terça-feira, 13 de setembro de 2016

O legado.


Após uma eternidade, os papéis finalmente tramitaram e eu já estou aqui no meu novo local de serviço. Eles estavam falando sério quando disseram que queriam me trazer pra cá. E eu vim! 

Todos que chegam precisam fazer esse curso e eu entrei de cabeça, sonhando com cada instrução aqui da grade horária. Estou adorando tudo! Anotando tudo! Vivendo tudo com muita intensidade! Só não gosto do professor de tiro que por vezes aponta a arma para os alunos, quebrando regra básica de segurança, o que me deixa extremamente incomodada. Espero que não seja o mesmo instrutor nas aulas de tiro real.

Todos aqueles testes que fiz anteriormente eram meramente preliminares e o que vai valer mesmo são os novos testes que faremos durante o curso. Tudo de novo mais teste de tiro, teste teórico e outros que ainda não sei bem como serão e eu não posso fazer feio. 

Bom, o que posso dizer para início de conversa, é que eles são extremamente organizados. E nossas sinapses disparam no sentido de concluir que tem dedo de militar aí, não é mesmo? Mais um desafio: ser organizada.

A divisão do trabalho aqui é completamente diferente de tudo o que eu já tinha visto antes. Sim, porque as funções são muito diferentes. Aqui não tem delegado (não disse nada e a mente humana já fica pensando maldades). 

Existe um roteiro que você deve seguir assim que se apresenta na casa. Você é recebido no Gabinete, depois se apresenta no setor de pessoal, entrega documentos, 22 fotos, vários exames médicos, tem que tomar vacinas, daí você recebe uma cartilha, com várias informações úteis e sobre o passo a passo de quem está chegando. Recebe seu crachá, equipamentos de treinamento, apostilas impressas que não pode copiar e um monte... um montão de procedimentos padrão operacionais... que não sei se funcionam, mas acho isso fascinante!

Você policial que como eu chegou completamente perdido na sua lotação e a cada dia descobre algo novo que deveriam ter te falado no dia em que se apresentou, sinta-se consternado, porque aqui tudo isso está devidamente escrito e organizado racionalmente! Além disso, existem livros sobre a doutrina da casa, existem cadernetas impressas com check-lists de assuntos gerais e existem manuais sobre procedimentos operacionais. Amigos, tem mais material escrito aqui do que eu já li em toda a minha vida na polícia a respeito do tema. 

Então... era disso que eu tava falando!

Sabe aquela sensação do nerd que vivia sofrendo bullying na universidade e no fim é selecionado pra trabalhar tipo na Apple? Igual!

Vou explicar melhor, quase todos os setores onde já trabalhei antes eram movidos pelo empirismo. Cada um executa do jeito que sua experiência determina. Logo, se você não tem experiência, não tem nada! Sim, porque pra eles, ser organizado, escrever procedimentos, conhecer e seguir a doutrina era sinônimo de engessamento, uma coisa obsoleta, inflexível. De onde eu vim, instruções normativas só são normalmente escritas quando algum grande erro de colega o justificasse. O que não significa que o ensinamento seria passado para as gerações futuras. Resultado: aquela insegurança de novinho que vocês já viram nos textos passados, né, e um enorme desperdício de tempo pra quem chega e precisa reinventar a roda em cada operação. 

Portanto, quase tive um acesso de alegria quando solenemente recebi esse material todo escrito. Pra mim, é como se fosse um legado de quem passou por aqui antes e contribuiu. Muito obrigada, antigões, eu vou saber honrar as gerações passadas e sinalizar para as que vierem depois de mim.


97 comentários:

  1. /.../
    É disso que estou falando!


    /Sabe/ Como é bom percorrer todas estas linhas e apreciar cada detalhe desses seus momentos - mesmo que seja apenas por imaginação.

    Na verdade, na verdade, claro, você quem está apreciando cada detalhe...; e é mesmo de se apreciar.
    /por isso/
    Aproveita bastante, Novinha!

    Com certeza tudo isso não é pra qualquer um.

    Spartanski

    ResponderExcluir
  2. Obrigada, moça.

    Nenhum desses textos faria sentido se não tivesse um comentário assim, como o seu, aqui, pra eu ler e ver se realmente estou conseguindo me comunicar.

    Eu adoro quando você vem aqui.

    Sabia?

    : *

    ResponderExcluir
  3. Respostas
    1. Quaaaaaaase acertou, abiga afilhadinha!!!

      kkkkkk

      Será que o FBI é assim?
      8 )

      Como é que estão as coisas aí?

      Já está ambientada na cidade?

      Ou tá viajando muito?

      Excluir
  4. Tudo abiga, acabei de chegar duma missão no Pará

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amiga!!!!!

      Que máximo!!!

      Primeira viagem (?) a agente nunca esquece!!!

      : D

      Excluir
  5. Amo muito o seu blog!! Parabens!! 1a meta: Ser aprovada; 2a meta: Te conhecer :) #soufa #meinspira

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oooooooiiiii!

      Que legal! Gente nova por aqui!

      Seja bem-vinda!

      Aí... de repente até já conhece, só não sabe... kkkkk

      Olha só, a Regina acabou de passar no concurso da PRF. Tenha fé e vá à luta que você também vai chegar lá.

      Força, mulher!

      Excluir
  6. Respostas
    1. Rsrsrsrs!

      Não.

      Quem quer ir pro COT é a Mari.
      kkkk

      : D

      Excluir
  7. Nova, me chama praí, vai!
    Esse lance de cada um fazer do jeito que quer é algo inaceitável pra mim. Não há normas nem nada que determine como se deve fazer. Principalmente para o todo poderoso chefe da delegacia que trata como se fosse sua. E dita as regras simplesmente "porque sim", sem querer escutar ninguém.
    Me colocaram no plantão aqui, atividade mais sem graça que pode existir. Tanta vontade de trabalhar utilizada para atender telefone e emitir certidão de antecedentes criminais. Eu me autodenomino de balconista. Broxante :(
    Chama eu, chama! :*

    ResponderExcluir
  8. Respostas
    1. APF do Norte,

      É muito bom escrever e saber que alguém entende o que estou falando.

      Olha, se você acha que pode tentar mudar essa situação, tenta! Vai dar trabalho.

      Se acha que não vai dar pra mudar, tenta sair.

      Se não der pra sair, tenta aproveitar esse tempo pra fazer alguma coisa útil. Um mestrado, um curso de idiomas...

      Só não perca seu tempo sendo infeliz no trabalho, pois essa é a pior opção.

      : (

      Excluir
    2. Ainda não dá pra mudar a situação e nem sair. Fico com a terceira opção. Faço curso de idiomas, atividade física e uma arte marcial. Acho que vou começar uma aula de violão também.
      Vou sair daqui poliglota, faixa preta, marombado e violonista.
      hehehehe
      Grande beijo.

      Excluir
    3. Excelente!

      Aproveite enquanto pode!

      : )

      Excluir
  9. Operacional Romeo Sierra15 de setembro de 2016 09:12

    Parabéns, Novinha!!!
    Sempre te acompanho e torço muito por você, como todos aqui. Tem que encontrar uma nova forma de ser chamada, pois novinha só se for de idade porque com toda essa bagagem e crescimento profissional esse apelido não condiz com a realidade.
    Qual a possibilidade de revelar se este novo local de trabalho é no Brasil, pois é a minha última esperança que há alguma salvação no nosso serviço público...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Operacional Romeo Sierra,

      Pior que virei novinha de novo, já que estou num local com tanta novidade. Aprender sempre!

      : )

      É no serviço público brasileiro!
      kkkk

      Só quem conhece entende do que estamos falando.

      Excluir
  10. Gehnte, eu lendo e jurando que vc tinha entrado para o FBI e tava trabalhando aqui nos EUA. Eu amei saber dessa organização toda porque no final das contas dá essa ajuda imprecindível a todos e ainda mais para quem está chegando e fica sabendo onde pisar, né?
    Grande abraço,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Elis,

      Se tiver vaga, pode dar meu nome que eu vou, Elis!

      kkk

      Beijo pra você.

      Excluir
  11. Respostas
    1. Oi Roberta!

      Muito obrigada!

      E pra você também: muita sorte, fé e força.

      Um beijo!

      Excluir
  12. As coisas vão melhorando aos poucos.

    Parabéns Novinha!

    ;-)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parabéns a você pela aprovação, Tipão!

      E aí? Tá animado???

      Excluir
    2. Falta algumas etapas, mas estou animado também por poder desbravar novos horizontes e saber que estou amadurecendo nos estudos.

      Com as crises vividas nos estados não sei se os Concursos da PRF e PF saem antes do curso de formação. Esperar pra ver!

      Excluir
    3. Hummm...

      Concurso esse ano tá bem enrolado.

      Mas, quando a gente menos espera tá aí o edital!

      Vamo que vamo!

      Excluir
  13. Esse pessoal aqui deve te conhecer Novinha...

    https://www.facebook.com/AgentesFederaisbrasil/photos/a.588191791230767.1073741828.588182327898380/1047087838674491/?type=3&theater


    Será se você ingressou no GPI ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Povo bonito, né?

      Um abraço a todos os Guerreiros do GPI!!!

      U-huuuu!!!

      Excluir
    2. Novinha você deu uma sumida.

      Esse curso deve ser mesmo "top das galáxias".

      Certamente você está se deliciando com essas apostilas, manuais sobre procedimentos operacionais, etc.

      O curso deve ser puxado.

      Arrocha...

      Excluir
    3. Até que não é bem isso, Tipão.

      Ocorre que tem muita pressão em cima de mim.

      Meu nome é atingir expectativas alheias...

      Blé

      Excluir
  14. Bonito sim, mas penso que estão mesmo é felizes!

    ResponderExcluir
  15. Negocio foi feio. Mas conheco dois dos que foram presos, sao caras super honestos, não fizeram nada de errado. Muito triste passar por um negocio desses na vida, tá doido...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É mesmo?!

      Mas às vezes é assim, sabe? De onde a gente nem imagina...

      Imagino o clima, depois... putz!

      Excluir
  16. Esqueci de marcar para receber comentários... :P

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faaaaaala Sylvão!!!

      kkkkk

      Marca aí!
      : D

      Excluir
    2. "Estou adorando tudo! Anotando tudo! Vivendo tudo com muita intensidade!"

      Ouvindo você a gente fica tão animado!! Como se fôssemos nós que estivéssemos aí!!
      Contente por você, sabendo que viverá esta etapa com o máximo proveito e que continua alcançando seus objetivos!!

      Excluir
    3. Oi Sylvão!

      kkkkk

      Dá pra "ouvir" um coraçãozinho acelerado daí?
      : )

      Um beijo!

      Excluir
    4. Meu coração é meio desbocado, mesmo!

      kkkk

      : )

      Excluir
    5. Que ele se fortaleça, sempre!!! Declaro para o universo este meu desejo.

      Tenho notado uma coisa:
      vc é séria
      seu trabalho é sério
      as situações em que se mete são sérias
      as responsas que tem são sérias...
      e mesmo assim você consegue achar um jeito de escrever como se tudo isso fosse leve, ou, *como* se fosse leve. Você enxera os acontecimentos através de uma lente muito sui generis; acho que quando usamos a inteligência ela se nos mostra que pode ser muito aguda. O que a diferencia, eu creio, é a união da inteligência com um, digamos, bom humor. A união dos dois dá um tempero que se pode chamar de malandragem, no melhor sentido da palavra; caso não aprecia o termo, troquemos por perspicácia, pois.

      O pau cumeno aí e vc vem e escreve um texto bem legal. Vc tem um dom.

      Excluir
    6. Sim...

      São coisas sérias, sem sombra de dúvidas. Mas tem hora que não tem como não rir...

      kkkk

      Esse blog é pra isso mesmo, Sylvão, pra dar uma aliviada na pressão, na respiração.

      E você fica só me analisando, né?

      kkkkkk

      Um beijo!

      Excluir
    7. E quem não analisa o que lê, e a pessoa que escreve? :)

      A diferença é que eu, talvez por gostar de escrever, externo minhas impressões com uma relativa profundidade e algumas firulas para enfeitar o bolo. Rsrsrs!!!
      Mas já notei que você gosta mesmo é de coisa leve, sem muita encucação, até por que como vc disse, é um lugar para espairecer, no que concordo plenamente! Claro que os que se evolvem nessa 'conversa' se sentem agraciados pela oportunidade; que a blogueira seja da polícia é um diferencial mas o que a diferencia dos outros blogueiros e blogueiras na minha opinião, é a maneira como escreve, que realmente não é comum. Falo isso de cátedra, fui leitor de vários, de escritores inclusive, e poucos sintetizam um dia a dia de maneira tão agradável e real. Real por ser real, e agradável por você ter uma facilidade de escrita que, de repente, nem você sabia que tinha.
      Minhas 'análises' começam quando leio seu texto (novo ou antigo), não fico preocupado em fazê-lo, apenas vou lendo e percebendo seu humor, sua maneira de ver, algumas aspirações, sua 'braveza', algumas crenças, enfim, vejo de que material você é formada. Não fazemos isso todos, mesmo que inconscientemente? Mas a principal razão é que desejo que você leia o que escrevo e pense:
      - "Puxa!!! Como esse senhor é inteligente!! Saca tudo, é um Carl Jung!!"

      Rêrêrê!!!

      Excluir
    8. A descrição que a Renata sublinhou no comentário logo abaixo do meu, é muito bem sacado, e foi muito bem colocado por você. A gente vê isso por aí, e aceita a situação como 'normal'...; mas como você é uma pessoa que preza a organização, acaba nos informando da importância da informação para que os procedimentos sejam uniformes e fluam em todos os níveis... Se um dia tiver que gerenciar um grupo, levarei em consideração suas palavras.

      Excluir
    9. Na polícia ainda é pior o negócio, Sylvão, porque as pessoas acham que o seu jeito é o correto. Então não existe um "normal" padrão. Cada um tem o que considera normal.

      Olha, é sério. Tem uns caras aqui dos quais eu sou muito fã. Mas se eu for comentar isso por aí, poucos concordariam comigo. Mas por que? Porque se baseiam em alguma experiência pouco agradável que tiveram com aquela pessoa num dia ruim, ou mesmo falam baseando-se em opiniões alheias que quem teve uma experiência isolada porém infeliz com o cara referido.

      Já ouviu falar da "Torre de Babel". Tipo assim.

      rs rs rs

      Excluir
    10. Negativo!

      Eu não me incomodo em ser "analisada" por você, não. kkk

      Mas seus comentários realmente são feitos a sonda. Ou raio-x.

      Mas diga-se de passagem que vocês homens parecem não sentir tanto incômodo por estar nu na frente de alguém, né?

      : )

      Com mulher acho que depende um pouco das circunstâncias.
      hehehe

      Excluir
    11. Imagino a Torre de Babel a que se refere...
      Tenho a impressão que num ambiente de trabalho público tudo seja bem diferente do que num corporativo...

      Quando comento algo o faço pensando no seu momento, é como se a visse escrevendo..., seus sentimentos no momento.
      Sentimos um certo incômodo sim, como vocês; no geral eu entendo a situação quando estou nela, fico meio 'frio' na fita, tentando pescar até onde vai a razão e compreensão da pessoa que me 'analisa', e o quanto aprendo com isso.
      Mas no geral, há que ser um minimo de delicadeza; perdoe-me se algum dia não a tratei com a devida cortesia e respeito.

      No mais, saudades por aqui, de você.

      (Lutando neste momento para levantar daqui e ir limpar meu quintal que capinei...; mas deixar de ouvir estes blues que estou ouvindo é fogo, viu.)

      Excluir
    12. Ahhh, fica mais um pouquinho então, oras!

      Não sei se a diferença é porque é um ambiente de serviço público ou se é um ambiente policial. É que um ambiente policial é rico em mexer com as fantasias das pessoas. Assim, muitas vezes, as pessoas chegam aqui buscando uma afirmação de algo seu... aí, vão até o fim na busca disso que vieram buscar e que nem sempre é uma coisa realizável.

      É a parte psicológica da coisa.

      Blues num domingo chuvoso?

      Uau!
      : )

      Excluir
    13. :o

      E não é que você foi ao centro da questão?
      Os choques de personalidade são elevados à n potência...! O ego é alimentado diariamente, o pessoal civil para um pau, admira, fantasia, e o policial menos equilibrado psicologicamente ou com eventuais problemas, se alimenta disso. E tem a pressão, que não é pouca. muitas vezes nem a família aguenta o tranco.

      Bem, viajei... você definiu a situação de maneira perfeita.

      Excluir
    14. Muito bem, Sylvão!

      kkkk

      Falou como quem já é de casa!
      : )

      Excluir
    15. Ôpa!!
      Rsrs!!
      Pensei em vc agora a pouco: "o que ela estará fazendo? Estudando, ligada no novo trabalho, aprendendo, focada...; uma hora, depois, arranja um tempo e vem postar, conversar aqui...

      Excluir
    16. Às 3:15 da manhã eu estava apenas dormindo, Sylvão e dormindo pesado porque estava bastante cansada.

      Sim, sim...

      Já venho!

      Excluir
  17. "Vou explicar melhor, quase todos os setores onde já trabalhei antes eram movidos pelo empirismo. Cada um executa do jeito que sua experiência determina. Logo, se você não tem experiência, não tem nada! Sim, porque pra eles, ser organizado, escrever procedimentos, conhecer e seguir a doutrina era sinônimo de engessamento, uma coisa obsoleta, inflexível. De onde eu vim, instruções normativas só são normalmente escritas quando algum grande erro de colega o justificasse. O que não significa que o ensinamento seria passado para as gerações futuras. Resultado: aquela insegurança de novinho que vocês já viram nos textos passados, né, e um enorme desperdício de tempo pra quem chega e precisa reinventar a roda em cada operação."
    Cara, como te entendo.
    E como te invejo.
    Bom trabalho, onde for!

    ResponderExcluir
  18. Oi Renata!

    Tem que dar um bom desconto, amiga, por conta da minha empolgação nata, né?

    ; )

    Obrigada!

    ResponderExcluir
  19. Chefinha de casa nova... Que beleza!
    Sei não, mas tenho a impressão que esse novo trabalho tem mais de polícia internacional que qualquer outra coisa... É um chute né, pq sei que vc não vai falar nunca kkkk. Mas entendo por que e respeito. Mas que eu queria mto conhecer esse policial que tanto admiro... Ah isso eu queria viu. Se um curso desses passar por Brasília, lembra de mim ;)

    ResponderExcluir
  20. Amiga,

    Você não mora mais nas Minas Gerais?

    8 O

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Moro não. To em BSB já tem quase dois anos... O noivo me trouxe pra cá rsrs.

      Excluir
  21. Top!
    Fico feliz que tudo esteja a correr bem por esse novo lugar.
    Gostei do texto!
    bj

    ResponderExcluir
  22. Muito obrigado pela visita e comentário que deixou no meu blogue.
    Um abraço e continuação de boa semana.
    Andarilhar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi um prazer, Francisco.

      Conhecendo Portugal pelas tuas lentes.

      Um abraço!

      Excluir
  23. Sim. sobrevivemo com nossos blogues. Você sempre procurando aprimorar-se e mostrando que a vida é olhar pra frente. Eu não tenho um leque grande de visitantes como você e não comentam nada mas tenho uma página no Face, compartilho com ela e de lá vem muitos para ler meus textos. Você sabe que podemos monitorar isso no design do blogspot.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi querida,

      É verdade!

      Eu não tenho página no Face, por conta da profissão e da exposição que penso ser desnecessária. Ali não tem como ser discreto, porque vejo colegas postando fotos e dando nomes, endereços e CPF dos colegas...

      Mas, mesmo assim, vem muita gente de lá aqui.

      Tô sempre dando uma olhadinha lá. O que pra mim, é um prazer.

      Abraço!

      Excluir
    2. Sabe o que é melhor? Você está transpirando felicidade.
      Cadinho RoCo

      Excluir
    3. Verdade, eu tô...
      : D

      É um sonho estar aqui.

      Excluir
  24. Obrigada pela visitinha! Não esqueceu de mim! Estou voltando um ano depois: Sempre determinada assim como você na sua função: Aprendendo, aprimorando - Amo te ler!
    Beijus enormes!

    http://pequenofalcao.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ooooiii, Marli!!!!!!!

      Excelente! É isso aí...

      Recuar? Só se for pra pegar impulso!
      : )

      Mulher forte, você, de garra!
      : )

      Excluir
  25. Madrinhaaaa!!!
    Ganhei 3 medalhas nos jogos da PRF!!
    2 na natação e 1 na corrida
    Hehehe
    Salvador

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parceiraaaaaaa!!!

      Você só me dá orgulhoooooo!

      kkkkkkkk

      Parabéns, amiga, linda!

      Que venham muitas outras pra você!!!

      Excluir
    2. Primo da Regina??

      http://gifonly.com/media/crazy-cop.gif

      Excluir
    3. rs rs rs

      Isso é o que eu chamo de dar uma sacudida na pessoa.
      : O

      ; )

      Excluir
    4. A Regina sumiu daqui, Sylvão...

      Ela não precisa mais ler historinhas de mulher na polícia. Ela agora está fazendo as historinhas dela.

      : *

      Beijo amiga linda!!!

      Excluir
    5. Kkkkkk jamais, tô sempre de olho aqui

      Excluir
    6. Abigaaaaaaa!!!

      Ó ela aí, Sylvão!!!

      Puliça!

      Excluir
    7. Afe!!!! Qui susto!!!!
      Assim não dá, sou um senhor de idade!!!

      Está atenta! Cochichamos aqui e um tempinho depois eis a jovem policial adentrando ao recinto!!

      Excluir
    8. Escutaria as suas também Regina, caso se dispusesse a contá-las...

      Excluir
    9. kkkkkk

      Eu também, quase caí de costas.

      Esse pessoal da polícia chega numas horas...

      : )

      Excluir
    10. Conta, conta, conta!

      Agora que eu não sou mais novinha, amo ouvir histórias de novinho. kkkk

      Às vezes as histórias são tristes, às vezes decepcionantes, às vezes são compensadoras, alegres... a vida é assim. Altos e baixos.

      Excluir
    11. Quem conta histórias é porque presta atenção em si mesma e no que acontece no entorno...
      Sempre é bom saber como os acontecimentos mexem com a gente, assim podemos nos colocar de acordo com eles, aproveitamos mais as experiências.
      Em todo trabalho acontece coisas, mas, vou falar para vcs: como acontece quando se trabalha na polícia fora do administrativo... Vixe! Às vezes, falando com vcs eu fico aqui pensando em que tipo de policial eu seria..., em que área eu gostaria de atuar nesta Instituição...
      Não sei..., acho que como policial, eu gostaria de administrar minha pousada lá em Floripa. Rêrêrê!!!
      Ô Nova, estou indo para lá dia 20, vou pintar a casa de praia de meu primo. Ficarei no Rio Vermelho...
      Convido as duas!
      :)

      Excluir
    12. Estamos esperando uma história, Regininha...
      Vê aí o que vc pode fazer pela gente.
      Não fique brava comigo pelo papo que levei láá em cima, releve.
      Bjão!

      Excluir
    13. Floripa...

      Você não bobo não Sylvão...

      Será que eu não estou morando ali do lado da casa do seu primo, hein? Se fosse eu, ficaria olhando todos os pintores da vizinhança...
      : )


      Excluir
    14. Eu acho que a Regina poderia contar umas histórias mesmo... mas acho que ela teria que vir com um perfil misterioso. "a nova novinha da PRF"...

      Dei a ideia...
      Bora ver se cola?

      : )

      Excluir
    15. Farei o seguinte, sairei na rua gritando:
      - Socorro, puliça!!!!! Me acuda!!!!!
      Se aparecer uma gata de corpo torneado, cabelos ao vento e sorriso ensolarado, saberei que é vc, Nova...

      'Novinha da PRF'..., a ideia é boa!
      Acho tão legal quando uma pessoa passa suas impressões para o papel e a divide com outras... Isso enriquece as nossas vidas. Somos todos iguais, viemos da mesma forma, e ler sobre as experiências alheias com as devidas considerações acompanhando-as é como se recebêssemos um presente, é como se alguém tivesse vivido alguma coisa e tivéssemos a oportunidade de vivê-as também. Acaba sendo uma aula indireta de vivência, completada pelas impressões assimiladas. Um must!
      É só começar que a coisa vai!
      Vou fazer isso nessas férias. Aviso vcs.

      :)

      Excluir
    16. kkkkkkkkkkkkkkkk

      Sylvão, você é muito engraçado! Rindo até 2017 aqui.

      Eu também acho, Sylvão. Eu gosto muito de ler sobre o que outras pessoas aprendem não só na área policial, mas ler sobre como é ser um ser humano me parece ser uma ideia muito interessante.

      Pois é... passei lá no seu blog e sua última postagem é de julho...

      : )

      Aguardando ansiosamente.

      Um beijo!

      Excluir
    17. Nova, quanto a ficar me olhando - (Ôpa! Estaríamos neste momento sendo ouvidos pela soldado Regina? (Silêncio...) Não não tem ninguém...) - então Nova, quanto a me olhar te direi o seguinte: se ver um homem não muito alto, cabelos longos e presos atrás, dobrados, atados com elástico; uma certa barriguinha saliente, não muito alto, feições másculas e tranquila e um olhar bovinamente cativante, soy yo!

      Não tem como errar.
      Um beso para Usted, y otro para Regina, que está (deve estar, talvez esteja), em algum lugar por aqui... (Regina, você está aí, meu bem?).

      Até!

      Excluir
  26. Sem procedimentos escritos, haveria o caos nas polícias. Tal como nos militares. E, mesmo assim, sabe Deus o que se passa na realidade...
    Fiquei espantado com a entrega de 22 fotografias. Não há engano?
    Obrigado pela sua visita e comentário ao meu blogue. Volte sempre (publico a cada 5ª feira - um procedimento não escrito, mas que funciona... rsrsrs...).
    Bom resto de domingo e boa semana.
    Beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Portela!!!

      rs rs rs

      22 (vinte e duas) fotografias 3x4.

      Puxa... que pique pra fazer publicações, hein!

      Não estou conseguindo nem uma por mês!
      : (

      Eu que agradeço, Portela! Foi um prazer te visitar.

      Qualquer coisa, você sabe onde me encontrar.

      Um beijo!

      Excluir
  27. Para o cavalheiro que pediu pra não publicar o comentário.

    Fico feliz em saber que você está aí, firme e forte! Que bom!

    E desculpe se eu fico pegando muito no seu pé. kkk

    Só não se esqueça, por favor, de me convidar para o lançamento do seu livro.

    Um beijo!

    ResponderExcluir
  28. Boa tarde linda espero que esteja maravilhosamente bem e bela, em Maio vc foi ao Memorial ver a Mostra, se não foi, tem que ir nesta no MASP.

    deixo aqui o link do meu Blog para vc viajar e se interessar em ir, mil beijos e tudo de bom e vê se escreve desde Setembro, fui!!!!

    http://alberguedoulisses.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pela dica, Ulisses, mas por enquanto... sem chance, amigo.

      : )

      Tá difícil até pra escrever!




      Excluir
  29. Afinal a vida não pode nem deve ser resumida ao trabalho...

    ResponderExcluir
  30. Mas olha... preciso mesmo acompanhar com mais frequencia o blog pq cada vez que apareço é uma grande novidade
    :)
    Bjs
    Força e fé sempre pelo caminho!!

    ResponderExcluir
  31. Olá!!!

    É mesmo! Parece que não paro quieta nunca num lugar, né?

    kkkk

    ResponderExcluir

Confissões