quarta-feira, 14 de março de 2018

Dica nº 5 - Aprenda a resistir.

Resultado de imagem para boxe


"Ninguém vai bater tão forte como a vida,
mas não se trata de bater forte.
Se trata de quanto você aguenta apanhar e seguir em frente,
 o quanto você é capaz de aguentar e continuar tentando".
(Rocky Balboa)

 Já falarmos sobre a necessidade de um policial ter preparo físico, mental, psicológico, tático e fazer um bom trabalho profissional, certo. Aí você pensa: "Nossa, alguém com tantos pré-requisitos, vai logo se dar muito bem". Hum... não é bem assim, não. Uma pessoa tão bem preparada certamente vai incomodar os acomodados de plantão e vai virar alvo, rapidinho. Aliás, incomodar é intrínseco da profissão policial. Porque é estranho um policial que não incomoda, né? Precisamos falar sobre isso.

Primeiro - Não deixe que as pressões do dia-a-dia deformem o seu caráter. 

Na vida real, mesmo sendo um excelente policial, não raro você será acusado injustamente pelo preso de ter usado de violência para com ele. Maus advogados vão dizer, indevidamente, que você trapaceou na coleta das provas. O juiz, que não conhece nada de sobrevivência policial, vai dizer que você deveria e poderia ter pensado melhor naqueles rápidos 2 ou 3 segundos que você teve para reagir diante de uma ameaça à sua vida. Você vai se decepcionar com muita coisa, e com muitas pessoas. Não permita que as decepções no dia a dia transformem você em algo que você não é. Na física, aprendemos que alguns corpos possuem uma certa propriedade que lhes permitem retornar à forma original após terem sido submetidos a uma deformação elástica. Isso se chama resiliência.
Segundo - Não se deixe irritar por coisas que você não tem controle.

Muitas vezes, mesmo que você se esforce pra ser um cara disciplinado alguns dos seus próprios colegas vão te chamar de "engessado". Se você demonstra respeito pela hierarquia, vão te chamar de "puxa-saco" ou de "covarde". Vão dizer que você é um "Policial Nutela", porque você malha, treina, e cuida da sua alimentação. Tudo isso, pra alguns, é "pura viadagem"; Vão te apelidar de "teoricão" se você estuda os procedimentos e realmente conhece as leis e a doutrina. Quando quiser fazer um trajeto mais seguro, ou parar a viatura num local mais adequado, vão dizer em coro "relaxa novinho". O que dizem a seu respeito não pode ter mais força do que aquilo que você realmente é. No Judô, você aprende a usar a força adversária a seu favor. Um galho enrijecido quebra fácil com o peso da neve, mas o galho maleável, se flexiona e deixa a neve cair, permitindo que o galho volte ao normal. Assim, não absorva a adversidade, deixa-a passar por ti e siga o seu caminho. Portanto, não gaste energia com aquilo que não vai te trazer retorno algum. Uma hora vai perder a graça e vão parar de falar. Você é quem sabe onde quer chegar.

Terceiro - Controle suas expectativas

Em outras palavras, não se iluda. Muitos chefes não estão nem aí e vão realmente dar aquela vaga no curso para a menina que tem pernas bonitas. Muitos dirigentes vão convidar para cargos de chefia os "puxa-saco" do gabinete. E você vai começar a achar que não valeu a pena toda a sua dedicação e empenho, porque quem levou os louros do seu trabalho, foi o chefe que assinou o relatório, o parecer, ou a nota-técnica que você escreveu. Você vai perceber que a meritocracia será, inúmeras vezes, amassada e jogada no lixo, como um pedaço de papel qualquer. E não adianta ficar chateadinho, porque injustiças acontecem em todo lugar do mundo. Já cansei de dizer aqui, que normalmente a gente só consegue alguma boa oportunidade na polícia quando os "titulares" estão de férias, de licença ou impedidos de alguma outra forma. Até que, de tanto cobrir os furos dos titulares, você passa a ser visto como um deles. Por isso que eu sempre digo: esteja preparado, porque quando uma chance dessas chegar, você não vai desperdiçar, né?!

Reflitam, amigos, e fiquem espertos, porque "árvore que produz frutos é a que mais leva pedrada", então seja inteligente e deixe a pedrada passar. No trabalho policial se você não estiver incomodando ninguém tem alguma coisa errada. Quando você começar a crescer, algum colega vai passar a te tratar diferente, vai ficar de bico, vai começar a pegar no seu pé! A pancadaria começa porque você está crescendo e naturalmente vai ocupando os espaços antes ocupados pela mediocridade. E crescer é natural se você tem iniciativa, vitalidade, motivação, disponibilidade e está sempre disposto a aprender. Então, se você tá tranquilo aí e todo mundo te adora, desconfie.

É claro que tenho um bizu especial para as meninas. Cheguei achando que por sermos minoria as mulheres policiais seriam naturalmente unidas e mutuamente cooperativas. Não são. Mulheres na polícia também competem, também comparam, também sabotam e também menosprezam suas semelhantes. Um coronel falou assim pra mim uma vez: "As mulheres tinham tudo pra dominar o mundo. Não dominam porque são desunidas". Triste, né? Na minha experiência, só percebi duas situações excepcionais, quais sejam, quando você está num nível muito superior às demais ou muito inferior.

Pra fechar, deixo com vocês o exemplo Kathrine Switzer, primeira mulher a incomodar participar oficialmente da Maratona de Boston. A qual foi perseguida pelo diretor da prova, que tentou agarrá-la e tirar o número 261 de suas costas. A imagem de Kathrine sendo acossada tornou-se icônica e tranformou-a em uma conhecida defensora da igualdade de direitos entre homens e mulheres. As mulheres só começaram a correr oficialmente a maratona de Boston em 1972.

Nas palavras dela:

"Estava me sentindo feliz, (durante a corrida). E então, no caminhão onde ficava a imprensa, os jornalistas começaram a provocar o diretor da prova, Jock Semple, dizendo coisas como "tem uma garota na sua corrida". Ele se irritou e passou a me perseguir. 'Saia da minha prova, ele berrava, e tentava arrancar o número das minhas costas. Meu técnico começou a gritar para que me largasse. Semple insistitu, e então meu namorado acertou-o com o ombro, ele caiu e foi deixado para trás".(Fonte: Folha de São Paulo).

Aí, é disso que eu tô falando.


164 comentários:

  1. Olá, querida!
    Não só na sua carreira mas em todos setores da vida há injustiças e espertalhões ... entretanto, fazendo o bem a gente dorme com.a cabeça tranquila.
    Deve ser seu caso e imagino que seu desejo de indignação tem real sentido.
    É preciso amar e servir haja o que houver!
    Seja Feliz e abençoada junto aos seus amados!
    Bjm de paz e bem

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rô!

      Sim... fazendo o bem a gente dorme o sono dos justos e isso não tem preço.
      : )

      Obrigada, querida!

      Beijos!

      Excluir
  2. Bom dia. Sempre gostando de ler. Ser Policia nunca foi fácil. Agora então, é ainda mais difícil que nunca.
    .
    * Se te amar for pecado ... Então sou um Pecador *
    .
    Cumprimentos poéticos

    ResponderExcluir
  3. Falou está falado. Li e gostei!

    Beijos e um dia feliz.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Cidália.

      Chegando o final de semana!
      : )

      E aí?

      Excluir
  4. Bom dia. Gostaria que enviasse um endereço de email para humberto.wendling@gmail.com

    Atenciosamente,

    APF Humberto Wendling

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Boa tarde!

      Pode falar, professor. Se não quiser que publique o comentário é só avisar.

      Não publico! Palavra de escoteira.
      ; )

      Excluir
  5. Admiro sua sabedoria! Estou cheia de hematomas, mas permaneço em pé, pronta para luta!

    https://umavidaemandamento.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bruna!

      Que bom que veio me visitar. Amo seus textos!
      : )

      É assim mesmo. É a luta nossa de cada dia, né mesmo, florzinha.

      Beijo pra você.

      Excluir
  6. Na vida resistir é um comando querida amiga e seus incentivos e estimulos estão perfeitos, pois muitos são os empurrões e trombadas pela vida e ainda por cima estes preconceitos arcaicos que perduram nas instituições a serem quebrados. Balboa neles!
    Carinhoso abraço.
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Toninho!

      Muitos desafios e oportunidades, Toninho. Não dá pra perder muito tempo chorando pitangas após uma queda...

      Nesse mundo difícil, vamos seguir fazendo nosso melhor e o que vier é lucro.

      Um beijão e um ótimo feriadão prolongado.

      Excluir
  7. Todas as profissões exigem técnicas e nós mulheres, em vez de nos unirmos, fazemos o contrário.

    Beijos e boas atuações.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Impressionante, Céu...

      E triste, né... porque seguimos o modelo de séculos de exploração.

      Bom ter você conosco!

      Excluir
  8. OLá
    Passando para conhecer um pouco do seu space. Adorei o texto. Mulheres sempre guerreiras em suas profissão. Já estou seguindo vc.Que sua quinta feira seja de paz.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Ana Lucia!

      Que bom ter você por aqui!

      Um ótimo feriado.

      Excluir
  9. Independentemente da publicação, que gostei:
    O Brincando com as palavras DESEJA-VOS: UMA SANTA E FELIZ PÁSCOA, EXTENSIVO AOS VOSSOS FAMILIARES E AMIGOS.
    .
    Bjos com carinho e estima.

    ResponderExcluir
  10. FELIZ PÁSCOA
    Autor: Laerte Sílvio Tavares

    Que a luz da ressurreição
    De Cristo Nosso Senhor
    Brilhe no teu coração
    E se refrate em amor,

    Permeando a tradição
    De fé, a dar esplendor
    Às festas pascoais que são
    Frutos da Paixão e dor

    Transformadas em alegria
    De Madalena, Maria
    E de toda a humanidade!

    Feliz Páscoa, pela via
    Do amor – nossa luz e guia
    Na fé e na caridade!

    Tudo de bom! Abraços. Laerte.




    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Silo!

      Belíssima poesia de páscoa!

      Que nossa esperança e fé sejam renovadas neste domingo de páscoa.

      Feliz páscoa pra ti e pra sua família, amigo!

      Excluir
  11. Respostas
    1. Feliz páscoa, Cidália.

      Cristo ressuscitou, venceu a morte e nos trouxe vida.

      Um beijo!

      Excluir
  12. '' O que dizem a seu respeito não pode ter mais força do que aquilo que você realmente é. ''

    Perfeito. Ótimo texto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lobo!

      Que bom que voltou!!
      E parece que você gostou dessa frase, né? Então... pior é que as pessoas se deixam abater pelo que falam dela... tá aí todo mundo que sofre bulling que não me deixa mentir...

      De pensar que um cara atirou em vários colegas após sofrer bulling por tanto tempo... Não é uma situação fácil, mesmo... pena que isso ainda acontece.

      Mas é isso... "o que dizem a seu respeito não pode ter mais força do que aquilo que você realmente é".

      Obrigada pelo comentário e visita, Lobo! Abração!

      Excluir
  13. ; D

    Só assim pra iniciar um comentário aqui, com um belo sorriso..

    Acho q esse blog teve ter uma espécie de ISO 9001 pra conseguir manter (ou superar) a mesma qualidade do post anterior.. hehehh..

    Sabe, tudo isso é bem perspicaz, tem-se que ter cuidado com tudo q vc apontou, no setor privado isso tbm acontece, mas no serviço público.. aff..

    "O juiz que não entendi nada de sobrevivência policial"
    Eu já li em algum lugar (se não me engano, escrito por um juiz) que o juiz deve sempre analizar os fatos e as condutas de um policial sob o ponto de vista de um 'policial sençato' e não apenas diante da sua visão fria e perfeccionista, q como vc citou: "de alguém que não entendi nada de sobrevivência policial", complicado..

    "Policial Nutella" kkk..
    Como leio mt coisa da área policial, já ouvi algumas vezes essa expressão, mas não vejo motivos pra classificar um policial assim pq ele cuida da sua alimentação, treina e tal. Pô, eu cuido da minha alimentação faz tempo já, acho q faz mais de dois anos q não bebo um gole de refrigerante (sem contar outras), tem gente que não acredita quando digo isso é alguns me acham até esquisito por isso, eu não sei o que pensar disso kk..

    Quando vc é comprometido, determinado, disciplinado, normalmente vc sempre vai encontrar mt gente mesmo, até mesmo na fase dos estudos, como tem gente que ti crítica pq vc trabalha e estuda, diz que isso não é vida, q vc devia fazer isso é aquilo, mas faz parte, por isso pouquíssimas pessoas sabem da minha vida secreta de estudante kk (dá pra contar numa mão)

    Eu acho q eu ia incomodar mt na polícia, essa semana fiz um teste vocacional, deu resultado pra investigador financeiro kkk.. lembrei do foco dos noticiários dessa semana kkk.. de pessoas que gostam bastante de movimentar recursos públicos kk

    Mt bom o post.. Bêêêeeejaoo

    ; j

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito bons são os teus comentários, F3llype... Enquanto você não vem parece que ainda não valeu a postagem... kkkkk

      Então você será um futuro Novinho Nutela... kkkkkk Vai ver... depois me conte. Fiquei surpresa, agora. Não imaginava que você cuidasse tão bem assim da saúde não...

      Um mistério esse menino!

      Bom saber que você entendeu a ideia do texto, e como você bem disse. Na iniciativa privada é assim também... em outras áreas do serviço público também é assim. Eu acho legal que independente de onde as pessoas trabalham, elas normalmente se identificam com o texto.
      : )

      Teste vocacional? Vai prestar vestibular?
      : )

      Excluir
  14. Nova, achei bom demais ler suas dicas.
    Estava com saudades já. Quando voltei aqui tinham 5 postagens gigantes! Excelente, novinha, excelente!
    Eu concordo com vc quando fala que a mulher tem que se mostrar mais capaz que a maioria dos homens para ser reconhecida. Isso é preconceito puro, que ainda resta nas polícias do nosso Brasil.
    Aconteceu um fato com uma colega da minha academia. Ela já foi removida ex-officio para uma lotação boa. E quem a conhecia falava que era tinha uma habilidade necessária para tal remoção. Mas os caras falavam que foi porque ela "ficou" com o cara certo e era bonita. Aí já viu, né!
    Beijinhos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então... eu falo com conhecimento de causa... se eu inventar alguma coisa neste blog você pode me avisar!

      As bonitas também sofrem!
      ; )

      E aí, aguardando o famoso "concurso de remoção"?

      Cara, você sumiu mesmo. Fiquei até um pouco preocupada. Sabe-se lá, né? Mas que bom que apareceu.
      : )

      Ainda faltam 5 postagens da séria "Dicas da Novinha"... Quem diria, né, que um dia a novinha estaria dando dicas... kkkkkkkkk

      Mundo maluco... daqui a uns dias será você, novinho!

      Um beijo grande!

      Excluir
    2. Nova, atualmente nem fica ansioso com o concurso de remoção, sabe. To tranquilo aqui na minha lotação, mas meio desmotivado. Mas ganho a famosa indenização de fronteira.

      Já estou com bastante saudade de casa. Ainda mais esse ano que não consegui viajar nenhuma vez para lá.

      Tô aguardando as postagens, hein! Gosto de jeito que você escreve e dos detalhes. Você é 10.

      Voltando ao assunto da motivação: Atualmente estou meio desmotivado com a Polícia, nova. Muita coisa desmotiva e pouca coisa motiva. Vamos levando né.

      Estou me voluntariando para todas as missões que posso. Vai que aparece algo que me ponha na motivação novamente. Um lugar bom de trabalhar, quem sabe.

      Estou aguardando voltar para casa. Aí eu vejo se lá eu como "antigo" consigo trabalhar num lugar interessante.

      Mas no rumo que nosso país anda, acho que a solução é ir embora.

      Desculpa o desabafo, mas você como antigona pode ter passado por isso já!

      Beijo, nova.

      Excluir
    3. Oi!

      Já tem um tempinho, né? Mas será que quando você voltar a "sua casa" ainda será a mesma?

      "Antigona"... kkkkkk

      Desânimo com algumas coisas, sim, com certeza, mas vontade de deixar tudo e voltar pro Canadá... Não.
      : )

      Bem... Só se for depois da aposentadoria...
      : )

      O que é que tá te desmotivando?

      Excluir
    4. As injustiças, o pensamento retrógrado de grande parte da polícia com quem convivo. O rumo que o Brasil está tomando. Isso tudo me desanima demais. Não vejo solução em longo prazo.

      Conversando com um colega que foi da minha turma na ANP, vi que ele tá nessa mesma pegada. E muitos outros. Tinha colega vibrando na DRE que agora tá no plantão estudando para outra coisa. E outro que quer ficar de boa mesmo porque não acredita mais. E por mais que você lute pelo que acha certo, tem dezenas que cagam pra isso.

      A grande maioria dos PFs não pensa no ser humano. Pensa em ser PF. Em uma polícia que tem no seu hino "defender os direitos humanos", grande parte dos policiais acha isso coisa de vagabundo. Quando vi policiais que trabalhavam comigo comemorando a morte da Marielle Franco... foi demais pra minha cabeça.

      Quando vejo delegado comemorando quando prendeu uma mula com 1kg de pó... isso me deixa cada dia mais triste.

      E juro pra você novinha, eu não tenho mais forças para discutir. Atualmente não. Penso seriamente em sair do país e esquecer que um dia morei aqui.

      Atualmente só não faço isso porque sou apegado aos meus pais. Meu irmão mora fora, temos cidadania. Se meu pai e minha mãe fossem, eu ia sem nem pensar.

      Mais um desabafo.
      Grande beijo pra vc.

      Excluir
    5. Mas aconteceu algo especificamente falando que te desanimou?

      Alguma injustiça contigo, pessoalmente falando? Ou com alguém e que você tenha presenciado?

      Pode falar, esse espaço é pra isso mesmo. Se não quiser que publique é só avisar.

      Estou tentando entender, porque afinal se essa mentalidade é deles, deixa eles... Por que isso te afeta tanto? Mas não são todos. Ou são?

      Por que você tá absorvendo tanto essas coisas?

      Excluir
    6. Foram muitas perguntas. Vou responder uma por uma.

      - Por que você tá absorvendo tanto essas coisas?

      R: Eu não sei. Eu sempre fui engajado na melhoria do país. Sempre tentei ser mais humano. Tentei me colocar no lugar dos mais necessitados. E não vejo isso na nossa PF. E isso me incomoda profundamente. Uma vez, conversando com um antigão, falei que não adiantava contratar policiais se não desse educação para o povo. O cara me chamou de "esquerdista". Tipo, e vi que muitos pensam assim. E isso me deixa triste de verdade, nova. Outro antigo, 40 anos de PF, dizendo que todo viciado era inimigo dele. Que foi do doi-codi, e ainda se orgulha disso. Eu perguntei: mas todo viciado é teu inimigo? Alcoólatra também? Aí ele disse: não. Só os das drogas ilícitas. E ele jura que não houve ditadura no país. E eu tive que trabalhar um mês com esses caras.

      Mas o que me desanimou mais foi que eu estava de missão. E o chefe da missão errou a escala e me colocou pra trabalhar a mais. Eu falei que tava errado, que eu tava na minha folga. E ele me tirou da missão e me mandou pra casa. Mesmo ele estando errado. Mentiu para o DRCOR, para o DREX dizendo que eu tinha faltado. Sério, deu vontade de estudar para ser delegado só para ser chefe dele. Esse foi o mesmo que me chamou de "esquerdista" pejorativamente.

      Nova, eu não sei porque eu absorvo isso. Deveria deixar pra lá. Eu entendi teu lado. Um amigo meu já me disse isso uma vez.

      Mas quando eu vejo as coisas funcionando nos outros países, e nós indo na contra-mão do que funciona, me desanima.

      Quando grande parte dos colegas chama um retardado de Mito, me desanima. E estamos evoluindo para uma loucura social. Pessoas com capacidade de pensar falando isso, só pode ser loucura social se instalando.

      Então, atualmente, com menos de 3 anos de PF, estou fazendo o meu. E mais nada. Quando fizer 5 anos de serviço público, na licença capacitação vou viajar pra onde meu irmão mora, na Europa, e se eu conseguir ficar por lá, por lá fico.

      Pois é, nova. To nesse pé. Obrigado por me ouvir "ler".
      Grande beijo.

      Excluir
    7. "Estou tentando entender, porque afinal se essa mentalidade é deles, deixa eles... Por que isso te afeta tanto? Mas não são todos. Ou são?
      Por que você tá absorvendo tanto essas coisas?"

      Li o que foi no primeiro comentário e fiquei sem saber o que falar, afinal todas as insatisfações são um tanto quanto generalizadas e eu também fico me perguntando o que fazer.
      Mas, a Nova vai no cerne da questão e faz as perguntas certas.
      Que foram respondidas.
      Não vou atravessar a conversa, prefiro acompanhá-la.
      Difícil encontrar hoje, em qualquer ambiente de trabalho - e na Polícia, em especial dos mais antigos, - uma maior compreensão do nosso estágio evolutivo sociopolítico atual, e os processos pelos quais passamos para chegarmos até aqui.

      Nova mais uma vez me surpreende pela maneira *atualizada* como enxerga os fatos cotidianos da vida, e como isso a faz permanecer com os pés no chão até para direcionar uma conversa.

      Vida longa à vcs dois.

      Excluir
    8. Alguns anos nesta atividade já estão me dando uma certa experiência, Sylvão.

      Tô acompanhando o APF do Norte já tem um tempo. Ele veio aqui ainda na época do concurso e tá senpre trocando figurinhas comigo. Então, de certa forma a gente se conhece um pouco, né?

      As histórias na polícia vão se repetindo e eu acabei extraindo o que eu acho que seja um padrão. Todo novinho entra com muita gana de fazer e acontecer, e em algum momento, mais cedo ou mais tarde haverá uma grande decepção. Sabe como é?

      É nesse momento que o cara vai decidir a sua vida. Se vai morrer na rua da amargura por toda a sua vida, sem nunca mais se permitir um envolvimento mais acalorado com a atividade policial... ou se vai dar a volta por cima, aprendendo com a experiência e tirando vantagem da própria adversidade, sabe?

      Mudar de lotação é sempre um renovo. Uma nova chance de sonhar de novo. Espero que isso aconteça com o APF do Norte.

      ; )

      Excluir
    9. *coraçãozinho*

      Perfeitamente! Impossível escapar das decepções, até por causa de uma fala mais ríspida de filhos(as) a gente se decepciona...; não há alternativa a não ser tocar o bonde e focar naquilo que achamos importante para o nosso engrandecimento e evolução.

      Excluir
    10. Sim.

      Eu acho que por conta da intensidade com que tudo acontece na polícia... emoção no concurso, emoção na Academia, emoção na escolha de vagas... as decepções do início tem essa propriedade de te jogar no chão com muita força, entende?

      Não é fácil, não Sylvão. Deus me proteja..

      Excluir
    11. Mas, sabendo disso, da "impossibilidade de fugir das decepções" é que tenho meus dois pés no chão da realidade.

      E é por isso que comemoro cada dia bom de trabalho, cada amizade, cada momento inesquecivelmente bom. Cada oportunidade bem aproveitada. Como se não houvesse amanhã.

      Tá aí... se um dia eu fosse escrever um livro, ele teria este título: Como se não houvesse amanhã".
      ; )

      Já acompanhei, inclusive pela blogosfera, colegas que não se recuperaram dessas decepções.

      É de uma tristeza descomunal.
      : (

      Excluir
  15. Ahh, eu passei por isso na minha primeira lotação... É muito difícil. Chorei muito e morri de raiva várias vezes. Fui injustiçada também, me decepcionei horrores com pessoas, mas com a instituição, não. Então mudei de setor.

    isso aí tem mesmo, e eu, que trabalhei 45 dias com um cara racista, machista, sexista e homofóbico em pleno século XXI... Espero que já tenha se aposentado.

    Agora, não é só na polícia, não, na minha família tá assim também, um grupo pequeno de esquerdistas cegos-surdos-maluquinhos e uma boa parte de direita psicopata. kkkkkkkk

    O Brasil inteiro está assim, meu amigo. A polícia, pelo menos, mal ou bem, tem tentado escrever uma nova página na história deste país. Mas internamente ninguém valoriza ninguém. Triste, mas é isso que eu vejo.

    Claro que você pode pegar uma licença sem remuneração, dois anos e fazer um teste. Em vez de chutar o balde. Se estiver melhor lá fora, fique por lá. Acho que o importante é você estar feliz. E é você que tem que correr atrás da sua felicidade.

    Mas se algum dia eu sair do meu país quero entrar no outro país, pela porta da frente, de forma legal, quero ter um emprego compatível com o que eu faço aqui no Brasil ou melhor. E espero contribuir com o país que acolher a mim e a minha família (sozinha não vou!). E além de tudo isso, não vou aceitar nenhum nativo olhando pra mim e para os meus de cima pra baixo. Negativo!

    Voltando ao Brasil, eu sou assim, não ligo a mínima pra gratificação, pra status, pra poder... mas eu quero saber que estou construindo algo importante pra mim, para os meus e para o meu país, lógico. Quero dar a minha contribuição. Portanto, meus projetos pessoais não cabem em qualquer proposta.

    Parece que você caiu numa primeira lotação ruim, paciência, amigo. Vai ter que aguardar a remoção. Mas é um aguardar ativo. Releia as dicas anteriores.

    A propósito, tentou a prova da CAOP??? Do COT??? Não? Humm, talvez não tenha tempo de casa suficiente conforme exigiram no edital... Mas se começar a treinar agora, de repente você pega o próximo certame. Seria uma opção, uma saída honrosa, mesmo que sua "casa" não seja Brasília... Brasília pode ser um novo recomeço. Tentou o GPI, na capital... sempre puxam um ou outro da fronteira...

    Além disso, tá chegando um novo CFP, e os novos vão chegar aí com muita energia... Se tiver chance, adote um novinho e trate-o diferente da forma como trataram você. Assim, a gente vai escrevendo uma nova história.

    ; )

    Engraçado, APF do Norte, mas tem um monte de "escalantes" como esse teu colega espalhados pela região de fronteira. O cara faz o que faz, porque tá lidando com novinho... Impressionante...

    ; )

    É um prazer ouvi-lo. Sempre.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O cara faz o que faz porque está lidando com novinho. É isso mesmo.

      Nova, eu sou normalmente voluntário para todas as missões. Algumas eu não gosto e prefiro não ser. Mas a grande maioria eu sou voluntário sim.

      Aconteceu do delegado dizer que precisava tirar dois de um setor que eu tava. Como eu tinha sido o último a entrar nesse setor, eu me voluntariei para sair. Mas depois o setor vivia convocando voluntários para suprir as necessidades. Aí, nesse caso, eu nunca sou. Porque, se o delegado disse que não precisava, agora tá precisando? Aí eu acho injusto. Queria dizer esse exemplo aqui.
      É sempre muito bom conversar com você. Você falando de outra possibilidades me dá esperança.
      Tive a oportunidade, de em uma missão, conversar com uns caras mais antigos que são lotados no sudeste. Os caras falaram que lá a realidade é outra totalmente. Que a gente se F* muito mais aqui no norte.
      Pois é nova. E em se tratando de outros países, tenho cidadania. Minha formação tem validade internacional. Isso ajuda um pouco.
      Beijos pra você, viu! Obrigado mesmo. Você me ajuda demais!!!

      Excluir
    2. Oi, APF do Norte!!!!

      Quanto a quem faz "maldade" com novinho, apenas lembre-se que "o mundo dá muitas voltas"...

      Disse e reafirmo: há infinitas possibilidades. Cabe a nós identificar as oportunidades e fazer acontecer. Quando "acontecer" pra você, vais olhar pra traz e dizer "já se foi o tempo da ladeira irmão" Não te garanto um "escritório na praia"... kkkk, mas dá pra sonhar, sim!

      Felicidades, APF do Norte!

      Fica com Deus aí!

      Excluir
    3. Nova, vc me emociona. Obrigado por me dar esse lampejo de esperança nesse momento.
      Grande beijo.
      Ah, agora deixa eu ir fazer meu comentário no fórum de Suprimento de fundos! :*

      Excluir
    4. Viu aqui??? Parece que o concurso vai acontecer logo.

      : )

      (abre um sorrisão agora, vai...)

      kkkk

      Excluir
    5. Pois é nova!! É o que mais se fala nessa delegacia aqui!
      Vou pra casa se tudo der certo. Deixarei de ganhar o adicional de fronteira, mas não há dinheiro que pague a proximidade da família e dos amigos.

      Sorrisão! hehehehee

      Grande beijo pra vc, viu!

      Excluir
    6. Consigo imaginar...
      kkk

      Eu penso que mais motivador é isso de recomeçar, né? Fazer novos amigos, aprender coisas novas, em novos lugares...

      É estimulante demais.

      Só não me esqueça, hein?
      : )

      Excluir
    7. A propósito, o que você vai levar daí?

      Se ainda não sabe, dá tempo de preparar.

      ; )

      Excluir
    8. Nova, jamais esquecerei de você! Você é a antigona que mora no meu coração!
      Respondendo à sua pergunta:
      Levarei: Uma namorada. Uma gatinha de estimação. Duas televisões. Talvez um sofá. Muitas amizades. Muitas saudades dos amigos feitos. Muitas saudades.
      Espero não esquecer de nada!!!

      Excluir
    9. Antigona, eu?! kkkk

      Angiguinha, no máximo.
      : )

      Olha, a bagagem do novinho tá cheia!
      8 O

      A sua estratégia de escolha de vagas era essa, escolher uma opção que te levasse o mais rápido possível de volta pra casa?

      : )

      Excluir
    10. Carregar duas TVs e um sofá por alguns milhares de quilômetros? Num intendi. Rsrs!!!

      "O Brasil inteiro está assim, meu amigo. A polícia, pelo menos, mal ou bem, tem tentado escrever uma nova página na história deste país. Mas internamente ninguém valoriza ninguém. Triste, mas é isso que eu vejo."

      Taí o PULO DO GATO!!
      Nossa visão tem que ser mais ampla, mais universal!! Para se melhorar uma Instituição, um país, uma sociedade, temos que focar na parte, no individual, MAS..., focar NAQUELES QUE TÊM POTENCIAL!
      Nos melhoramos, e à sociedade, e à uma Instituição, quando alimentamos o que ela - e nós, - têm e temos de melhor.
      Os cabeças de bagres estão por aí, tentando afundar sonhos, carreiras, e evoluções pessoais. Esses irão para o limbo na melhor das hipóteses. Como bem disse, Nova, outros Novinhos estão entrando cheios esperanças e vontade de mudar o que não está tão bom e, outros já estão na via crucis há um bom tempo (como vcs dois), que têm uma cabeça boa e um coração íntegro.
      Esse é o desenho, a planta da casa que queremos...

      Vcs estão lutando a boa luta.
      Nós, os que os honramos, e à outros como vcs, os saúdam:
      -Ave, Novinha e APF do Norte!!

      Bjo pro cê Nova, e abraço pro APF.

      Excluir
    11. Só pra te contextualizar, Sylvão...

      Com a possibilidade de entrada de novos APFs, aqueles que estão na área de fronteira têm a possibilidade de serem removidos para outras áreas.

      Neste caso, o APF do Norte está bem esperançoso porque ele tem chance de voltar pra sua casa no próximo ano. Entendeu?
      : )

      Excluir
    12. Na verdade em casa tinha vaga pra ANP. Faltou estudar mais lá para conseguir. hehehehe
      Aí escolhi a lotação menos pior que me sobrou.
      Acontece né!

      Excluir
    13. Tendi.
      A questão na verdade é a insatisfação que a atual lotação está gerando, e a maneira mais positiva de encarar isso pois mesmo em outros lugares alguns problemas de relacionamento profissional, que independem de geografia, podem continuar presentes.

      Excluir
    14. APF do Norte,

      Na minha academia não tinha vaga pra casa. Mas não me arrependo jamais da estratégia e da consequente lotação que escolhi.

      Deus foi muito bom pra mim...
      ; )

      Excluir
    15. Sylvio, com relação a "Carregar duas TVs e um sofá por alguns milhares de quilômetros? Num intendi. Rsrs!!!"
      Tu já viu mulher quando diz que quer? Parceiro, é difícil.
      Mas não são tantos milhares assim de kms não.

      Nova, para mim a lotação foi boa também. Alguns acontecimentos que me deixaram pra baixo. Mas estamos voltando ao normal.
      :*

      Excluir
    16. Sylvão,

      Na Federal e em outras polícias as primeiras lotações são... muitas vezes, complicadas. Se o novinho não tiver uma cabeça boa...

      Por isso resolvi escrever estes textos, sabe? Queria eu que alguém tivesse escrito dicas assim na minha época de novinha.

      Sofri muito pra me adaptar. Mas tamo aí, agora, tirando onda e passando dicas... kkkkk

      Sua participação é bem-vinda em qualquer conversa deste blog, Mestre Sylvio.

      A casa é sua.

      Excluir
    17. APF do Norte,

      Ué... o que eu pensei foi, ué, e o fogão, a geladeira, o microondas... será que ele vai doar? Ou alugou uma casa com tudo dentro?

      kkkkkkk

      Sim, entendi. No seu caso não é a localidade que é ruim.

      Olha, pra uma "primeira temporada" ser bacana na polícia, você precisa basicamente de ter:
      a) uma cidade bacana pra morar
      b) uma equipe bacana pra se conviver
      c) um trabalho que você goste e que te dê uma certa diversão, um retorno...

      Na minha primeira lotação eu tinha a e b... mas o "c", deixava muito a desejar.

      Excluir
    18. Nova, porque o sofá e as TVs são bons. O resto vou vender por aqui! hehehe
      Aqui a cidade é boa. A equipe é boa. A chefia +-. Diversão temos com os amigos. Fiz muitos amigos. Vida boa aqui, na verdade. Se não fosse ilhado, seria show.

      Excluir
    19. Ilhado...

      Humm...

      E você queria vender as TVs no pacote?
      kkkk

      Excluir
    20. Isso. Ela não quer deixar vender nem as TVs nem o sofá! hehehehe

      Sylvio, a novinha foi na minha formatura da academia da polícia, e eu nem a conheci! Pode isso? Ia abraçar tão forte!
      :)

      Excluir
    21. : )

      Fui... Que festão massa!
      : )

      Quem sabe eu não esteja la na sua nova lotação, né?
      : )

      Excluir
    22. Foi boa a festa sim. Também, a R$ 300,00 o ingresso, tinha que ser né?
      eu fui contra demais a contratação de famoso para a festa. Mas fui voto vencido. E ainda bem, porque o Saulo mandou bem demais.

      Acho difícil na nova lotação, nova! Acho difícil. Quem sabe numa missão! Quem sabe você me reconhece num e-mail?
      Seria show te dar um abraço!

      Excluir
    23. Será que você nunca me deu um abraço?!

      kkkk

      Excluir
    24. Certeza que não, nova. Eu não abracei instrutoras em nenhum momento. E nem estranhos pela festa! hahahahaha
      :)

      Excluir
    25. Não disse que teria sido na festa...

      : D

      Excluir
    26. Nem na ANP. Só se vc foi para alguma balada em bsb na época da ANP! hehehehehe
      Acredito que não. :(

      Excluir
    27. Nova..., se eu te ver em qualquer lugar em que eu esteja, sei lá...; acho que a reconheceria..., sei lá... Isso de 'reconhecer' é meio complicado mas, se tivesse uma ideia de que vc *poderia* aparecer, acho que eu, eventualmente, poderia perceber a sua presença. Convenhamos que 'reconhecer' sem 'conhecer' é coisa para médium!

      O *real* pulo do gato:
      "Fui injustiçada também, me decepcionei horrores com pessoas, mas com a instituição, não."
      Não com a Instituição!!!!! São sacadas como essas que fazem de você uma Mestra, Nova...

      Bem, Afonso Paulo Frontin do Norte, mulher tem dessas coisas entre outras: vai ser assim e não tem essa de ser assado. A parte que nos cabe neste latifúndio é aceitar compassivamente (rêrêrê!!!), o inevitável (que inúmeras vezes constatamos que foi o melhor a ser feito naquele momento).
      Elogios, APF do Norte, existem para serem feitos; guardá-los é de uma mediocridade abissal. Espalho-os generosamente, mas de maneira conscienciosa (há sentimentos neles).

      Nova, se um dia nos encontrarmos pode chegar de boas, sem defesas desnecessárias. Daremos um no outro um abracinho lesgal, daremos um para o outro uns sorrisos de 26º (uma temperatura agradável de tarde de fim de verão), e deixaremos a conversa aflorar naturalmente. Haverá uma consonância cardiológica, o que vier só poderá ser agradável.

      Então vcs se 'conhecem'! Da formatura do Afonso!!!! Rs!! Ôxe! Isso sim que é um Relacionamento supimpa entre blogueira e blogado!! (Duas taças de champã se tocando num tim tim!).

      Mas, no fim da conversa, ouvimos a frase malandra de que deixa tudo em aberto...:
      - Não disse que teria sido na festa...

      Disse sim!!
      Ahahaha!!!!!!!!

      Excluir
    28. kkkkkkkk

      Vamos lá Sylvão, da série "Desvendando os Mistérios do Blog da Novinha". kkkk

      O APF de Afonso, significa "Agente de Polícia Federal", Sylvão!

      Do Norte, porque sua primeira lotação foi na Região Norte.
      kkk

      A formatura está nesta postagem aqui, olha...
      http://mulhernapolicia.blogspot.com.br/2015/12/

      Será que você, Sylvão, nunca me encontrou por aí e passou batido?

      Eis a questão.
      ; )

      Excluir
    29. APF do Norte,

      Balada na época do CFP? Você é uma má influência.
      kkkkkkkkkkkk

      É brincadeira!

      Também não disse que não seria na festa de formatura...

      Excluir
    30. Vivendo e aprendendo...
      Vivi 4 anos em colégio interno, sei o que viver em 'regime fechado'. Acho esse povo aí tudo herói e heroína: são saudáveis, têm um super preparo, dominam várias técnicas e habilidades...
      Com 17 anos viajei para MG, fui prestar exame na Escola Técnica Federal de Ouro Preto, para Metalurgia e Mineração. Não entrei, mas gosto deste negócio de sair de casa, da zona de conforto e aventurar-me por outros caminhos. Tanto que fui parar numa praia lá da Costa Rica, país em que vivi 2 anos.
      Mas voltando aos estudos e profissão: essa de vcs é massa.

      Excluir
    31. É massa sim.

      Faz concurso, Sylvão, vem ser meu novato de estimação.
      : D

      Excluir
    32. Nova, com tanto bonitão sarado, com tanta gente motivada, minhas chances seriam poucas...
      Mas, em 68 estive na Escola de Polícia da USP, para me inscrever no curso; desisti e fui mochilar por aí...
      Do jeito que vc é secreta eu só a conheceria quando me aposentasse; e olha lá se!!! Rêrêrê!!!

      Excluir
    33. Talvez já me conheça só não está relacionando o nome à pessoa.
      : )

      Excluir
    34. Ahahaha!!!! Seria o máximo!!!!
      Imagine aqui, agora, como minha mente está estudando as diferentes possibilidades e pessoas que poderiam se enquadrar num eventual perfil...! Mas o jogo é rápido, e eu fico aqui um pouco cético de que possa conhecê-la.
      Mas deixo essa possibilidade em aberto, hoje de inúmeras formas podemos conhecer alguém sem que tenhamos a possibilidade de saber a identidade verdadeira; e, se isso acontece conosco, tenha a total certeza que acho muito legal.

      Excluir
    35. Por outro lado Novinha, e já disse isso à você, não me importo nem um pouquinho que você mantenha esta sua radical privacidade. Tudo na vida tem seu ritmo e sua razão de ser que muitas vezes a vã filosofia desconhece. Respeito isso e acompanho o fluxo.
      Entre você e algumas pessoas daqui foi estabelecido um vínculo que as coloca de uma forma bem mais próxima de você. Isso aumentam as possibilidade de um dia venhamos a nos conhecer pessoalmente, até lá vamos curtindo esses momentos que Deus nos deu de conversarmos e trocarmos algumas figurinhas e ideias.

      Excluir
    36. Nova, se no CFP você não sair para espairecer, fica doido né!
      Mas nem fui para muitas não! :P

      Excluir
    37. kkkkk

      Sim, eu sei... tem que "desopilar" de alguma forma.

      Acho que só sair daquele ambiente e ver que tem um mundo lá fora já deixa a gente mais ligado.

      Né?

      E depois, quando a gente já está na polícia é bom ter uma válvula de escape.

      Excluir
    38. Po, o sábado à tarde era o momento mais aguardado. respirar os ares de fora da ANP!

      Na polícia precisamos sim. Conhecer gente de fora da PF na lotação é uma coisa boa demais! Porque aí sim vc desliga mesmo do ambiente.

      Excluir
    39. Nem me fale...

      Um dia de sábado à tarde foi o dia mais feliz pra mim na minha Academia. Fiz uma prova de tiro pela manhã e passei o dia inteiro em êxtase, com a nota que eu tirei. Muito melhor do que eu esperava pra uma primeira prova. Acho que nem na formatura eu estava tão feliz.

      : )

      Excluir
    40. hahahahahahah
      Eu posso imaginar.
      Teve um sábado que foi aula de tiro, depois foi o churrasco da turma!
      Esse eu me lembro que foi um dos melhores.
      Eu tenho saudades das peripécias, mas não da ANP! hahahaa

      Excluir
    41. Também não tenho saudades. Vivi muita coisa bacana, mas teve umas coisas que me marcaram muito, negativamente, também... sabe? Perdemos colegas de turma muito cedo... e as lembranças são associadas ao tempo da Academia. Enfim.

      E depois, com o tempo, piorou pq a gente vai perdendo a ingenuidade de aluno.

      : P


      Excluir
    42. Na minha turma perdemos 3 colegas. Realmente isso é assustador.
      "E depois, com o tempo, piorou pq a gente vai perdendo a ingenuidade de aluno".
      hahahaah
      Verdade. Quem vai bizurado já pra ANP são os militares. Eu tinha feito outra academia já. Fui de saco cheio!!

      Excluir
    43. Pois, eu... kkk
      Não poderia ter chegado mais crua.

      Em qual momento você soube que não voltaria mais para a polícia anterior?

      Excluir
    44. Nova, eu fui pra ANP já com a cabeça em trocar. Porque o sonho era a PF. A PRF caiu no colo. Mas eu adorei a PRF. A academia é muito melhor. A polícia rodoviária é bem mais organizada.
      Mas eu queria investigar. Não queria ser polícia ostensiva. Então já fui meio que decidido. Tanto que na PRF eu trabalhava na minha cidade. E na PF fui pra longe! E mesmo assim, troquei!
      E o salário contou também. A diferença é razoável.

      Excluir
    45. Puxa, pelo menos você já sabia o que queria, né? Eu não fazia a menor ideia de onde estava entrando... kkkk

      Sério.

      Depois do primeiro ano é que descobri que esta (atual) é a minha área.

      E fico muito feliz por isso, pq tem muito antigão que ainda não sabe seu lugar...
      : )

      E você tá conseguindo investigar, era como você imaginava?
      : )

      Excluir
    46. Nova, estou aprendendo ainda, né! Mas outro dia o delegado veio me perguntar uma informação que eu tinha esquecido de colocar. :(
      Aí ele consultou um outro banco de dados para achar essa informação. E nesse banco, tinha um dado divergente do que eu tinha colocado. Fiquei preocupado de ter comido mosca. Mas abri o sistema que eu usualmente consulto e descobri que está desatualizado. Mostrei pra ele lá, pq senão ia ficar feio né.
      Apesar de ele não ter pedido a informação que eu esqueci explicitamente na OMP.
      Esse delta foi 13 anos agente. Tem as manhas. Sempre que posso sento com ele e começo a perguntar as coisas.
      Vamos seguindo né!
      Ainda bem que vc achou seu lugar. Eu estou procurando o meu. Acho que é aposentado mesmo! hahahahhaa

      Excluir
    47. Fico extremamente feliz quando alguém diz que 'achou o seu lugar'. Familiares, amigos, a sociedade em geral insiste em que o 'achemos'. Pensei outro dia que esta 'procura' é mais curta para uns que para outros, pensei também que o método mais prático é ir fazendo as coisas, tentando fazer o que gosta, aí as possibilidades de achar, aumentam. Outra coisa é ter um minimo de paz para poder enxergar dentro da gente *no que*, em qual área poderíamos desenvolver nossas capacidades. Eu, estou nessa caminhada...; não encontrei ainda meu nicho, embora tenha uma ideia de qual possa ser.
      'Aposentado'..., rsrsrs!!!!! Essa foi boa! Bem, o aposentado terá pelo menos uns 15/20 anos para exercer esta atividade, depois irá para os braços do Senhor... Rêrêrê!!!!

      Excluir
    48. Rapaz, do jeito que essa galera que assumiu o Brasil tá querendo mudar, talvez nem consigamos nos aposentar de fato. :(
      Ou teremos uns 2 anos para aproveitar a aposentadoria com 98 anos!

      Excluir
    49. APF do Norte,

      Em qual área você se diverte mais?
      Em qual área você é bom sem fazer muito esforço? Talvez não seja nenhuma em que você já tenha atuado, mas certamente há alguma em que você se encaixa melhor. Mas acho que é impossível não ter nenhuma área na qual você se encaixe como uma luva!

      Quando descobrir, saberá.
      ; )

      Seus colegas aí, já "se encontraram"?



      Excluir
    50. Pois é, Sylvão...

      Mas tem um problema. Após descobrir minha área, fui por aí, e cheguei muito rápido ao topo. Isso pode trazer a falta de interesse em breve, já que não há mais muito desafio a encarar. Me entedes?

      Excluir
    51. E como, basicamente, você resolveu este impasse?

      Excluir
    52. Nova, respondendo às suas perguntas:
      Eu gosto da investigação em geral. Mas estou aprendendo muito. Muitas coisas novas atualmente.
      Há colegas que que sim. Outros nem tanto.
      Já tem novinho querendo ficar no plantão, pra vc ter uma ideia.
      Mas durante algumas das minhas missões tive oportunidade de conversar com gente que saiu da fronteira e foi para um lugar melhor. Eles disseram que a realidade é outra.
      Eu to querendo trabalhar na área de crimes cibernéticos, mas aqui nas descentralizadas fazemos clinica geral né!
      Mas vamos que vamos. Estou me recuperando do baque da injustiça e estou voltando a curtir.
      Beijos

      Excluir
    53. Sylvão... enquanto eu estiver por aqui, ainda estou no topo... agora quando eu sair daqui, e um dia terei mesmo que ceder a vaga para um mais novato, não sei como será...
      : )

      Não sei, mesmo... não queria fazer concurso para outras áreas mais chatas na polícia, no ministério público, no judiciário... apenas para dizer que estou crescendo na carreira. Não sei, mesmo.
      : D

      Excluir
    54. APF do Norte,

      A sua resposta está no tempo futuro. Eu quero saber no passado, no máximo no presente.

      Não é o que você gostaria de fazer, mas o que você já faz ou já fez no seu dia-a-dia aí, que te traz uma alguma alegria...

      Ou não tem nada que vc tenha gostado de fazer aí, ou goste de fazer hoje?
      : )

      Excluir
    55. Mas não exista a possibilidade de você se tornar tão importante quanto aqueles caras que vc mencionava aqui, que eram 'super policiais de filmes'? Não entendo..., não teria como aproveitar uma policial tão competente, e mantê-la na ativa em uma posição mais proeminente dentro de suas competências, que incluem missões, investigação, proteção de autoridades e por aí vai? É muito tempo e muito estudo investido para se enfiar num escritório ou outro departamento.
      Para um(a) novinho(a) pegar o seu lugar teria que ralar muito e, quando uma pessoa é boa, onde cabe uma cabe duas... Rsrsrs!! (Se a chefia for inteligente.)

      Excluir
    56. Seria o óbvio, né?

      Sempre aproveitar o conhecimento prévio dos servidores... Só que não.

      Muitas vezes não querem um sniper na equipe, porque o que precisam ali é de alguém que conheça a região pra sair entregando intimações, porque tem os prazos do inquérito a cumprir... entende? E pra mulher ainda é mais complicado, porque parece que mulher combina mais com atividade administrativa...

      Isso, de não aproveitar as habilidades de um policial, é mais comum do que você imagina. Tem muito ego também, envolvido, entende?

      Sobre os super policiais de que lhe falava antes, bem... Jack Bauer foi cedido para outro órgão. Não trabalha mais aqui na polícia, e Roger Murtaugh se aposentou, porque fizeram uma boa proposta pra ele na iniciativa privada...

      É isso aí...

      Excluir
    57. Nova, ainda não achei algo que me encha os olhos mesmo!
      Eu gosto de algumas atividades pontuais dentro das gerais. Por exemplo quando a investigação toma rumo porque vc descobriu algo que não tinham descoberto antes. Ou quando se está numa atividade cansativa, como numa barreira, na chuva, molhado, esgotado, achando que tudo vai dar em nada, e passa aquela droga que vc tanto esperava. E tudo dá certo. E aí, mesmo com todo o cansaço você ganha ânimo para terminar o serviço. Chega em casa sorridente.
      Mas ainda não achei aquela atividade que quase 100% me satisfaz. Mas estou procurando.
      Uma hora ela chega, acredito eu.
      Consegui 10 nessa resposta?
      hehehe
      Beijos.

      Excluir
    58. Aliás, a ida para o setor privado, você já mencionou a possibilidade, aqui...
      Pode juntar-se aos caras e às moça competentes e abrir uma empresa de segurança de alto nível. Eu ficaria como encarregado da manutenção, se a firma for em Floripa... Rsrs!! Conheço bons profissionais, confiáveis.
      Esses super policiais, um já falou com vc sobre isso, não é?

      Excluir
    59. Ontem revi a 3ª temporada da série Narcos. O policial da DEA que prendeu os chefões e quase que literalmente acabou com o cartel de Cali sozinho e derrubou um presidente corrupto, no final pediu seu desligamento da Agência pois esta tinha conhecimento da corrupção mas nada fez por motivos políticos.
      Então, Órgãos Governamentais têm suas políticas, e ela está acima dos Agentes; essa de não aproveitar seus melhores funcionários também está em vigência; também..., milhares se matam para entrar, não estão minimamente preocupados em manter um contingente de mais Antigos...

      Excluir
    60. A parte boa disso tudo é que, quando sair, iremos nos encontrar todos os seus fans para, juntos, pagarmos um monte de esfiha pro cê e podermos ficar babando no seu cangote, extasiados!!!
      Ahahahaha!!!!!!

      Excluir
    61. APF do Norte,

      Tirou 9,5. kkkk

      Porque as atividades que você citou... acho que todo policial gosta. Estou falando sobre trabalhar em algo tão bom que todo o processo: começo, meio e fim, seja muito legal.

      Aqui, pra mim, tem sido assim. Venho feliz e pensando, "oba... vou trabalhar". Antes não era assim!

      E você sente muita facilidade em fazer isso, porque parece que toda a sua vida te levou até aqui, enquanto outros não conseguem sequer se equilibrar... E você pode ficar lá... horas a fio, sem ver o tempo passar.

      É mais ou menos assim.
      kkkk

      : )

      Excluir
    62. Silvio,

      Não... kkk

      Os convites que recebo para trabalhar na iniciativa privada não fazem nem coceira... Nunca nem cogitei.

      Sim, tem muita política envolvida e pouca meritocracia. As leis que regem o serviço público não contemplam os bons servidores. É meio que "você não tá fazendo mais do que sua obrigação". E de certa forma, tá certo mesmo. Então, quem faz bem, o faz porque gosta e não por reconhecimento.

      Seria legal um super encontro da Confraria, acompanhado de muitas esfirras.
      : )

      Esse encontro poderia ser em Floripa, né?
      : )

      Excluir
    63. Vc merece mais do que esfihas, tava te zoando.
      Pode ser lá sim, de boas! Até lá estarei em forma, aí vc pode levar azamiga pra dar uma avaliada no tio...!
      Rsrsrs!!!

      Excluir
    64. Meu pai era um servidor federal, honesto; foi encostado, não subiu na carreira.
      Acho que para subir, para ser 'aproveitado(a)', o antigo(a) tem que jogar o jogo deles...

      Excluir
    65. Por que será que às vezes penso que você trabalha na ABIN?

      : D

      Excluir
    66. Rsrsrs!!!!
      Que ideia, Nova!!! De onde veio esta ideia?

      Meu pai foi auditor do INSS, minha mãe funcionária do Fórum, em São Paulo. Minha irmã foi funcionária pública municipal, um amigo, como já lhe contei, foi policial em São Paulo lotado em DPs - saiu e atuou como Oficial de Justiça. Por tudo isso minhas informações sobre funcionalismo público é razoável... ahh, tive um tio que foi vereador em Peruíbe - SP (já ouviu falar da cidade?).

      Excluir
    67. Uma vez vc mencionou um clube na Praia dos Ingleses, fui checar já que passei dois meses lá perto, no Rio Vermelho, pintando a casa do meu primo, e realmente tem um clube chique lá...; depreeendi então que vc conhece a área...

      Excluir
    68. Clube na Praia dos Ingleses???

      Foi outra fonte que te passou essa informação.

      Excluir
    69. kkkkkkkkkkkkkkkk

      Estou cercada por parentes seus por todos os lados!!!

      ; )

      Tamo junto!

      Excluir
    70. Tamo junto!

      Esse clube..., achei que veio de vc a informação, que versava sobre encontros de agentes, eventos, algo assim.
      De qualquer forma a memória da gente nos prega algumas peças às vezes...
      Já fui funcionário público eventual e provisório: na SEPRO e no IBGE.

      Excluir
    71. Ahhhh, sim!

      Você está falando da Confraria?

      : )

      Excluir
    72. Acho que não, será? Nem me lembro...
      De qualquer forma, é um hotel caro...

      Excluir
    73. Rsrsrs!!!!
      Rindo aqui placidamente de seu ceticismo, Nova.

      Falando à pouco com um amigo pelo Whats. Incrível como a situação política no Brasil está deteriorada, e como isso afeta a parte econômica. fora do Brasil, em 10 anos de trabalho, dá para comprar aqui dois apartamentos e dois carros novos. Uma secretária que mora e trabalha como faxineira no Canadá conseguiu isso.
      Nós aqui nem em 20 anos conseguimos amealhar o suficiente para isso, e a maioria da massa trabalhadora jamais conseguiria. Fico pensando aonde isso vai dar.
      Mas, é ano de Copa, não falemos nisso. Rsrs!!

      Abraço, Novinha (seu coração mantém um certo frescor)!!

      Excluir
    74. Passeei com o totó (que fica louco se não sair!), agora tomar banho, lavar louça, fazer suco de maracujá (da fruta, claro!), e instalar o Office...
      Pronto!, meu domingo está ganho.
      Coisa de véio mesmo..., rêrêrê!!!

      Excluir
  16. Gostei mesmo muito do seu texto! São máximas aplicáveis à vida em geral!
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  17. Ahhh, esses namorados... São tãão legais!!!!
    :)

    Como sempre, seus textos desbundam os leitores, deixando-os afiadinhos!!

    Nova, pro cê:
    https://cers.jusbrasil.com.br/noticias/569022872/autorizado-o-concurso-da-pf?utm_campaign=newsletter-daily_20180423_6981&utm_medium=email&utm_source=newsletter

    Bjokas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha aí, galera!

      Notícia boa!!!

      "namorados???"

      What??? Where? Who???

      Excluir
  18. O namorado de Kathrine Switzer, que foi defendê-la na corrida...

    Acho que ninguém irá saber se vc não fizer, desta notícia, um post...

    Bjkas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahhh, simmmmm! kkkk

      Nossa, você pinçou um detalhe que fez toda a diferença, né? Um namorado que entrou pra história. Dava um excelente post.

      Até queria saber se ela se casou com ele.

      E você, Sylvio? Tá namorando?
      : )

      Excluir
    2. Namoro pra caramba, uma deliça!!
      Mas fico tristinho pois quando de manhã eu acordo e os sonhos se vão, tenho que encarar a triste solidão que encobre minha vida como mortalha sobre o corpo de um amoroso homem...

      Rêrêrê!!

      Tou não..., tá difícir. Acho que Freud explica.

      Sou um homem de detalhes, afinal são os tijolinhos que constroem nossas vidas com os outros.
      Mas, tou de boas também; que venham as namoradas, os amores, quando vierem. Dou minhas paqueradas, minhas entradas, de maneira discreta (mas diretas de certa forma), e deixo nas mãos de Deus.

      Olha que texto bonito eu vou colocar em minha página Nova, depois vc vai lá, vou colocá-lo daqui a pouco.

      Ela casou com ele sim...
      Rsrsrs!!!!

      Bjokas.

      Excluir
    3. Kathrine Switzer nasceu aos 5 de janeiro de 1947 (71 anos hoje), em Amberg, Alemanha. Se nacionalizou americana.
      Em 1974 ganhou a Maratona de NY com o tempo de 3:07:29 (1º lugar!!); em 1975 ganhou a de Boston com o tempo de 2:51:37 (2º lugar!!).
      Foi casada com Tom Miller, de 1968 a 1973, isso quer dizer que o namorado dela que a gente estava conversando, dançou.

      Bjokas!

      Excluir
    4. Bom dia, Sylvão.

      Será que ele não estava mais conseguindo acompanha-la?

      : )

      Que feriadão maravilhoso.

      Excluir
    5. Olha Nova, naquele tempo eu não sei, mas hoje está mais complicado acompanhar a mulherada...
      Como ela era uma mulher avançada para o seu tempo, sangue no olho, acho que ele teve que pasar o bastão para outro mais bem situado na equipe do coração dela.
      Outro fato a ser citado é a quantidade de hormônios que circula pelo sangue de uma atleta..., e a mentalidade que a empurra a novos desafios e metas. Se levarmos em consideração que ela praticava outros esportes que não em uma raia, o cara tem que ser também um super homem em outras modalidades, o que não tem problema nenhum se for um homem de boa vontade e animadão (que vc não citou especificamente este ponto, mas que se enquadra em nossa conversa).
      Respondendo então à sua perguntinha:
      - Não, não acompanhou a moça.
      Ahahahaha!!!!!!

      Novinha, é sim um FERIADÃO MARAVILHOSO!, para vcs que labutam diariamente, incansavelmente, corajosamente.
      Para mim é de boas, não faço nada mesmo... Rs! E a melhor coisa desse não fazer nada é que não sinto um pingo de remorso! Quer dizer, só um ou dois pingos mesmo... É tão pouco pois voltarei a trabalhar em outra atividade em que não seja preciso subir em telhado e escalar paredes e paredões. Dez anos pintando já deu pra ficar satisfeito e provar que posso sim ser um peão se for necessário.
      1 - Baixei um programa de AutoCad e entrei para um curso via internet para aprender a desenhar pelo PC e fazer uma plantinhas para amigos e amigas do meu cuore.
      2 - Começarei a reler minhas apostilas de Massoterapia. Minha ideia é fazer masagens em pessoas de minhas relações e em trabalhadores cuja atividade necessitem deste serviço: caixa de supermercado, carregadores em geral, por exemplo.
      Como vê, não sou um coçador inverterado.
      3 - Entrei em um site de relaciomentos. Tá meio difícir lá, as mulheres que curtem meu perfil são coroas e feinhas demais (o que não tem problema nenhum!!), o caso é que não se encaixam em minhas pretenções. De qualquer maneira elogio as fotos e digo palavras legais pois sou um bom rapaz. Meninaaa, como tem mulher neste planeta que está no pique de arrumar um pretendente!!!! O Sul tem mulheres muito bonitas; e elas não estão, necessariamente, nas grandes cidades.
      Entrei neste site só para tirar um barato, não estou babando por companhia...

      é isso minha querida.
      Estou lavando roupa, vou ver a máquina como está, ela não está muito legal.

      Um beijo!

      Excluir
    6. É verdade. As mulheres estão mais independentes e por isso não se sentem mais na obrigação de se manter num relacionamento por questões financeiras ou sociais...

      E consequentemente estão mais avançadas na busca por seu companheiro de vida ou de cama... Embora algumas ainda procurem um cara pra ajudar nas contas, né?

      Então você está partido para o empreendedorismo... Eu isso com bons olhos. Acho que pode ser uma alternativa. Que o diga as start up's que estão transformando os padrões econômicos atuais, né?

      Sobre lavar roupas. Experimente novos amaciantes. Eles deixam um cheirinho bom de roupa limpa, de cuidado, de carinho. Às vezes usar um novo aroma de amaciante dá um barato na hora de recolher a roupa no varal. kkk

      Eu curto pequenas mudanças.
      : )

      Excluir
  19. Novinha, amore....: de que adianta ter um cara legal por perto se ele não ajuda nas contas? Melhor ter então boldier collie, que é muiiito simpático!!
    Eu tenho um, recomendo!

    Isso, vou partir para algo que me beneficie sem que tenha que esperar a boa vontade (e a honestidade), de chefes e patrões. Claro que tudo tem seu risco, mas, neste caso compensa: moro no Interior e as coisas aqui são mais calminhas.

    Uso um ótemo amaciante da marca Ypê, é concentrado: Inspiração é o nome do cheirinho dele... Rsrs!!

    Normalmente os homens não desenvolvem o apreço por pequenas mudanças, mas os de boa vontade sim.
    Tem que avisar a mulherada o que elas estão perdendo por não darem uma colher de chá pra esse homão (em termos, 1,69m - 78kg meio mal distribuídos), que vos fala...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É claro que seria muito bom ter alguém pra dividir as aventuras, né???

      Mas isso é um meio, digamos assim, e não um fim, em si mesmo. Foi o que eu quis dizer...

      Vou procurar no mercado esse amaciante da Marca Ypê, que atende pelo nome de Inspiração... kkkkkkk

      Olha... Tenho tanta amiga solteira, separada, divorciada que seria uma ótima namorada pra você e você pra elas...

      kkkkkkkkkk

      Quero saber do progresso da sua nova empreitada, viu? Me mantenha informada?

      Excluir
    2. Esse comentário ficará entre nós, pois estou respondendo à outro seu que só está visível no meu email.

      Sinceramente: gostei do APF do Norte.
      Ficar meio desolado na primeira lotação tem suas justificativas, como vc bem abordou; o que me impressiona bem neste rapaz é que ele expressa com fluência o que lhe vai pela alma, e isso não tem preço.
      A inteligência sem o contrapeso dos sentimentos não tem um valor profundo, taí Einstein que não me deixa mentir.

      Essa atividade que vc descobriu, que estava dentro de si, a de partilhar conhecimentos, é algo a se louvar de todo coração. Todos nós temos essa vertente 'professorífica', mas poucos podem exercê-la de uma forma que impressione e cale no fundo nas pessoas. Isso é difícil, requer vocação.
      Tive um amigo de pré adolescência que chegou a ser professor de História na UFRS. Ele era amado pelos alunos, suas aulas eram disputadas; o cara era engraçado, não ia pelo certo, pelo acadêmico; mas sim, pela criatividade. Contava histórias, indicava o caminho das pedras para os futuros profissionais, era leve...; enfim, se preocupava com os alunos como pessoas.
      Em você vejo os mesmos predicados: tem experiência na área e sabe ser empática ao repassá-la para os seus 'alunos'. Tudo é feito com muito carinho, tanto que pessoas como eu, fora deste círculo de atividade, percebem a importância.

      Ser bem recebido em um lugar, torna esse lugar especial. Assim me sinto em relação à este seu espaço: em casa. Sempre serei grato pela sua companhia, e pela dos seus amigos e amigas.

      Você, já caminha pela senda da maestria.
      Fiquemos com Deus, o Melhor Amigo que poderíamos querer para nós.

      Excluir
    3. A minha resposta estava ali em cima, Sylvão. Você só respondeu em espaço distinto. Mas se quiser que eu o exclua... ou você mesmo poderá excluir, mas acho que seu comentário não é do tipo que deveria ficar in off, não... errei?

      Você quis dizer UFRGS... também conhecida como "urguis"... kkkk

      Mas o meu raciocínio é muito lógico, Sylvão, e até pouco idealista, eu diria. Explico. A gente passa num concurso mega concorrido, se afasta da família, dos amigos, de casa, do ninho, da vida que levava antes... ou seja, pagamos um preço muito alto pra deixar que coisas menores derrubem nossos sonhos.

      Não acha?

      E outra. Quando eu coloco essas ideias no papel elas ficam bem mais nítidas na minha mente, também, entendeu?

      No futuro posso precisar me recorrer a essas dicas pra me levantar de uma queda também. Quem sabe?

      Vamos vivendo.
      : )

      Não é o blog que é especial, é você, meu amigo.

      Beijo no seu cuore!

      Excluir
    4. Fez bem em não deixá-lo em off.

      Isso: URGUIS! Rsrs!!

      É aí que mora a beleza da coisa: o seu raciocínio lógico. Digo desta forma pois eu por exemplo, embora me expresse com certa clareza, tenho um raciocínio lógico não muito lógico às vezes...; tendo um pouco para a espiritualidade, para a 'auto ajuda', para um certo gurujismo na maneira de me expressar.
      Essa sua lógica faz com que escreva tudo de maneira beeem clara, facílima de entender e assimilar (se lida com a devida atenção, sem ansiedades que atrapalhem). Você vai ao ponto!, mas não fica pontificando sobre ele.

      Ahhh..., o idealismo está presente sim, mas em ato; ali: preto no branco, embalado num papo reto, com pitadas de George R. R. Martin, Joana d'Arc (sem tendências à mártir sob nenhum aspecto), e Emile Durkheim (sociólogo e um dos principais teóricos do conceito de coesão social).
      É a melhor maneira de valorizar - a única!, - o esforço despendido durante anos e anos, dia a dia..., prova a prova..., decepções a decepções...; alegria a alegria, sucesso a sucesso, amigo a amigo!!
      Pois nem só de perrengues vive um(a) policial, não é? Eventualmente até um agradecimento acontece, um elogio, um reconhecimento!!

      Retiramos muitas coisas de dentro com a escrita, a pena é uma pinça!
      E sim: reforçamos essas ideias.

      Estendo este *especial* ao conjunto da obra que fez possível este espaço: o Blogger, você, e todos nozes!

      Excluir
    5. Meu cuore ficou deveras contentinho com seu beijo. Vou levá-lo até a cozinha e preparar para ele um sanduba de salame da Cerati (meu vizinho trabalha na fábrica), que ele apreciará acompanhado de uma batida de leite (de saquinho!!), com maçã!
      Ele, daqui, manda outro beijo para o seu!

      Excluir
    6. Esse elogio aí, hein!
      Valeu mesmo, Sylvão! :)
      Fiquei até sem saber o que falar.

      Excluir
    7. Mandou bem, APF do Norte!
      Você foi plotadooooooo!

      kkkkkk

      Como eu digo, nunca se sabe quem nos está observando.
      ; )

      Excluir
    8. George R. R. Martin, Joana d'Arc, Emile Durkheim?

      Não... Se você tá de guru... eu sou a Dona Benta, o Ioda, a Mestra dos Magos!
      hihihi

      Excluir
  20. Taí, gosti!! Dona Benta...; li toooodos os livros do M. Lobato. Todos. Viajava legal neles, é uma leitura mágica!!
    E o Ioda, é o Ioda: gente fina, sabe tudo!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você não assistiu Caverna do Dragão???

      Putz...

      Excluir
    2. Não..., já era meio grandinho.
      E vc já assistiu a alguns desenhos do Studio Ghibli? Se
      u filho talvez fosse adorar, como minha neta adora.

      Excluir
    3. Sim, viram a "Viagem de Chihiro". Eu prefiro os da Pixar.

      Amo.

      Excluir
    4. Vi todos. Tem outra série que deve ser mencionada, que passava na Cultura: Minúsculos...
      https://tvuol.uol.com.br/video/minusculos--episodio-35--joaninhas-04028C18396AD8C14326

      Excluir
    5. Nova, tem um programa (muito bom!!!!!!!), prático e rápido de você baixar vídeos do YouTube (como as animações de Minúsculos); pelo Freemake Viddeo Download.
      Experimente.

      Excluir
  21. Ri muito aqui com esse 'çei'...! Rsrsrs!!!!
    Mais irônico, impossível!
    Escrita também, é algo mágico.

    ResponderExcluir
  22. Ainda bem que você leva na esportiva.

    Eu brinco e depois fico com medo da brincadeira não ter sido bem acolhida...

    kkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. SEMPRE acolho, mas nem sempre sou acolhido; acho que meu senso de humor é meio ácido (de bobeira), eventualmente isso o torna tosco. Mas, adoro a bem humorança!!

      Excluir
    2. Perdeu o sono?

      Bom dia, e muito bom humor, pra gente.

      Excluir
  23. Rsrs!! Como hoje é feriado eu exagerei. O Facebook nos leva a muitos lugares, à muitos perfis interessantes. Costumo ir até esses perfis, de pessoas interessantes e dar uma prospectada. Eventualmente solicito a amizades delas.
    Ontem também assisti à um episódio de Black Mirror na Netflix, o primeiro da 1ª temporada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As redes sociais... quem diria que no futuro isso nos proporcionaria tanto, né?

      Tô vendo Grey's Anatomy, comecei do começo e tô achando bem legal, já viu?

      Fala de sobrevivência também.

      Excluir
  24. Por curiosidade digitei 'Mulher na polícia' no Google. Logo de cara, na frente do gol, aparece o blog.
    Quantas e quantas pessoas já não vier aqui...? Vixe!
    O curioso chega e vê este post, sabe o que ele pensa Nova? Olhando pela tela do celular, como eu agora? Que está defronte á uma professora!
    Li o texto de novo. Qualquer instrutor ficaria impressionado.
    Nunca vim aqui por meio de um celular..., bem estranho.
    Abraço do mestre, com carinho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sylvão,

      Tô muito longe de ser professora, Sylvão. Estou apenas organizando alguns conhecimentos de iniciante.

      Com tanto incentivo, vou postar até a aposentadoria.
      kkkk

      Obrigada! Bom dia!

      Excluir
  25. Rsrsrs!!! Isso aí, não pare!! É um dom que você tem, creia, o de escrever, se comunicar.
    Tem um filme muito antigo, Ao Mestre com Carinho com o Sidney Pontier, vc pode conferir no YouTube.

    Verdade, as redes sociais..., o Google..., algo impensável a 8 anos atrás... O desenvolvimento tecnológico, e não só ele, avança numa proporção geométrica, é impressionante. Quando nossos filhos e netos (no meu caso), entrarem no mercado de trabalho o desenvolvimento será exponencial, dará um salto inimaginável, afinal nem sabem o que poderia ser uma vitrola... Ahahaha!!!!!

    Então, vc está vendo Grey's Anatomy..., çei..., legal..., 'maravilhoso'.
    Uma mulher de seu tempo, cabeça, inteligente, bem informada, falante de inglês, antenada, bonita e cheirosa, deveria estar assistindo Dr. House... Tsk , tsk... Tudo bem, vc chega lá.
    Rêrêrê!!!!

    Bom dia pro cê tumém!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já vi esse filme... mas não me lembro o enredo... vou ver de novo.

      Exponencial é uma palavra que aprendi a bem pouco tempo... e explica bem o sentido da coisa, né?

      kkkkkkkkk

      Dr. House é muito metidinho, para meus parâmetros.

      Excluir
  26. Nova, em quais matérias você era boa na escola?

    O filme que mencionei fez um sucessão na época, talvez hoje seja datado... Através dele outros filmes vieram com a mesma temática: professor que pega uma classe de desajustados e bota todos na linha. Nunca assisti...; só pedacinhos, por curiosidade. Pontier era *o* ator negro na época, o único a fazer sucesso na verdade... Por causa disso o filme foi emblemático também.

    Grande House..., sua complicada psique me representa (licença poética, sou simplesinho). O cara é meio metidinho mesmo... As histórias são bem interessantes, roteiros inteligentes, falas e atores afiadinhos.
    Uma série que recomendo, de ficção científica, é Altered Carbon. Outra também muito supimpa é Call Better Saul.
    O que eu creio é que você não deve ter muito tempo para ficar bestando na frente de um PC...

    Nossa amizade é exponencial... (três coraçãozinhos).

    :) :) :)

    ResponderExcluir
  27. : )

    Português, redação, literatura... Essas, acho.

    Estas séries que você citou, realmente não conheço. Eu vejo, mas são essas tipo Greys Anatomy que estão disponíveis na Net Flix. Então são elas que obedecem ao meu ritmo.

    : )

    É bom ter algo com o que se distrair de vez em quando... Mas ele não curte muito, sabe, então vejo mais quando estou só.
    : )

    E você, era bom em que matérias na escola?

    ResponderExcluir
  28. - Português (sempre fui bom em redação), e no geral me dei bem nesta matéria.
    - Desenho (geométrico principalmente). Era bom em colorir. Desenhava uns mapas bem legais. Com uma psicóloga antroposófica descobri que sou bom também na aquarela (adoro, é uma delícia desenhar com pincéis!).
    - Religião. Esquisito né? Mas estudei em colégio de padres e, meninaaa!!!!, só tirava 10 nessa matéria!!
    - Ciências. Gosto muito da matéria.

    Esses filmes que te indiquei estão na Netflix. Adorei os dois, mas, para você, indico o Call Better Saul. Este personagem apareceu na série Breaking Bad (pesada, terminei de assistir pulando capítulos quando ela terminou). O Saul apareceu arrebentando, e ganhou um prequel (série baseada em outra, com determinado(s) personagem(ns)).

    Sempre é bom curtir a companhia um do outro, e séries prendem muito a atenção. Mas se ele tem algo que o prende quando está em sua companhia, então vc tem esse direito.

    Ando protelando algumas coisinhas..., não devo.

    ResponderExcluir
  29. Uai, tinha esse comentário aqui em baixo... Tinha esquecido de respondê-los.

    Obrigada pelas indicações, Sylvão!

    Vamos ver sim, qq hora dessas.

    : )

    Tá protelando o que, hein?
    kkkk

    ResponderExcluir
  30. Não é bem protelar, apenas não me afobo e espero para fazer o que tenho que fazer no tempo certo.
    Mas, algumas coisinhas meio bestas acabo deixando para depois...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também sou assim.

      Gosto de focar numa coisa enquanto puder, e nisso as outras ficam pra trás...

      Não sei se isso é bom ou ruim...

      Excluir
  31. É bom. Se imaginarmos algo fazemos uma historinha mental, e seguimos essa historinha até onde podemos, imaginando assim todas as possibilidades. Dessa forma colocamos em prática, teoricamente, nossos planos. Quando chega a hora de atuarmos temos que estar focados para que esses planos se desenvolvam à contento; e o resto, as outras coisas, passam para um 'segundo plano'(mas continuamos de olho: um no gato e eoutro no leite). É assim que fazemos, mas cada um(a) cada um(a). Muita gente mergulha de cabeça em um planejamento, se atendo às qualidades técnicas, eu não; eu sempre coloco neles a parte humana (minha disposição psicológica, se vou gostar e ficar animado e motivado), para saber se o que pretendo vai dar certo.
    Nessas a minha percepção vai um pouco além, não fico na superfície, penso nas coisas, e nas pessoas, como um todo.

    ResponderExcluir

Confissões