincera y espontanea.
    Fuerza Chile!


    Mi mejor sonrisa para ti!

    ResponderExcluir
  108. Oi Regi...

    Quando cheguei aqui, procurei deixar de fora todos os preconceitos que queriam me acompanhar. No comecinho desse blog tem um post sobre isso, lá eu dizia:

    "Eu nunca tive problemas com a polícia. Também nunca precisei dela. Por isso não havia ainda criado nem boa nem má impressão. Eu só conheço a polícia do lado de dentro. Então agora eu sou a minha própria impressão dela".

    Então, acho que pra você a coisa deve ser bem mais difícil. Mas parece que você tem se saído muito bem, provavelmente por ser uma pessoa que confia em Deus, que faz grandes milagres.

    De qualquer forma quero muito te agradecer por ter sido sincera comigo e por sempre me tratar com esse carinho todo. Muito obrigada!

    Beijo carinhoso pra ti!

    ResponderExcluir
  109. Oi Sanzinha,

    Vou lá entender o que é isso de "blogagem coletiva".

    rs rs rs

    Beijo!

    ResponderExcluir
  110. E aí Federal Anônima!

    Que ótimo que você veio!
    Claro, amiga!!!
    Pode e deve ficar no anonimato!

    Vamos trocar experiências, sim!!!
    Vai ser super interessate pra mim.

    Vc é novinha de casa também ou já é antigona?
    É agente também?

    Fiquei muito feliz com sua participação aqui esteja convencida disso!

    Beijo, linda!

    ResponderExcluir
  111. Oi Vini!

    Pior é que sua dúvida é um trunfo meu.
    rs rs rs

    Adoro quando você aparece!

    ResponderExcluir
  112. Anonima na área:
    Antigona, mas atuante pela experiência

    Ando por aqui por opção agora, mas a princípio para investigação,
    se bem que é tudo tão as claras que só não pega quem não quer,
    o mundo virtual é tão real, que podemos quase tocar o outro queestá do lado de lá da tela do PC

    Neguinho aqui não confessa nada, fala na cara e encosta a arma na nossa cara ainda sem medo de ser feliz no crime...

    Beijos anonimos colega

    ResponderExcluir
  113. Oi Joca...

    Vc tá bravo mesmo, hein...
    rs, rs, rs..

    Mas valeu pelas dicas, antigão!

    Tá me testando de novo, né? Tem problema não. Entendo essa sua curiosidade. Mas me abandonar é sacanagem.

    : )

    Bj.

    ResponderExcluir
  114. Federal antigona!!!

    Bom, parece que foi um elogio.
    Agradeço e me sinto honrada com sua presença aqui. Imagino que tenha lido o blog todo então, rs rs rs.

    Você parece gostar do trabalho, também, né? Sabe, eu reclamo de algumas coisas, mas gosto de estar aqui.

    Querida, te cuida aí, hein...
    Grande beijo e ótimo final de semana.
    Obrigada por ter voltado.

    ResponderExcluir
  115. Vim ver o que uma Mulher Na Polícia tem a falar. Algumas pessoas falam, mas não dizem; no seu caso, tudo é bem dito.
    Viajamos juntos no seu relato.
    Que seu trabalho lhe seja leve.
    Tudo de bom.

    Abçs.

    ResponderExcluir
  116. Sylvio!!!

    Esqueci de responder esse comentário seu...
    Me desculpa!

    Que bom que você veio...
    Que bom que gostou.

    Obrigada!!
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  117. Ahh, obrigada!

    Eu amo aquela cena.
    Bonitinha demais!

    : )

    ResponderExcluir
  118. risos!


    Já ri muito aqui...

    :)

    Spartanski

    ResponderExcluir
  119. Consegui o filme do Colecionador!

    Quer assistir comigo hoje?
    : D

    ResponderExcluir
  120. Status: Quero! :D


    Estava pensando (hoje): "Será que o rapaz achou o DVD...?"

    :D

    Spartanski

    ResponderExcluir
  121. Prefere depois do jantar? Me fala. :)

    Spartanski

    ResponderExcluir
  122. Em menos de 1 hora estarei livre: Só me falta reorganizar minha mesa. :)

    Spartanski

    ResponderExcluir
  123. Legal...

    Então também vou resolver outras coisas aqui e a gente se vê então nessa hora.

    Tudo bem?

    ResponderExcluir
  124. Está ótimo! :)


    Te vejo às 20h, maninha.

    :)

    Spartanski

    ResponderExcluir
  125. jà apareceu alguma mulher policial aí?

    ResponderExcluir
  126. Normalmente escolhos os filmes pelos atores.

    : )

    ResponderExcluir
  127. Não. Apareceu Angelina Jolie - agora.

    :)

    Spartanski

    ResponderExcluir
  128. Ops! Traduzindo.: Sim! Apareceu.

    Spartanski

    ResponderExcluir
  129. Filme triplamente qualificado - eu diria...

    Você tem bom gosto, maninha!

    :)

    Spartanski

    ResponderExcluir
  130. Olha a postura dela... a autoridade que ela impõe, a iniciativa, tipo "sei o que tenho que fazer e é isso o que vou fazer, né?"

    : )

    ResponderExcluir
  131. Isso chamou a atenção (muito). #Fato.

    Spartanski

    ResponderExcluir
  132. Agora olha o que eu chamo de "especialista".
    : )

    ResponderExcluir
  133. Ok...
    Eu espero...

    Estou na palestra sobre drogas.
    Quando chegar aí me avisa.

    ResponderExcluir
  134. "Li todos os seus livros. "Cena do Crime", pelo menos umas doze vezes".

    Estou passando por essa cena...

    Spartanski

    ResponderExcluir
  135. Entendi.
    Tudo bem, depois a gente vê isso.
    : )

    ResponderExcluir
  136. Só não desiste porque vale a pena assistir esse filme.

    ResponderExcluir
  137. Desistir: Não mesmo. :)


    É, não estou conseguindo por aqui...

    Quer assistir comigo amanhã?¹

    Obs.:¹ você pode?


    Spartanski




    ResponderExcluir
  138. Sim...

    A gente combina umas 16h... pode ser?

    Se pegar antes me avisa.

    ResponderExcluir
  139. Pode sim, maninha. Amanhã cedo pego: te aviso.
    Obrigada.

    :)

    Spartanski

    ResponderExcluir
  140. : )

    Você não desiste, né?

    Tudo bem se não der...

    ResponderExcluir
  141. Estava mesmo? Olha... (risos)

    :)


    Spartanski

    ResponderExcluir
  142. Onw, linda! Quer ir dormir? É melhor...

    :)

    Spartanski

    ResponderExcluir
  143. Que dó! :)


    Então, hora de ir pra cama, mocinha.

    :)

    Spartanski

    ResponderExcluir
  144. Vai gostar mais ainda quando assistir tudo.
    Creio.
    : )

    ResponderExcluir
  145. Cansativo, eu diria. :)

    E o seu?

    Spartanski

    ResponderExcluir
  146. Cansativo também...

    Olha, tem gente aqui pedindo atenção.
    : )

    Um beijo, lindinha.

    ResponderExcluir

  147. Obs.: Perdão pela falha técnica de hoje - amanhã isso estará sanado. Agradeço a paciência! :)

    Spartanski

    ResponderExcluir
  148. Bjs, maninha! Tenha uma ótima noite. Bons sonhos!

    :)

    Spartanski

    ResponderExcluir
  149. Eu te dei muito trabalho, né?

    Ok...

    Às 15:30, pode ser?

    ResponderExcluir
  150. Ora! Claro que não. Pelo contrário, me mostrou o caminho mais simplificado - eficaz. :)




    Pode sim. Te vejo às 15:30h então.

    :D

    Spartanski

    ResponderExcluir
  151. Aliás, você dormiu bem, linda? :)

    Spartanski

    ResponderExcluir
  152. Mais ou menos...

    Foi a vez dele ter pesadelos.

    Mas já tá tudob bem agora ele tá dormindo...

    ResponderExcluir
  153. Que bom então, linda.

    :)

    Spartanski

    ResponderExcluir
  154. Menina!

    Tem umas coisas que você fala que me deixam impressionada...

    : )

    ResponderExcluir
  155. Maninha, você se importa se a gente retomar do início? :D

    Spartanski

    ResponderExcluir
  156. Claro que não...

    Tem que ver desde o início, mesmo.
    : )

    ResponderExcluir
  157. Tá vendo como somos felizes e não sabemos?
    : )

    ResponderExcluir
  158. Não há tempo a perder; nem tão poucos limites para agradecer/sempre.

    :)

    Spartanski

    ResponderExcluir
  159. Proporção - dinheiro/pegada. Detalhe precioso...!

    Spartanski

    ResponderExcluir
  160. Sobre: tirar a proporção.

    :)

    Spartanski

    ResponderExcluir
  161. Ponto de referência: dinheiro.


    à primeira vista, é mais complicado saber o tamanho se não tiver a referência. :)

    Spartanski

    ResponderExcluir
  162. Ouviu o que ele disse? A escala.


    Se não tivesse o dinheiro/pegada, estaria comprometida...

    :)

    Spartanski

    ResponderExcluir

Confissões